Homens e mulheres reagem de forma diferente à traição (e a explicação está na evolução)

gagilas / Flickr

Um estudo norueguês confirma que os homens e as mulheres reagem de forma diferente aos diferentes tipos de infidelidade – e tudo pode ser explicado pela evolução.

Se o seu companheiro ou companheira fizer sexo com alguém, isso é considerado infidelidade – mesmo que não haja sentimentos envolvidos. Mas também se é infiel quando se desenvolve uma ligação emocional romântica com outra pessoa, mesmo que não haja intimidade física.

O estudo norueguês concluiu que os homens têm mais problemas com a infidelidade sexual, enquanto as mulheres ficam mais incomodadas com a chamada infidelidade emocional.

“A psicologia dos homens e das mulheres são semelhantes na maioria das áreas”, afirma em comunicado Mons Bendixen, da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia, “mas não no que toca à reprodução“.

O investigador aliou-se ao colega Leif Edward Ottesen Kennair e ainda a David Buss, da Universidade do Texas, para conduzir um estudo sobre ciúmes com mais de mil participantes que se mostrou surpreendente por confirmar que as diferenças entre os sexos nas reações à infidelidade – que já eram previstas pelos estudiosos da psicologia do ponto de vista evolutivo – são bastante vincadas.

Testar e retestar

A hipótese já tinha sido confirmada antes, num estudo em 2011, mas para o novo estudo, que será publicado na edição de novembro da Personality and Individual Differences, foi tirada a prova dos noves com diferentes abordagens para que não houvesse dúvidas.

Metade dos participantes respondeu a um questionário sobre ciúmes onde tinha que escolher qual dos aspectos da traição era mais perturbadora – o sexual ou o emocional – em quatro situações diferentes. A outra metade teve que avaliar, numa escala de 1 a 7, quão ciumentos se sentiriam num conjunto de situações apresentadas.

Mesmo na Noruega, um dos países onde há mais igualdade entre os sexos no mundo, verificaram-se grandes diferenças entre o que desperta ciúme nos homens e nas mulheres.

“Tal como se verificou em dois estudos anteriores, encontramos diferenças claras entre os sexos no que toca às respostas sobre ciúmes entre os que tinham que escolher que aspecto da infidelidade era mais perturbador”, descreveu Mons Bendixen.

Os resultados mostram ainda que as mulheres a quem era indiferente se o companheiro estava ou não emocionalmente envolvido com outra mulher eram as que tinham mais capacidade de cuidar dos filhos com os recursos próprios.

“A perspectiva dos papéis culturais de género aponta que o ciúme é adquirido, mas acreditamos que estas reações são na verdade mecanismos que são parte da mente humana evoluída, tendo em conta as descobertas feitas em diferentes países”, afirma Bendixen.

Os ciúmes nascem connosco?

O estudo vem, assim, trazer mais dados para o debate entre duas principais perspectivas – cultural e evolutiva – que explicam as diferentes reações emocionais de homens e mulheres à infidelidade.

Do ponto de vista cultural, numa sociedade com um nível elevado de igualdade de género – como é o caso da Noruega -, a mente humana seria moldada de acordo com os papéis atribuídos a cada género e, portanto, homens e mulheres interpretariam o mundo de forma semelhante devido à igualdade nos processos de socialização e de interirização dos papéis de género.

Por outro lado, da perspectiva evolutiva, homens e mulheres ao longo de várias gerações tiveram que adaptar-se aos diferentes desafios relacionados com a reprodução, entre eles a infidelidade.

A infidelidade coloca ao homem, por exemplo, a questão de ser ou não o pai da criança, e se deve investir a sua proteção e recursos. Assim, os ciúmes nos homens servem para desencorajar a mulher de ser infiel sexualmente, e por isso são controladores quando sentem esse perigo.

Por sua vez, a mulher preocupa-se antes com o bom estar da criança – e se o pai irá prover a casa com comida, segurança e estatuto social. A maior ameaça para a mãe não será, assim, se o homem faz sexo com outra mulher, mas sim se ele ocupa o seu tempo e recursos com a outra em vez de si.

Ou seja, as mulheres são mais ciumentas quando sentem uma quebra na atenção, em especial quando sentem que o homem está a dar mais tempo e atenção a outra mulher.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …

"Vocês são uns ingratos". Vieira arrasa equipa após empate com o Tondela

Luís Filipe Vieira foi ao balneário falar com os jogadores após o empate com o Tondela. O presidente benfiquista mostrou-se irritado e acusou os futebolistas de ingratidão. Depois do empate do SL Benfica com o CD …

Costa tirou o tapete ao seu "super-ministro" (que é cada vez mais candidato a líder do PS)

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, já foi um peso-pesado do Governo de António Costa, mas o primeiro-ministro desautorizou-o na discussão sobre o futuro da TAP, num claro sinal de que a "lua-de-mel" entre os …

Há dois candidatos na calha para suceder a Centeno. Siza Vieira fora da corrida

Pedro Siza Vieira era apontado como o favorito a suceder a Mário Centeno na pasta das Finanças, mas recusou essa possibilidade. Nelson de Souza e João Leão são agora os dois principais candidatos. Com a saída …