Herdeiro da Samsung declara que presidente Park pressionou a sua empresa

(cv) Samsung Display

Samsung apresenta o futuro dos touchscreens

O herdeiro do grupo Samsung, Lee Jae-yong, declarou que a Presidente sul-coreana pressionou a sua empresa para que doasse dinheiro a fundações ligadas ao escândalo de corrupção que abalou o país, informou hoje o Ministério Público.

A afirmação de Lee Jae-yong aconteceu durante um interrogatório de 22 horas a que foi submetido por um grupo de investigadores encarregues do caso, e pode resultar em consequências penais, segundo explicou um representante do ministério sul-coreano à agência Yonhap.

“Tendo em conta outros precedentes, incluindo o suborno que aconteceu sob pressão, o doador seria castigado”, disse o funcionário, acrescentando que em todo o caso a pressão alegadamente exercida pela Presidente Park Geun-hye pode constituir um “fator atenuante”.

No mês passado, Lee tinha negado no parlamento qualquer pressão por parte da Presidente para fazer doações a entidades ligadas a Choi Soon-sil, apelidada de “Rasputina” devido à sua proximidade e influência sobre Park Geun-hye.

O Ministério Público acredita que a Samsung assinou um contrato de 22 milhões de wones (cerca de 17,5 milhões de euros) com uma empresa com sede na Alemanha, que era propriedade de Choi, e deu também apoio financeiro para que a sua filha ali praticasse hipismo e adquirisse cavalos.

O grupo também doou 20.400 milhões de wones (16,3 milhões de euros) a uma fundação alegadamente controlada por Choi e estabelecida para extorquir grandes conglomerados do país.

O Ministério Público suspeita que os pagamentos tenham sido feitos para que o Serviço Nacional de Pensões, controlado pelo Governo e acionista de uma empresa do grupo, aprovasse a fusão desta e outra subsidiária da Samsung apoiada pela família Lee mas fortemente criticada por um fundo de alto risco.

O porta-voz do Ministério Público, citado pela agência Yonhap, esclareceu que Lee negou a maioria das acusações que pesam sobre o grupo de empresas e ainda não está decidida a sua possível detenção, o que representaria um duro golpe para a Samsung.

O caso “Rasputina” gerou uma onda de indignação na Coreia do Sul e levou o parlamento a destituir a Presidente Park Geun-hye, que espera agora que o Tribunal Constitucional decida sobre a ratificação da destituição.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Matosinhos é a primeira cidade 5G em Portugal

A NOS cobriu totalmente Matosinhos com 5G, em parceria com a Huawei, tornando-a na primeira cidade de quinta geração móvel em Portugal, anunciou, esta quarta-feira, a operadora de telecomunicações. De acordo com a operadora, "a rede …

O Super Mundial de Clubes vem aí e o Barcelona pode ficar de fora

O Barcelona poderá ficar fora da próxima grande competição da FIFA: o Super Mundial de Clubes. Para inverter esta situação, os catalães terão de ganhar uma das próximas duas edições da Champions. O Conselho da FIFA …

Falência da Thomas Cook leva ao encerramento de empresas no Algarve

De acordo com a TSF, há empresas que não vão conseguir resistir ao colapso do grupo britânico Thomas Cook, que anunciou falência há cerca de um mês. Um mês depois de ter sido anunciada a falência …

Ex-ministro da Saúde questiona regulador no caso do bebé sem rosto em Setúbal

Adalberto Campos Fernandes diz que o caso do bebé com malformações graves dá motivos para questionar a utilidade da Entidade Reguladora da Saúde. Ordem dos Médicos está a agir "adequadamente". O antigo ministro da Saúde Adalberto …

Nuno Artur Silva vendeu participação nas Produções Fictícias ao sobrinho

Nuno Artur Silva, futuro secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media vendeu a sua participação na produtora de conteúdos Produções Fictícias. Desta forma, o indigitado secretário de Estado já não tem participações em empresas …

Encerrados na Índia dois call-centers que enganavam e roubavam pessoas em todo o mundo

Dois call-centers que praticavam um tipo de fraude que fez milhares de vítimas em todo o mundo, entre as quais muitas pessoas de idade, foram encerrados em Calcutá. A operação, que envolveu as polícias indiana e …

José Neves da Farfetch nomeado pela terceira vez para prémios da moda britânicos

O fundador e presidente executivo da empresa tecnológica portuguesa Farfetch, José Neves, está nomeado pelo terceiro ano consecutivo para os prémios de moda britânicos, anunciou hoje a organização. José Neves, empresário fundador da plataforma ‘online’ de …

Televisão estatal chinesa não difunde início da temporada da NBA

A televisão estatal chinesa CCTV não difundiu os jogos inaugurais da 74ª temporada da NBA, após o atrito entre o Governo chinês e a liga norte-americana de basquetebol, suscitado por um comentário de apoio aos …

Curdos que entrem nas zonas controladas pela Turquia na Síria serão neutralizados

O chefe da diplomacia turco, Mevlut Cavusoglu, afirmou hoje que as forças de Ancara irão "neutralizar" os combatentes curdos da Síria que penetrem nas áreas controladas pela Turquia. “Se houver algum ‘terrorista’ (combatente curdo) que tenha …

Líder parlamentar do PP admite grande coligação com o PSOE

A líder parlamentar do Partido Popular, Cayetana Álvarez de Toledo, admite uma grande coligação com o PSOE se nenhum partido tiver maioria absoluta nas eleições que decorrem a 10 de novembro e se houver uma …