Vila grega “engolida” pela mineração de carvão está quase abandonada

Em Anargyri, há décadas que se extrai lignite, uma forma de carvão de baixo poder calórico que, dado o seu transporte ser pouco rentável, costuma ser consumida próxima dos lugares onde é extraída.

Menos de um sétimo da energia usada no país tem origem no sol ou no vento e um terço provem do carvão. Além das consequências em termos de poluição, há uma outra que se vem tornando cada vez mais direta: o desaparecimento progressivo de vilas e aldeias junto às minas.

Em Anargyri, no norte da Grécia, a terra está cada vez mais negra e esburacada e as estradas cada vez mais irregulares – viver lá tornou-se inseguro.

Não há muito tempo havia cerca de 500 habitante. Agora restam 40. São os que não aceitaram a oferta que lhes fez uma empresa mineira de os mudar para apartamentos arrendados noutro lugar.

Um deles, Michalis Bitas, dono de uma exploração pecuária, contou ao New York Post que o efeito físico da mineração nas casas começou a ser visível em 1986, quando a mineração começou. “Começou a comer as casas lentamente, antes de passar a comer-nos a nós também”. Para explicar por que recusou a oferta da empresa, Bitas explica que não pode mudar as suas ovelhas e a maquinaria para um apartamento. Agora, esperam que a perda das suas casas seja compensada por inteiro.

A nível ambiental, a enorme dependência dos combustíveis fósseis que se verifica na Grécia faz soar o alarme dos ambientalistas. A recente conferência sobre alterações climáticas na Polónia reiterou os avisos sobre os perigos do carvão e 34 grupos publicaram uma carta a pedir ao primeiro-ministro grego que “não renda o país às consequências aterradoras” que se anunciam.

O presidente da PPC, a empresa estatal responsável pela mineração em Anargyri, reconhece que a lignite irá ser gradualmente substituída por outras fontes de energia. Mas nota que se trata de um “combustível estratégico, por ser o único inteiramente controlado” pela Grécia.

A pressão dos credores internacionais gregos também não ajuda. Entre outras exigências que o país aceitou, conta-se a privatização de três unidades de produção de eletricidade que funcionam à base de carvão. O governo tenta aproveitar ao máximo os seus recursos em carvão e gás natural, em especial nas zonas costeiras, para atrair investimento.

Em Anargyri, apesar da destruição das suas casas, os moradores têm sentimentos contraditórios sobre o carvão, uma vez que o PPC é um empregador chave – emprega cinco mil pessoas locais. A outra atração é que a lignite não é vulnerável a oscilações do mercado financeiro ou a choques geopolíticos, ao contrário do petróleo e do gás importados, que na Grécia provêm principalmente da Rússia.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Como surgiu a vida na Terra? Cientistas acreditam ter descoberto o "elemento-chave"

Uma equipa de investigadores da Ludwig-Maximilians-Universitaet, na Alemanha, mostrou que pequenas alterações nas moléculas de transferência de ARN (tARNs) permitem que se auto-agrupem numa unidade funcional que consegue replicar informações exponencialmente. Uma equipa de biólogos alemães …

Telescópio FAST detetou três misteriosos sinais rádio do ainda jovem Universo

O gigante telescópio chinês FAST (Five Hundred Metre Aperture Spherical Telescope) detetou três misteriosas rajadas rápidas de rádio (FRB) que ocorreram quando o Universo era ainda jovem. As rajadas rápidas de rádio são um dos …

Áustria reitera rejeição de acordo comercial UE-Mercosul

O Governo austríaco, numa carta enviada ao primeiro-ministro, António Costa, reiterou a sua rejeição do acordo comercial UE-Mercosul e apelou a que Portugal, enquanto presidência da União Europeia (UE), “assegure” que a sua votação seja …

Em Málaga, pode comer-se o pão mais caro do mundo. É feito com ouro e prata

É na padaria espanhola Pan Piña que se confeciona aquele que é, de momento, o pão mais caro de todo o mundo. Este é vendido por uma quantia que pode chegar até aos 3.700 euros …

Novas evidências apontam eventual localização dos destroços do MH370. Jornalista sugere que foi abatido

O chefe da busca fracassada pelo voo MH370 da Malaysia Airlines está a pedir um novo inquérito com base em novas evidências que podem finalmente resolver o mistério do desaparecimento da aeronave há sete anos. De …

Cidade nos EUA testou o rendimento básico universal. "Os números foram incríveis"

Além de a percentagem de pessoas que tinham um emprego a tempo inteiro ter subido, os participantes da iniciativa também relataram sentir-se menos ansiosos. De acordo com o estudo publicado esta quarta-feira, citado pela agência …

Belenenses 0-3 Benfica | Vendaval suíço após o descanso

O Benfica venceu o dérbi com a Belenenses SAD, em jogo a contar para 22ª jornada da Liga NOS, por 3-0. Uma partida que teve uma primeira parte mal jogada e com muitas dificuldades para as …

Investigador apresenta nova geração de drones minúsculos e ágeis. São inspirados em mosquitos

Os mosquitos são insetos incrivelmente acrobáticos e resistentes durante o voo, o que os ajuda a navegar entre rajadas de vento, obstáculos e incertezas. Agora, uma equipa de investigadores construiu um sistema que se aproxima …

OMS considera que a pandemia podia ter sido evitada se alguns países não tivessem sido lentos a reagir

O diretor-geral da OMS afirmou esta segunda-feira que alguns países reagiram lentamente à declaração de emergência sanitária global em janeiro de 2020, desperdiçando-se uma "janela de oportunidade" para evitar a pandemia de covid-19. "A 30 de …

Louvre recupera armadura do século XVI roubada há quase 40 anos

O peitoral e o capacete elaboradamente decorados, que estavam desaparecidos desde 1983, datam do século XVI e voltaram finalmente ao museu do Louvre, em França. Quase quatro décadas depois, um peitoral e um capacete do século …