Histórico Grooveshark encerrado por pressão das editoras discográficas

O Grooveshark, um dos primeiros serviços de partilha e escuta gratuita de música ‘online’, foi desativado na quinta-feira por causa de processos judiciais movidos por editoras discográficas, por violação de direitos de autor.

Numa mensagem colocada no seu site, a empresa norte-americana Escape Media Group, que detém o serviço, anunciou que tinha chegado a acordo com as três maiores editoras discográficas – Universal, Sony e Warner Music – por questões de direitos de autor sobre as músicas e os artistas que estavam disponíveis no Grooveshark.

O histórico site, nascido há 10 anos, apresenta agora apenas uma mensagem de despedida aos utilizadores, assinada pela equipa do serviço.

“Começámos há quase dez anos com o objetivo de ajudar os fãs a partilharem e a descobrirem música. Mas apesar das melhores intenções, cometemos erros muito graves e falhámos no licenciamento de direitos de autor para uma grande quantidade de música no nosso serviço. Isso estava errado. Pedimos desculpa, sem reservas”, afirmam em comunicado.

O Grooveshark foi criado em 2006 por três estudantes universitários e tornou-se num dos primeiros serviços a permitir aos utilizadores a partilha e escuta de música de forma gratuita.

No entanto, o serviço, que alegadamente tinha cerca de 30 milhões de utilizadores por mês, esteve implicado em processos litigiosos por causa da partilha de músicas protegidas pela legislação sobre direitos de autor. Os artistas não estariam a receber pela cobrança desses direitos de autor.

No processo judicial conjunto, as editoras Universal, Sony e Warner Music exigiam à empresa Escape Media Group o pagamento de 657 milhões de euros. Para evitar a ida a tribunal, os proprietários do Grooveshark aceitaram desativar o serviço, retirar todas as músicas e entregar o domínio da página na Internet.

“Se gostam de música e respeitam os artistas, os compositores e todos os que tornam possível a existência de boa música, usem serviços licenciados e que compensem os artistas e detentores de direitos de autor”, afirma a empresa, citando exemplos de boas práticas como Spotify, Google Play, Deezer e Beats Music.

O Spotify, fundado na Suécia em 2008, é atualmente o líder no que toca a serviços de “streaming”, reclamando a existência de 60 milhões de utilizadores, dos quais 15 milhões são assinantes.

Um dos serviços mais recentes é o Tidal, criado por uma empresa sueco-norueguesa em 2014 que acabou por ser adquirida pela norte-americana Project Panther, detida pelo rapper e produtor Jay-Z.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Prada deixa de usar peles a partir de fevereiro de 2020

A marca italiana dirigida por Miuccia Prada anunciou o fim da utilização de peles de animais a partir do próximo ano. A coleção apresentada em fevereiro de 2020, correspondente ao outono-inverno 2020/21, será a primeira …

Líderes falam em abstenção e apelam ao voto. Está "um dia maravilhoso para votar"

Cerca de 10,7 milhões de eleitores vão eleger os 21 deputados ao Parlamento Europeu. À boca das urnas, foram vários os líderes políticos que exerceram o seu direito de voto apelando à participação dos portugueses. A …

Se o mundo vivesse como os portugueses os recursos naturais acabavam hoje

Os recursos naturais da Terra chegavam este domingo ao fim se todas as pessoas do planeta consumissem como os portugueses. Na União Europeia, a Estónia e a Dinamarca já esgotaram os recursos em março passado.  Os …

Até às 16 horas, só votaram 23,37% dos eleitores

As eleições para o Parlamento Europeu, que decorrem desde as 08h00 deste domingo em Portugal, registaram uma afluência às urnas de 23,37% até às 16:00, segundo dados da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna. A percentagem …

Cientistas analisaram vómito de tubarão e descobriram algo inesperado

Um estudo divulgado na terça-feira revelou que o tubarão-tigre também se alimenta de pássaros terrestres, para surpresa dos cientistas. Os tubarões são bastante ecléticos no que toca a comia. As presas vão desde peixes a invertebrados, …

ADN reúne irmãos de países diferentes fruto de uma história de amor da 2ª Guerra Mundial

André Gantois, um francês de 73 anos que passou décadas a tentar descobrir quem era o seu pai, nunca imaginou que a busca chegaria ao fim graças a uma feliz e inesperada coincidência e que …

Foram encontrados ossos de crocodilo no deserto de Israel (mas ninguém sabe como foram lá parar)

Uma equipa de arqueólogos ficou perplexa ao encontrar ossos de crocodilo no deserto de Israel. A incrível descoberta foi feita por cientistas da Universidade de Haifa, na região de Neguev – uma área desértica no …

Empréstimo da CGD a Isabel dos Santos passou por Malta, um dos paraísos fiscais europeus

Uma investigação jornalística descobriu que Isabel dos Santos controlava 13 sociedades em Malta. Uma dessas sociedades serviu para fazer o negócio com a Caixa Geral de Depósitos para a entrada na ZON. Segundo o Expresso, a …

Sérgio Conceição recusou cumprimentar Frederico Varandas. "São formas de estar diferentes"

Sérgio Conceição recusou cumprimentar Frederico Varandas quando este lhe estendeu a mão na tribuna presidencial do Estádio do Jamor. O presidente do Sporting fala em "formas de estar diferentes". Depois de ter perdido a Taça de …

Mesa de voto encerrada com portões fechados a cadeado em Montalegre

Na Junta de Freguesia de Morgade, em Montalegre, a mesa de voto estava fechada esta manhã, com os portões encerrados a cadeado. José Nogueira, presidente da Junta local, disse ao Jornal de Notícias que "tudo indica" …