Partículas semelhantes a ossos “viajam” na corrente sanguínea (e podem provocar problemas cardiovasculares)

Um estudo descobriu que, à medida que envelhecemos, a corrente sanguínea pode ganhar um novo visitante: partículas semelhantes a ossos. A descoberta pode ajudar a explicar os problemas que afetam o sistema cardiovascular.

Sabe-se há muito tempo que, às vezes, tecido dentro do corpo humano pode começar a assemelhar-se ao osso. Isto acontece devido ao processo de calcificação – a acumulação de sais de cálcio no tecido. Esta acumulação pode apresentar-se como cálculos biliares ou pedras nos rins, tornar-se em esporões ósseos ou até acabar noutras partes do corpo.

Por vezes, esta acumulação de minerais pode acontecer nos vasos sanguíneos, levando à calcificação vascular. Este processo está associado ao envelhecimento, mas também pode estar relacionado com diabetes, hipertensão ou doença renal.

Apesar de saberem que a calcificação vascular acontece, os investigadores ainda não têm uma imagem completa dos processos dentro do sangue que levam à acumulação de de minerais nas paredes das veias sanguíneas.

Universidade do Texas

Rhonda Prisby, professora de cinesiologia

Nesta última investigação, cientistas liderados por Rhonda Prisby, professora de cinesiologia – a ciência que analisa os movimentos humanos – na Universidade do Texas, registaram a presença de estranhas partículas semelhantes a ossos que poderiam ter alguma culpa na doença vascular. “A principal descoberta desta investigação é a descoberta de partículas semelhantes a ossos na circulação periférica de humanos e ratos”, escreveu a equipa no artigo publicado na revista especializada Microcirculation.

Num estudo anterior de Prisby, publicado em julho de 2014 na revista especializada Bone, a investigadora caraterizou calcificação severa nos vasos sanguíneos encontrados na medula óssea, indicando que, tanto em amostras de ratos como em pacientes humanos, esses vasos pareciam ter-se tornado ósseos ou ossificados. A investigação também indicou a presença de partículas semelhantes a ossos naqueles vasos sanguíneos ossificados.

Assim, neste estudo mais recente, os investigadores exploraram mais para perceber se estas partículas poderiam mover-se da medula óssea para a circulação periférica.

“Presumivelmente, partículas ossificadas originam-se durante os processos de ossificação da medula óssea e são capazes de entrar na circulação periférica”, escreveu a equipa, de acordo com um comunicado divulgado pela Universidade do Texas. “Assim, além de examinar os vasos sanguíneos ósseos ossificados através da microscopia ultra-alta, procuramos confirmar, caracterizar e quantificar a presença de partículas ossificadas em amostras de sangue total periférico de humanos e ratos”.

Embora os cientistas tenham usado apenas um pequeno número de amostras humanas – incluindo vasos de medula óssea numa tíbia proveniente de uma perna amputada e amostras de sangue de 12 voluntários – os resultados são interessantes e preocupantes.

“Enquanto a maioria das partículas ossificadas eram pequenas em diâmetro (<15 μm), um número significativo tinha tamanho suficiente (> 15 μm) para bloquear pequenos vasos sanguíneos em toda a árvore vascular”, explicaram os investigadores.

Embora o número de partículas ossificadas não pareça aumentar com a idade do paciente, o tamanho aumentou. Os seis pacientes mais jovens tinham partículas que variam em tamanho de 1 a 29 μm, enquanto as partículas dos seis pacientes mais velhos variavam de 1 a 66 μm.

Universidade do Texas

Os cientistas registaram a presença de estranhas partículas semelhantes a ossos na corrente sanguínea

A equipa investigou o tamanho dessas partículas em ratos, mas descobriu que não havia mudanças significativas por idade, embora houvesse uma limitação em conseguir discernir partículas semelhantes a ossos das minúsculas células sanguíneas – plaquetas.

Investigações futuras exigirão a eliminação de plaquetas da amostra de sangue total, a fim de decifrar os aumentos relacionados com a idade no número de [partículas semelhantes a ossos]”, observou a equipa, acrescentando a importância de tamanhos maiores de amostra para investigar mais detalhadamente este fenómeno.

O aspeto mais importante destas partículas pode ser a sua forma – uma potencial pista sobre a forma como a sua circulação no sangue pode contribuir para o desenvolvimento de problemas cardiovasculares.

“Algumas partículas ossificadas têm pontas e bordas afiadas que podem danificar o revestimento dos vasos sanguíneos”, disse Prisby. “Este dano pode iniciar eventos que levam à aterosclerose (acumulação de placa), o que pode restringir o fluxo sanguíneo ao longo do tempo”.

A descoberta destas partículas poderia ajudar os médicos a detetar e a tratar condições potencialmente fatais.

MC, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Os sinais de vida em Marte podem ter sido "apagados" por ácidos

Fluidos ácidos podem ter destruído há muito as evidências de vida biológica passada dentro da argila marciana - possivelmente explicando, assim, por que é tão difícil encontrar evidências de vida antiga no Planeta Vermelho. Em pouco …

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …