Hospital Pulido Valente sem anestesistas na escala este fim de semana

Médicos do Hospital Pulido Valente, em Lisboa, foram este sábado surpreendidos com a falta de anestesistas na escala deste fim de semana e manifestam preocupação com o impacto da decisão nos doentes internados.

O coordenador da unidade de Cuidados Intensivos Médico-Cirúrgicos do Departamento do Tórax escreveu à diretora do Departamento a manifestar preocupação com o impacto na qualidade assistencial e na segurança dos doentes internados.

No email, a que a agência Lusa teve acesso, o médico Filipe Froes expressa ainda indignação pela ausência de anestesistas em presença física neste fim de semana no Pulido Valente, sem que tenha havido debate e avaliação do impacto da medida e recorda que o hospital é o maior centro do país de cirurgia torácica, de oncologia pneumológica e de insuficiência respiratória.

Segundo o médico, a unidade de Cuidados Intensivos do Departamento do Tórax teve “conhecimento informal” de que “não existe escala de presença física de anestesia no Hospital Pulido Valente para o presente fim de semana”.

Filipe Froes recorda que a equipa de anestesia é responsável pela equipa de reanimação no Hospital e assume “funções críticas no âmbito da cirurgia de urgência/emergência”, considerando que há funções que não são possíveis de assegurar em regime de prevenção e sem a presença física dos profissionais, sobretudo porque “não foi assegurada uma alternativa que não comprometesse a vida dos doentes”.

“Não podemos assumir qualquer tipo de responsabilidade por qualquer evento ou acontecimento nefasto ou prejudicial para qualquer doente assistido no Hospital Pulido Valente em resultado da ausência de resposta da anestesia”, alerta o médico.

Filipe Froes recorda que o Pulido é um Hospital Central e universitário — integrado no Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), considerando que é mais “uma perda significativa para CHULN e para o SNS”.

“Não pode persistir esta sensação ‘estranha’ de que, afinal, não estamos num Hospital Central, terciário e universitário”, refere a mensagem dirigida à diretora do Departamento do Tórax e que dirige também o Serviço de Pneumologia.

Contactado pela Lusa, o médico intensivista e pneumologista Filipe Froes escusou-se a acrescentar comentários, mas confirmou que muitos médicos do Hospital foram surpreendidos por esta decisão.

O Sindicato Independente dos Médicos vai exigir explicações à administração do Centro Hospitalar Lisboa Norte sobre a falta de anestesistas no Pulido Valente.

Em declarações à agência Lusa, o secretário-geral do sindicato, Roque da Cunha, considerou lamentável a falta de anestesistas. O sindicalista acrescentou ainda que o Sindicato vai enviar um ofício à administração do centro hospitalar a pedir “esclarecimentos urgentes” sobre a situação.

A agência Lusa contactou o CHULN mas não foi possível obter ainda uma resposta.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Apesar da pandemia, juiz Carlos Alexandre marca sessões do caso Tancos para abril

O juiz Carlos Alexandre marcou o interrogatório do principal arguido do processo relativo ao furto das armas de Tancos, João Paulino, para dia 21 de abril. De acordo com um despacho datado de 1 abril, citado …

Conceição pode estar de saída. FC Porto pode dar 5 milhões por ano a Jesus

O treinador portista, Sérgio Conceição, pode estar de saída para a Alemanha. Como alternativa, o FC Porto está disposto a pagar 5 milhões de euros por ano a Jorge Jesus. Sérgio Conceição pode estar de saída …

Estado paga subsídio de refeição em teletrabalho. No privado, os patrões estão confusos

Mesmo à distância, os funcionários públicos mantêm o direito ao subsídio de refeição. No privado, a confusão mantém-se e os patrões estão divididos. De acordo com o secretário-geral da UGT, alguns patrões do privado estão a …

UEFA não quer campeonatos a seguir o exemplo belga

A UEFA reprovou a decisão da Liga de futebol da Bélgica que, esta quinta-feira, recomendou que se dê por terminada a época e se atribua o título ao Club Brugge.  Numa carta conjunta com a Associação de Clubes …

Boris Johnson em cheque. Desta vez, por causa da quantidade ínfima de testes

A pandemia de covid-19 está a ser um calvário político para Boris Johnson. O primeiro-ministro britânico tem sido alvo de várias críticas, sendo que a última tem a ver com a quantidade ínfima de testes …

EUA com pior recorde mundial diário de mortes. 10 milhões perderam o emprego

Os Estados Unidos registaram, esta quinta-feira, 1169 mortes em 24 horas causadas pela covid-19, o pior recorde mundial diário, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins. O número recorde de mortes em 24 horas …

Real Madrid sonda Maximiano. Sporting quer blindá-lo com cláusula de 60 milhões

O Real Madrid está atento a Luís Maximiano, o guarda-redes de 21 anos do Sporting. Os 'leões' querem blindar o jogador com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. O Real Madrid está interessado …

Lares britânicos recomendam idosos a assinar cláusula de "não-reanimação"

Lares britânicos recomendaram aos mais velhos que assinassem uma cláusula de "não-reanimação" para que as camas dos hospitais não fossem ocupadas por pessoas com uma menor probabilidade de sobreviver. No Reino Unido, surgem denúncias de que …

Costa admite segunda onda de covid-19. E dá 4 de maio como limite para normalizar ensino

Esta sexta-feira, em entrevista à Rádio Renascença, o primeiro-ministro disse que não é altura de se "baixar a guarda" e assegurou que a decisão mais difícil é a da reabertura das escolas. Para vencer esta batalha …

Encontradas centenas de garrafas de cerveja tóxica da era vitoriana

Mais de 600 garrafas de cerveja com cerca de 140 anos foram encontradas no Reino Unido. Muitas ainda continham cerveja, que estava contaminada com elevados níveis de chumbo. Uma equipa de arqueólogos encontrou mais de 600 …