Mito indígena sobre a erupção de dois vulcões vizinhos pode ser a história mais antiga do mundo

Uma equipa de cientistas acredita que um antigo mito do povo indígena australiano Gunditjmara narra eventos reais que ocorreram há dezenas de milhares de anos.

De acordo com o história, há muito tempo, quatro seres gigantes chegaram ao sudeste da Austrália. Três avançaram para outras partes do continente, mas um agachou-se no lugar. O seu corpo transformou-se num vulcão chamado Budj Bim e os seus dentes tornaram-se a lava que o vulcão cuspiu.

Agora, uma equipa de cientistas diz que esta hstória, contada pelo povo indígena Gunditjmara, pode ser baseada em factos. A história fala da erupção de dois vulcões vizinhos, Budj Bim e Tower Hill, localizados na província de Victoria, no sudoeste do país.

Esta atividade vulcânica, datada de há 36.900 anos e 36.800 anos, respetivamente, parece estar refletida em menções como “a terra e as árvores a dançar” registadas por etnógrafos na tradição oral dos Gunditjmara.

No artigo publicado este mês na revista científica Geology, os autores citam um investigador que estudou a cultura dos Gunditjmara, indicando que, para eles, o vulcão era um aspeto criado diretamente de um dos quatro seres ancestrais que lhes deu vida e leis. O Budj Bim representa a testa, com a lava a ser cuspida quando a cabeça irrompeu na terra, formando os seus dentes”. De facto, a descrição pode ser consistente com a formação das montanhas do vulcão, que deveriam ter surgido num período bastante curto – várias semanas ou meses.

As erupções podem ter sido testemunhadas por seres humanos, já que a população da Austrália começou há pelo menos 65 mil anos, de acordo com os investigadores.

Além disso, de acordo com Erin Matchan, geólogo da Universidade de Melbourne, nos anos 1940, foi descoberto um machado de pedra sob a camada de lava do Tower Hill, o que corrobora a existência de uma população no local antes do evento geológico.

Em declarações à revista Science, o arqueólogo australiano Sean Ulm, que não participou no estudo, considera “uma proposta interessante para pensar sobre as tradições que se estendem por dezenas de milhares de anos”, embora tenha pedido para não tomar esta hipótese como garantida, dado o enorme antiguidade dos factos.

Esta não é a primeira vez que os cientistas revelam a capacidade da tradição oral indígena australiana de se lembrar de eventos que aconteceram há milhares de anos. Em 2015, um estudo mostrou que 21 grupos de nativos australianos preservaram a memória de uma inundação de parte da costa registada entre sete mil e 13 mil anos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Na África do Sul, há uma associação entre violência sexual e gravidez indesejada

Na África do Sul, as meninas que sofreram violência sexual têm maior probabilidade de relatar uma gravidez indesejada em comparação com aquelas que nunca sofreram violência sexual. Na África do Sul, a taxa de gravidez na …

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …