/

Arquitetura em nome do amor. Homem constrói casa giratória para que a esposa possa escolher a vista

Na Bósnia, um autodidata de 72 anos construiu uma casa invulgar: a habitação gira 360 graus para mudar de vista.

Algumas das mais bonitas obras arquitetónicas do mundo nasceram em nome do amor. É o caso do imponente Taj Mahal, um monumento em mármore branco do século XVII. Quando foi construído, o imperador Mughal Shah Jahan dedicou-o à sua esposa, Mumtaz Mahal, que morreu no parto.

A obra arquitetónica de Vojin Kusic não está ao nível do monumento indiano, mas é igualmente romântica. O projeto deste autodidata de 72 anos é uma casa giratória. O objetivo? Agradar a sua esposa.

Tudo começou quando Vojin e Ljubica Kusic se casaram. Na altura, conta o Interesting Engineering, Ljubica queria que os quartos recebessem muita luz solar, pelo que Vojin construiu a habitação a pensar nessa prioridade.

No entanto, para concretizar esta exigência, a sala de estar tinha de ficar voltada para o lado oposto da rua. A esposa não gostava nada dessa condição, porque não conseguia ver quem entrava no seu quintal.

Cansado das queixas, Kusic decidiu remodelar a casa e deu uma volta de 360º – literalmente.

Montada num pedestal de cimento, a casa rotativa gira graças a motores elétricos e a rodas de um antigo veículo de transporte militar. A uma velocidade constante que pode ser alterada de acordo com o seu gosto, a vista alterna entre campos de milho, terras agrícolas, rio e florestas.

Vojin criou o projeto sozinho e elaborou-o de forma a que a habitação pudesse fazer uma rotação completa em 22 segundos. Na forma mais lenta, completa uma volta em 24 horas.

Além de original, tem um benefício inesperado associado: é mais resistente a terramotos do que as casas estacionárias.

Vojin construiu a habitação inteiramente sozinho. O projeto invulgar levou cerca de seis anos a estar completamente concluído.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.