Arqueólogos encontraram uma guerreira Eslava num cemitério Viking

(dr) Mirosław Kuźma

Ilustração da mulher Eslava encontrada num cemitério Viking na Dinamarca

Os arqueólogos pensavam que, por ter sido encontrada num cemitério Viking na Dinamarca, esta mulher pertencia a este grupo de guerreiros. Estavam enganados: afinal, esta mulher era de origem Eslava.

Quando os arqueólogos descobriram os restos mortais de uma mulher, ao lado de um machado, num cemitério Viking na Dinamarca, pensaram que se trataria uma guerreira. Mas, agora, escreve o Live Science, uma análise mais profunda permitiu revelar o mais inesperado: esta mulher não era Viking.

De acordo com o comunicado do Ministério da Ciência e do Ensino Superior da Polónia, esta mulher era, afinal, de origem Eslava e provavelmente de uma região do Leste da Europa que agora faz parte do território polaco.

Ao lado dos restos mortais encontrados no cemitério dinamarquês, na ilha de Langeland, estava também uma moeda que revelou que o local do enterro tem cerca de mil anos e o túmulo da mulher era o único que tinha uma arma, pode ler-se na mesma nota.

Ao longo da história, mulheres por esse mundo fora manejaram armas e, nos últimos anos, os arqueólogos encontraram evidências de que algumas mulheres Vikings foram mesmo enterradas com elas.

Mas, de acordo com Leszek Gardeła, arqueólogo da Universidade de Bonn, na Alemanha, que descobriu os restos mortais da mulher, em muitos desses casos não havia restos humanos nas sepulturas e, por isso, o sexo dos antigos ocupantes era geralmente inferido pela presença de joias e outros objetos que normalmente pertenciam a mulheres.

No entanto, o esqueleto desta Eslava estava deitado no túmulo e não mostrava ferimentos evidentes que indicassem como morreu. O machado assemelhava-se a ferramentas similares do sul do Báltico — região que inclui países que fazem fronteira com o Mar Báltico, como a Polónia, a Alemanha e a Lituânia — e a construção do seu túmulo é uma reminiscência de estruturas de cemitérios daquela parte do mundo durante a Idade Média.

Durante este período na Dinamarca, Eslavos e Escandinavos viveram juntos, fator que poderia explicar porque é que esta mulher “escolheu” um cemitério dinamarquês para descansar em paz.

Até agora, cerca de 30 sepulturas de mulheres com armas foram descobertas na Noruega, Dinamarca e Suécia. Deste número, dez foram descobertas por Gardeła. As suas descobertas vão ser publicadas em 2020, como parte de um projeto que investiga mulheres Vikings e Eslavas que foram guerreiras, intitulado “Amazonas do Norte”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Ter um machado ao lado não configura ninguém como guerreiro(a) !
    A conclusão é simplista e infantil.
    Há explicações bem mais aceitáveis, como por exemplo possuir um estatuto elevado, ou ainda receber uma homenagem!
    Aliás, nem há notícias escritas de guerreiras!
    Quando deixam as tretas políticas interferir na investigação científica, dá disparates destes!

    • Como eu disse (e tu não estás atento) ter um machado ao lado não faz de ninguém um guerreiro! Terão que se esforçar mais para conseguir impingir essa treta políticamente correcta de que havia mulheres guerreiras!
      Quando a política de mete na ciência só sai às asneira!

RESPONDER

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …

Boris janta hoje com Merkel para mudar acordo. Maioria quer novo referendo

A pouco mais de dois meses da data marcada para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um …

Oficial: Pardal Henriques candidato a deputado pelo partido de Marinho Pinto

O advogado Pedro Pardal Henriques anunciou esta quarta-feira que aceitou o convite para encabeçar a lista do PDR a Lisboa, deixando de ser porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para "não misturar …