/

Holanda é o primeiro país do mundo a não ter cães abandonados

8

Governo holandês aplicou um plano sólido para retirar todos os cães abandonados das ruas do país.

Em todo o mundo, estima-se que existam cerca de 600 milhões de cães a viver nas ruas, uma situação difícil de resolver e para a qual a maioria dos governos carece de políticas que ajudem a resolver a questão.

No entanto, o que parece impossível para muitos países, tornou-se uma realidade na Holanda. E o melhor de tudo é que o objetivo foi alcançado sem nenhum tipo de sacrifício para os animais.

O país europeu tornou-se o primeiro a nível mundial a conseguir tal proeza, graças a um plano bem elaborado pelo Governo baseado em quatro pilares.

A primeira grande medida foi investir em campanhas de esterilização para que o número de cães que já vivia nas ruas não aumentasse ainda mais. O mesmo serviço foi oferecido de forma gratuita à população.

Concluídas essas tarefas, o país partiu para a segunda etapa, ou seja, conseguir donos para muitos dos cães abandonados.

A grande maioria dos holandeses opta ainda por comprar cães de raça, em vez de adotar aqueles que mais precisam de uma nova família.

Por isso, para contrariar essa situação, o Governo passou a cobrar altos impostos a todos aqueles que quisessem comprar esses animais à venda.

Estas novas medidas trouxeram retorno e, para virar a página em grande, o Governo aplicou ainda leis bastante duras para quem abandona animais, com multas que atingem milhares de euros.

Ponto para a Holanda. Esperemos agora que muitos outros países, incluindo Portugal, sigam o exemplo.

ZAP / Hypeness / The Greenest Post

8 Comments

  1. Boas medidas até porque cães abandonados nas ruas tornam-se perigosos para a população e são transmissores de doenças.

    • Quer comparar seres que foram domesticados e foram “feitos” para depender do Homem, com seres humanos, que podem fazer-se à vida, se tiverem bom corpo para trabalhar?!
      Tenho pena sim, daqueles que estão doentes e a quem o sistema não oferece NADA!!!!
      Mas com este sistema económico podre, não vejo muita esperança para as pessoas, se a solidariedade não se expandir aos governos de todo o mundo em direcção às pessoas, em vez de pensarem só nos bancos!

    • Ah, então não se pode fazer nada sem se fazer… tudo? LOL… ou seja, não se enfrenta o abandono animal, porque há pessoas sem abrigo; mas também é injusto pensar nos sem-abrigo quando há idosos abandonados pela família; e que dizer dos desempregados? e das vitimas de maus-tratos? hum, e do aquecimento globarl? é melhor mesmo ficar sentadinho em frente do computador a mandar bocas quando se faz alguma coisa, e basicamente a fazer NENHUM ehehehehe. Ó Vasco, que comentário tão minorca.

  2. Por cá é um negócio da China, não há impostos para ninguém, passa tudo ao lado, sem que o fisco faça o que quer que seja!
    Daí que “criadeiros” não faltem e que quem compra faça o mesmo, mais que não seja para recuperar o investimento.
    Depois ainda há as trocas …. sim porque um cão e um tablet ou telemóvel são objetos tão semelhantes!!!!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE