Greve de 6 meses no SEF vai deixar quase 7 mil vistos gold bloqueados

Tânia Rego / ABr

Os funcionários do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) vão estar em greve, a partir do dia 16 de janeiro até julho deste ano, arriscando a que quase sete mil pedidos de vistos gold fiquem bloqueados.

Em declarações ao jornal i, o sindicato do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras admite que, graças a esta greve de seis meses, vai ser impossível “dar vazão” a todos os pedidos que estão atualmente em análise.

No total, são 6.800 pedidos de vistos gold, que deram entrada no SEF desde o final de 2015, um número que representa quase o dobro dos que foram emitidos desde que este tipo de autorização de residência foi criada (apenas 3.715).

Tal como explica o jornal, o pedido para um visto gold exige um investimento mínimo de 500 mil euros em imóveis ou uma transferência de capitais num montante igual ou superior a um milhão de euros. Assim sendo, o número de pedidos pendentes representa mais de 3,5 mil milhões de euros que pode chegar a Portugal.

Ao jornal i, Manuela Niza Ribeiro, presidente do Sindicato dos Funcionários do SEF, alerta para o facto deste investimento poder vir a perder-se, caso os interessados comecem a desistir do processo e a olhar para outros países, como Espanha ou Chipre, “onde os processos de vistos gold são mais céleres”.

O sindicato decidiu avançar para esta greve devido à falta de resposta da tutela relativamente ao que consideram ser “um esvaziamento dos funcionários não policiais”. Escreve o jornal que, nos últimos três anos, o SEF perdeu 10% desses funcionários.

Também reclamam a reativação de um estatuto próprio de carreira e o pagamento de um subsídio que, apesar de estar previsto na lei, atualmente só é pago “à carreira de investigação e fiscalização”.

O protesto vai decorrer de uma forma faseada, isto é, em vez dos funcionários pararem todos ao mesmo tempo, haverá greves todos os dias da semana e em diferentes cidades e departamentos.

Greves na Saúde e na Educação

Além disso, os trabalhadores do setor da saúde também já anunciaram uma paralisação para o próximo dia 20 de janeiro. A aplicação das 35 horas semanais para todos, o descongelamento das progressões nas carreiras e o problema da precariedade são os motivos que levam a uma nova greve.

Por sua vez, diz o Dinheiro Vivo que nas escolas a greve chega a 3 de fevereiro com o pessoal não docente a reclamar por razões semelhantes aos colegas da saúde.

“A Educação é dos setores onde há mais situações de precariedade e onde mais se recorre aos Contratos-Emprego Inserção. Estando em causa funções de caráter permanente, há que resolver esta questão”, acentuou José Abraão, da Federação dos Sindicatos da administração Pública (FESAP), ao site.

Segundo dados da FNSTFPS, citados pelo Dinheiro Vivo, em 2014 havia mais de 60 mil funcionários não docentes, enquanto que, este ano, só trabalhavam nas escolas 49 mil.

ZAP //

RESPONDER

Rescaldo do incêndio em Valongo, Pedrogao Grande

Uma semana depois, incêndio de Pedrógão Grande dado como extinto

O incêndio de Pedrógão Grande foi dado como extinto este sábado, a meio da tarde, uma semana depois de ter deflagrado, estando ainda no local cerca de 570 operacionais, segundo fontes da Proteção Civil. "O incêndio …

-

Parlamento britânico foi alvo de um ataque informático

O Parlamento britânico foi alvo na sexta-feira à noite de um ataque informático, revelou hoje o político liberal democrata Chris Rennard, elemento da Câmara dos Lordes (câmara alta), através da rede Twitter. Como consequência, segundo avançou …

-

Seis mortos em deslizamento de terra na China e mais de 100 desaparecidos

Pelo menos seis pessoas morreram num deslizamento de terras na província de Sichuan, no sudoeste da China, e mais de 100 permanecem desaparecidas, segundo os últimos dados fornecidos pelas autoridades locais. A aldeia isolada de Xinmo foi …

-

Bombeiros pedem suspensão da entrega de bens solidários

O presidente da Associação de Bombeiros Voluntários de Pedrógão Grande apelou este sábado para que as pessoas suspendam por "alguns dias" a entrega de ajuda. "É um sufoco. É muita coisa. São toneladas e toneladas de …

-

Portugal goleia Nova Zelândia em jogo de muitas poupanças

Portugal assegurou hoje o primeiro lugar do Grupo A e a passagem às meias-finais da Taça das Confederações de futebol após golear a Nova Zelândia, por 4-0, num encontro em que correu quase tudo bem …

-

Pelo menos 27 edifícios no Reino Unido têm revestimento inflamável

Os inspetores identificaram pelo menos 27 edifícios de propriedade municipal no Reino Unido que não cumprem os requisitos de segurança anti-incêndios por estarem revestidos com material inflamável, informou este sábado o Governo. O Ministério que tutela …

-

Polícia espanhola detém suspeitos de pertencerem a rede de exploração de mulheres na Europa

A polícia espanhola anunciou este sábado que deteve 18 pessoas suspeitas de pertencerem a uma rede nigeriana de exploração sexual de mulheres, que atuava em Espanha, Itália, Alemanha e Bélgica. Com estas detenções, que ocorreram em …

-

Portugueses criam dispositivo que ajuda a superar medo de andar de avião

Um dispositivo médico de realidade virtual que auxilia os utilizadores a superar o medo de andar de avião está a ser desenvolvido por especialistas apoiados pelo Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade …

herminioloureiro

Escutas tramam Hermínio Loureiro suspeito de "dar" 23 milhões em ajustes directos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis e ex-presidente da Liga de Clubes, foi ouvido durante mais de 8 horas, no âmbito do processo de corrupção que terá sido despoletado por escutas telefónicas. O …

Leonor Poeiras e Iva Domingues no "Somos Portugal" da TVI

Altice prepara-se para comprar a TVI

O Grupo espanhol Prisa está em negociações "avançadas" com a Altice para a venda da TVI e o negócio pode consumar-se ainda neste Verão. O Governo já está a par do processo. Este cenário é avançado …