Americano ameaça processar Selena Gomez pelo suicídio da filha

Quando a cantora anunciou que ia produzir uma série da Netflix – a “13 Reasons Why” -, muitos foram os jovens que a idolatravam que fizeram questão de prestar atenção ao novo trabalho.

O “problema” começa com os alertas para a série que referem que esta não é propriamente positiva. A trama aborda assuntos como a depressão nos jovens e culmina com o suicídio da protagonista que não encontra, para o seu problema, outra solução.

Agora, o pai de uma jovem chamada Bella acusa Selena Gomez pela morte da filha: a jovem suicidou-se e o progenitor não tem dúvidas de que isso só aconteceu por influência da série.

“A Selena Gomez e a Netflix têm que compreender que nem todos entendem o seu propósito. Para algumas pessoas que estão a lutar contra a depressão, a série pode atrapalhá-las na hora errada, criando o que é chamado de evento desencadeante”, explicou John Herndon ao Radar Online.

Há adolescentes que estão numa situação muito complicada e podem ser os vossos amigos ou irmãos”, continuou o pai da jovem que se enforcou este ano, depois de ver “13 Reasons Why”, seguindo assim o exemplo da protagonista, Hannah.

O objetivo de John Herndon é que a Netflix cancele a transmissão da segunda temporada da série. Se não cumprirem os seus desejos, o pai garante avançar para um processo contra Selena Gomez e a própria Netflix.

Aliás, por parte deste pai, foi a cantora quem recebeu as palavras mais amargas.

A Selena deixa-me doente. É uma pessoa extremamente perturbada se pensa que este programa possui algum tipo de valor social redentor. Não parou de enfatizar como viveu o seu transplante de rim, não pára de falar sobre o quanto foi doloroso e está sempre a dizer ‘Oh, pobre de mim’ para ganhar carinho”, atirou John Herndon.

Apesar de a série ter recebido vários elogios – no Brasil foi, inclusive, considerada a melhor série do ano -, também mereceu muitas críticas da audiência. No centro do descontentamento estiveram as cenas de abuso sexual, suicídio e a maneira gráfica com eram mostradas numa série destinada aos mais jovens.

John Herndon considera ainda que os responsáveis da Netflix estão a revelar hipocrisia, por terem afastado Kevin Spacey, acusado de abuso sexual, da série “House of Cards”, continuando a apostar na produção e exibição de “13 Reasons Why”.

“Tomaram aquelas decisões para parecerem uma empresa com responsabilidade social, mas continuam a fazer um produto sobre as formas como as pessoas podem magoar-se”, acusa.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Os filmes e muitos outros programas televisivos são autênticos espelhos de violência e degradação humana a todos os níveis, mas é disto que o povo gosta e por todo o lado é igual!

  2. Tipo assim isso é meio estúpido. .. tbm que ele tá mal e qués. .. mas tipo a filha já não devia estar bem e os pais se não querem que veija certos tipo de senas deviam controlar + o que vê. .. vcs se virem qualquer coisa na televisão tipo alguém a ir nadar com tubarões e a ser comida não iriam fazer igual e o que acontece na série 13 reasons why é o que muitos adolescentes sentem enquanto passam por essa fase da vida

  3. Os pais nunca estão isentos de responsabilidades, mas estes “conteúdos” SÃO muito perigosos.

    Absorvidos por gente em dificuldade (e não me refiro só aos jovens) podem passar a mensagem errada.

    E foi o caso!

RESPONDER

EUA ponderam retirada militar total no Afeganistão, mas pedem “garantias“

Os EUA põe a hipótese de uma retirada militar no Afeganistão. Contudo, Anthony Blinken assumiu que está preocupado com a possibilidade de os taliban aproveitarem a retirada de tropas na NATO e dos Estados Unidos …

Santos Silva diz que notícia sobre “despesas supérfluas” da presidência da UE é “ridícula“

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros considera “ridícula” a notícia avançada na quinta-feira pelo jornal Politico que dava conta de “despesas supérfluas e contratos de patrocínio” durante a presidência portuguesa do Conselho da União …

UE tem de libertar-se da "má vontade" e negociar entre iguais, diz Reino Unido

A União Europeia (UE) deve libertar-se da sua má vontade e construir uma boa relação com o Reino Unido como soberanias iguais, disse no domingo o conselheiro do Governo britânico David Frost, prometendo defender os …

Acordo com Groundforce falha por acionista maioritário ter ações penhoradas

O acordo entre a TAP e a Pasogal, acionista da Groundforce, falhou, porque as ações do acionista já estão penhoradas e, assim, não podem ser dadas como garantia, disse à Lusa fonte oficial do Ministério …

Apenas 24 países têm mulheres no poder. Igualdade de género alcançado somente "em 130 anos"

Menos de 500 milhões de pessoas dos cerca de 7,8 mil milhões que constituem a população mundial têm atualmente uma mulher Presidente ou chefe de governo, avançou a ONU Mulher. "Ao ritmo atual, a igualdade de …

Império de Cristiano Ronaldo mudou-se para Portugal (na pista dos benefícios fiscais)

Após ter dissolvido a CRS Holding no Luxemburgo, Cristiano Ronaldo passou a sede de uma das suas principais empresas para Lisboa renomeando-a CR7 Lifestyle Unipessoal. Nesta altura, o craque já tem seis empresas instaladas em …

Coro de crianças na Alemanha compõe música de apoio a Portugal

Um coro com cerca de quatro dezenas de crianças, da cidade de Tecklenburg, na Alemanha, criou uma música para "dar conforto" aos portugueses durante a pandemia de covid-19. "Quando eu li nas notícias sobre a situação …

Pelo menos 6% das portuguesas já foram vítimas de agressão física ou sexual

No dia em que se assinala o Dia Internacional da Mulher, a Pordata compilou um conjunto de indicadores que retratam a situação da mulher, em Portugal e na União Europeia.  Segundo o Eurostat e a Agência …

PS exige "demissão imediata" de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro

As federações do PS de Aveiro, Coimbra, Guarda, Leiria, Oeste, Santarém e Viseu exigiram este domingo a "demissão imediata" de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro de Portugal (TCP) e a convocação de eleições …

“Opaco” e “mal estruturado”. Pilotos criticam plano de adesão voluntária da TAP

Esta segunda-feira, o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) definiu o programa de medidas voluntárias da TAP como “mal estruturado”, “absolutamente opaco” e com “deficiências de informação”. A direção de recursos humanos da companhia “revela-se …