Há uma cidade brasileira onde vivem mais de 3000 venezuelanos em prédios abandonados

Na cidade brasileira de Boa Vista, no estado de Roraima, vivem 3.100 venezuelanos em prédios abandonados. Os números são da Operação Acolhida, programa do Governo do Brasil destinado aos migrantes do país vizinho.

Na passada segunda-feira, um grupo de trabalho formado por titulares das secretarias estaduais de Roraima, comandantes da Polícia e Bombeiros Militares, além de coordenadores da Defesa Civil, membros da Operação Acolhida e representantes do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) reuniram-se para debater as ocupações espontâneas de prédios públicos por parte de venezuelanos.

“Durante o encontro, foi apresentado o quantitativo de 3.100 pessoas em 11 ocupações espontâneas, incluindo prédios públicos e particulares em vários bairros de Boa Vista, catalogadas e monitorizadas pelo grupo humanitário, que diariamente visita os locais”, informou em comunicado o Governo de Roraima.

Desde o ano passado decorrem encontros com membros da Operação Acolhida e órgãos que participam no processo de ajuda humanitária aos refugiados, em que se discute a desocupação dos espaços públicos, com a finalidade de realizar reformas das estruturas, assim como novas construções, ainda em 2020, procurando ainda realojar as famílias venezuelanas em outros locais.

“Vamos executar da melhor forma possível a transferência dessas famílias que hoje ocupam espaços públicos, contando com o apoio e envolvimento das principais secretarias de Estado nesse processo, bem como o apoio incondicional da Operação Acolhida e a parceria das agências internacionais de ajuda humanitária aos refugiados”, informou Tânia Soares, membro da Secretaria de Trabalho e Bem Estar Social (Setrabes) de Boa Vista.

Centenas de crianças

Neste momento, a estrutura abandonada que possui a maior quantidade de pessoas é o antigo prédio da Secretaria de Gestão Estratégica e Administração, em Roraima, com 191 ocupantes do sexo masculino, 181 mulheres e 196 crianças, totalizando 568 pessoas.

Segue-se outro prédio devoluto pertencente ao estado de Roraima, onde funcionava a Secretaria de Educação e Desporto, com 418 ocupantes, sendo 140 homens, 140 mulheres e 138 crianças, segundo a agência Lusa.

O Governo do Brasil, liderado por Jair Bolsonaro, acusa Nicolás Maduro de ser responsável pela crise na Venezuela, marcada pela escassez cíclica, hiperinflação e pelo êxodo da população, que a ONU estima em mais de quatro milhões de pessoas.

Segundo dados oficiais, mais de 220.000 venezuelanos residem atualmente no Brasil e cerca de 500 entram no país todos os dias, a maioria através do estado de Roraima.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Campo magnético da Terra pode mudar 10 vezes mais rápido do que se pensava

As mudanças na direção do campo magnético da Terra podem ocorrer dez vezes mais rápido do que se pensava até então, sugerem novas simulações levadas a cabo por cientistas da Universidade de Leeds (Reino Unido) …

O buraco negro mais faminto do Universo engole por dia uma massa equivalente à do Sol

No centro do quasar mais brilhante já descoberto "mora" um dos maiores buracos negros que é também o mais "faminto" de todo o Universo: por dia, engole o equivalente à massa do nosso Sol. As …

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …