Hackers expõem dados de mais de 100 mil clientes da TAP

Um grupo de piratas informáticos divulgou dados pessoais de mais de 100 mil clientes da TAP, afetados pelo ataque cibernético do mês passado.

No passado mês de agosto, a TAP foi alvo de ataque informático através dos seus servidores. A companhia aérea alertou os clientes afetados, cujos dados foram publicados, de que esta divulgação “pode aumentar o risco do seu uso ilegítimo”, pedindo atenção a comunicações suspeitas.

“Lamentamos muito que dados pessoais seus tenham sido incluídos nesta divulgação e por qualquer inconveniente que isso lhe possa causar”, disse a TAP.

A companhia informou, através de um email, que “os hackers publicaram as seguintes categorias de dados em relação a um número limitado de clientes, entre os quais se inclui: nome, nacionalidade, género, morada, email, contacto telefónico, data de registo de cliente e número de passageiro frequente”.

O grupo de hackers Ragnar Locker publicou, na noite desta segunda-feira, dados relativos a 115 mil clientes da TAP. Os piratas informáticos ameaçam publicar até 1,5 milhões de dados pessoais.

“Embora tenha sido possível conter a intrusão numa fase inicial, os atacantes conseguiram obter informações limitadas, em particular determinados dados pessoais de alguns dos nossos clientes”, confirmou a transportadora ao Expresso.

Ao Público, fonte da TAP explicou que “as informações afetadas podem variar consoante o cliente e incluir dados como nomes, detalhes de contacto, informações demográficas e número de passageiro frequente”, garantindo que os dados de pagamento não foram comprometidos.

Dos 115 mil clientes afetados, 19 integram organizações governamentais nacionais, sendo que a maioria é relativa aos governos regionais dos Açores e da Madeira.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.