A história da domesticação dos cães pode estar errada

A história da domesticação do cão pode não ser bem como imaginamos. Cães vadios podem ser mais agressivos e menos cooperativos do que lobos.

Quando pensamos na evolução que permitiu a domesticação de cães, imaginamos uma transformação de um lobo agressivo e violento para um cão dócil e obediente.

Contudo, os cães domésticos vadios costumam ser mais agressivos do que os lobos. Além disso, estudos descobriram que lobos criados por humanos cooperam tão bem com os seus cuidadores quanto cães de estimação.

Entre 15.000 e 30.000 anos atrás, uma espécie agora extinta de lobo começou a visitar os acampamentos de caçadores-coletores. Ao longo de centenas e milhares de anos, esses lobos tornaram-se parte da vida quotidiana.

As suas crias foram-se tornando também mais amigáveis e, eventualmente, ganharam um lugar nas residências humanas. O que antes era um lobo agora era um cão.

No processo de transição de lobo para cão, estes canídeos tornaram-se menos agressivos e desenvolveram habilidades sociocognitivas mais sofisticadas em comparação com os seus parentes lobos, escreve o Big Think.

Mas terá sido mesmo assim a história da domesticação do cão?

Numa revisão de literatura publicada na revista Trends in Cognitive Sciences, a equipa de investigadores questionou-se se os cães são realmente menos agressivos e mostram habilidades sociais mais avançadas do que os lobos modernos.

Comparando matilhas de lobos e matilhas de cães domésticos vadios, os autores perceberam que havia menos agressividade dentro das matilhas de lobos.

Os lobos são “altamente dependentes de uma estrutura de matilha coesa e funcional que lhes permita forragear com sucesso, defender o seu território e criar filhotes”, escrevem os autores.

Num outro estudo, investigadores criaram lobos e cães num ambiente controlado desde o nascimento até à idade adulta, e depois testaram como é que reagiam e cooperavam com humanos. Mais uma vez, os lobos revelaram ser menos agressivos.

No que toca a cooperação com humanos, os lobos criados por humanos podem igualar ou até superar os cães numa variedade de tarefas.

A ciência parece mostrar que a domesticação de cães não levou a menos agressividade ou melhores habilidades sociocognitivas. Em vez disso, pode simplesmente ter tornado os cães menos medrosos e mais obedientes.

“Em comparação com os lobos, os cães procuram evitar conflitos… e podem ter uma maior inclinação para seguir as regras, tornando-os parceiros sociais recetivos”, escreveram os autores da revisão literária.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.