Há novas teorias sobre a origem dos “círculos de fada” no deserto da Namíbia

Beavis729 / Wikimedia

Os “círculos de fada” no deserto da Namíbia

Os “círculos de fada” no deserto da Namíbia

O deserto da Namíbia está repleto de padrões circulares cuja origem tem sido debatida por vários investigadores. Mas agora há duas novas explicações para o mistério, que podem finalmente estar corretas.

Os chamados “círculos de fada” que aparecem no meio da vegetação no deserto da Namíbia podem medir entre dois e 25 metros de largura e têm intrigado os cientistas.

Vários mitos criados pelo povo Himba, dizem que estes fenómenos são pegadas dos deuses e que aquela região teria poderes espirituais e mágicos.

Agora, os cientistas da Universidade de Princeton, nos EUA, dizem ter finalmente descoberto a verdadeira origem desses círculos misteriosos e divulgaram as teorias num artigo publicado na Nature.

A primeira explicação defende que os círculos são criados por térmitas que vivem no subsolo e comem as raízes das plantas. Esses insetos tornam o solo poroso e estabelecem reservatórios permanentes de água da chuva 50 centímetros abaixo da superfície, o que os sustenta e ao ecossistema circundante.

Outra ideia alternativa acrescenta que os “círculos de fada” são explicados pelas plantas que competem pela água. Essas plantas ajudam as suas vizinhas mantendo a água na superfície, mas prejudicam as plantas mais afastadas.

A teoria da competição de água pode explicar os padrões regulares, mas ainda não foi comprovada em testes, diz a bióloga Corina Tarnita, citada pela New Scientist.

Enquanto isso, a teoria das térmitas é apoiada por observações de ninhos de insetos nos círculos, mas os especialistas não conseguem entender a uniformidade dos padrões. Para obter respostas, os cientistas criaram modelos virtuais onde simularam o impacto das colónias de térmitas no solo.

“As térmitas criam a sua própria colónia. Se encontrarem uma colónia menor, matam-na e expandem seu próprio território. Mas se descobrirem uma que é do mesmo tamanho, acabam por criar uma fronteira“, destacou a bióloga.

Essas fronteiras dos ninhos serão os limites dos círculos maiores e a competição de água entre as plantas será responsável por criar os restantes círculos pequenos.

“Os círculos de fadas chamaram tanta atenção, que as pessoas não prestaram atenção à forma como a vegetação surge entre os círculos”, afirmou Tarnita, sublinhando que os dois mecanismos estão a agir em simultâneo.

Mas nem todos os especialistas estão convencidos com esta explicação. O ecologista Stephan Getzin, do Centro Helmholtz para a Investigação Ambiental, na Alemanha, diz ter observado padrões semelhantes numa região do deserto australiano onde não existem térmitas.

“Se houver círculos de fadas sem a presença de térmitas, essa teoria não pode ser considerada como uma forte explicação para o fenómeno”, destacou.

Estes padrões também já foram observados no estado do Arizona (EUA), no Brasil, no Quénia e em Moçambique.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …

"Ganhámos a primeira batalha". Presidente renova estado de emergência

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou oficialmente a renovação do estado de emergência nesta quinta-feira por mais quinze dias, prolongando-se este estado de exceção até 17 de abril. Numa mensagem ao país a …

João Félix e companhia com corte salarial de 70%

Os futebolistas do Atlético de Madrid, incluindo o português João Félix, viram esta quinta-feira confirmada a redução salarial de 70% devido ao Expediente Temporário de Regularização Temporário de Emprego (ERTE) requerido na semana passada pelo …