/

Americano ameaça processar Selena Gomez pelo suicídio da filha

8

Quando a cantora anunciou que ia produzir uma série da Netflix – a “13 Reasons Why” -, muitos foram os jovens que a idolatravam que fizeram questão de prestar atenção ao novo trabalho.

O “problema” começa com os alertas para a série que referem que esta não é propriamente positiva. A trama aborda assuntos como a depressão nos jovens e culmina com o suicídio da protagonista que não encontra, para o seu problema, outra solução.

Agora, o pai de uma jovem chamada Bella acusa Selena Gomez pela morte da filha: a jovem suicidou-se e o progenitor não tem dúvidas de que isso só aconteceu por influência da série.

“A Selena Gomez e a Netflix têm que compreender que nem todos entendem o seu propósito. Para algumas pessoas que estão a lutar contra a depressão, a série pode atrapalhá-las na hora errada, criando o que é chamado de evento desencadeante”, explicou John Herndon ao Radar Online.

Há adolescentes que estão numa situação muito complicada e podem ser os vossos amigos ou irmãos”, continuou o pai da jovem que se enforcou este ano, depois de ver “13 Reasons Why”, seguindo assim o exemplo da protagonista, Hannah.

O objetivo de John Herndon é que a Netflix cancele a transmissão da segunda temporada da série. Se não cumprirem os seus desejos, o pai garante avançar para um processo contra Selena Gomez e a própria Netflix.

Aliás, por parte deste pai, foi a cantora quem recebeu as palavras mais amargas.

A Selena deixa-me doente. É uma pessoa extremamente perturbada se pensa que este programa possui algum tipo de valor social redentor. Não parou de enfatizar como viveu o seu transplante de rim, não pára de falar sobre o quanto foi doloroso e está sempre a dizer ‘Oh, pobre de mim’ para ganhar carinho”, atirou John Herndon.

Apesar de a série ter recebido vários elogios – no Brasil foi, inclusive, considerada a melhor série do ano -, também mereceu muitas críticas da audiência. No centro do descontentamento estiveram as cenas de abuso sexual, suicídio e a maneira gráfica com eram mostradas numa série destinada aos mais jovens.

John Herndon considera ainda que os responsáveis da Netflix estão a revelar hipocrisia, por terem afastado Kevin Spacey, acusado de abuso sexual, da série “House of Cards”, continuando a apostar na produção e exibição de “13 Reasons Why”.

“Tomaram aquelas decisões para parecerem uma empresa com responsabilidade social, mas continuam a fazer um produto sobre as formas como as pessoas podem magoar-se”, acusa.

  ZAP //

8 Comments

  1. Os filmes e muitos outros programas televisivos são autênticos espelhos de violência e degradação humana a todos os níveis, mas é disto que o povo gosta e por todo o lado é igual!

  2. Tipo assim isso é meio estúpido. .. tbm que ele tá mal e qués. .. mas tipo a filha já não devia estar bem e os pais se não querem que veija certos tipo de senas deviam controlar + o que vê. .. vcs se virem qualquer coisa na televisão tipo alguém a ir nadar com tubarões e a ser comida não iriam fazer igual e o que acontece na série 13 reasons why é o que muitos adolescentes sentem enquanto passam por essa fase da vida

  3. Os pais nunca estão isentos de responsabilidades, mas estes “conteúdos” SÃO muito perigosos.

    Absorvidos por gente em dificuldade (e não me refiro só aos jovens) podem passar a mensagem errada.

    E foi o caso!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE