Grécia quer criar um “banco bom” e um “banco mau” para recuperar a economia

Olivier Hoslet / EPA

O ministro das Finanças da Grécia, Yanis Varoufakis

O ministro das Finanças da Grécia, Yanis Varoufakis

O ministro das Finanças grego apresentou hoje um ‘ecossistema virtuoso’ para a recuperação económica da Grécia, que assenta num banco virtuoso, ‘de desenvolvimento’, valorizando os ativos do Estado, e um ‘mau’, para eliminar os créditos de risco.

Yanis Varoufakis, em artigo distribuído pelo Project Syndicate, que divulga análises e opiniões de várias personalidades, imaginou “uma proposta para a recuperação da Grécia”, lamentando que as discussões intensas entre o país e os seus credores se concentrem no financiamento de curto prazo, sem qualquer “visão” de um desenvolvimento económico durável.

Para o ministro, um economista que entrou na política com a vitória da esquerda nas eleições legislativas gregas de janeiro, esta recuperação “necessita duas novas instituições públicas colaborando com o setor privado e as instituições europeias”.

Em termos mais concretos, Varoufakis especificou: “um banco de desenvolvimento que explore os ativos públicos e um ‘banco mau’ para permitir ao sistema bancário, afetado por créditos de duvidosos, reencontrar uma capacidade de financiamento das empresas rentáveis e viradas para a exportação”.

O banco de desenvolvimento, associado aos financiamentos do Banco Europeu de Investimento e ao plano de investimento apresentado pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, teria por missão frutificar o dinheiro das privatizações em vez de este servir unicamente “para tapar buracos orçamentais”, escreveu o ministro.

Os dividendos deste banco seriam destinados à recuperação das caixas de segurança social e reforma, fortemente impactadas por seis anos de recessão.

Uma nova redução do número destas caixas e a luta contra o trabalho clandestino, “para o qual a brutal desregulação do mercado de trabalho empurrou os trabalhadores”, completariam a recuperação da segurança social grega.

Para evitar a reprodução do “modelo de crescimento pelo endividamento de antes de 2008“, o “frenesim do consumo” encorajado pelos bancos privados e “a aplicação de dinheiros públicos em transações duvidosas”, o banco de desenvolvimento procuraria “selecionar os investimentos produtivos” nos setores considerados mais promissores, como tecnologia, agroalimentar, farmácia e até entretenimento, designadamente atraindo a realização de filmes.

Os bancos libertados dos seus ativos tóxicos recomeçariam a fazer circular liquidez na economia, esperando-se que “o impacto virtuoso” da recuperação permita progressivamente ao ‘banco mau’ realizar lucros, ainda segundo Varoufakis.

Quanto a “cartéis, práticas anticoncorrenciais, profissões fechadas e burocracia, vão descobrir em breve que o governo é o seu pior inimigo”, prometeu o ministro, a concluir o artigo.

/Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Querem um Banco Bom e um Banco Mau….. simples, venham a Portugal…há em saldo, a começar pelo BES e Banco Novo! Ainda damos de quebra os restos do BPN e afins…..

  2. Porquê que não se acaba logo com este modelo económico obsoleto de uma vez por todas?!
    Está mais que visto que um sistema que “sobrevive” com base em dívida e usura NUNCA será bem sucedido. NUNCA!
    O problemas são os grandes banqueiros, não querem largar a mama…

    • Concordo. O problema é que a classe rica ou dominante do mundo perderia as suas regalias… E esses senhores preferem uma destruição total a ter que ser igual aos outros!

RESPONDER

"Ministra da Insensibilidade Social". CDS pede a demissão de Ana Mendes Godinho

O CDS criticou este sábado a reação da ministra a Solidariedade Social à morte de 18 idosos num lar em Reguengos de Monsaraz e considerou que Ana Mendes Godinho desvaloriza o impacto da pandemia nos …

Esgotos de dois milhões de portugueses monitorizados para prever segunda vaga de covid-19

Os esgotos de dois milhões de portugueses estão a ser monitorizados para detetar a eventual presença do vírus da covid-19 e prever uma nova vaga. O Jornal de Notícias avança este sábado que a análise está …

Covid-19. Mais 198 infetados e 3 mortes em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 198 casos de infeção por covid-19 e três óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico Direção-Geral da Saúde (DGS) desde …

Média já divulgaram publicidade institucional (mas Estado ainda não lhes pagou)

O Sindicato dos Jornalistas lamentou esta sexta-feira que o Governo não tenha disponibilizado os 15 milhões de euros relativos à compra antecipada de publicidade institucional, vincando que o executivo está em dívida com as empresas …

Autoridades admitem que extrema-direita vá vigiar manifestações antifascistas de domingo

A Frente Unitária Antifascista anunciou que vai organizar no próximo domingo duas manifestações - uma Lisboa (Praça Luís de Camões) e outra no Porto (Avenida dos Aliados). O mote é a luta contra o fascismo. Estas manifestações …

Marcelo não entende por que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido (e leu os relatórios de Reguengos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse, em declarações transmitidas pela RTP3, que não entende porque é que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido. Em declarações transmitidas pela RTP3 a partir de …

Estado só recuperou 21% dos créditos tóxicos do BPN

O Estado apenas recuperou 21% dos créditos tóxicos do Banco Português de Negócios, que derivaram da nacionalização da instituição bancária em 2008. Até final de 2019, o Estado só conseguiu recuperar 21% da carteira de créditos …

Novas matrículas "só" vão durar 45 anos (por causa das palavras obscenas)

O novo formato de matrículas entrou em vigor a 2 de março. As novas matrículas vão durar menos tempo do que poderiam porque não serão usadas combinações “que possam formar palavras ou siglas que se …

Novo lay-off conta apenas com 1% das adesões do simplificado

O sucedâneo do lay-off simplificado conta apenas com 1.268 adesões nas primeiras duas semanas. Este valor é apenas 1% do número de empresas que acederam ao primeiro apoio. Nas primeiras duas semanas desde a sua implementação, …

Trump promove falsa teoria de que Kamala Harris não nasceu nos EUA (e que não será elegível para vice)

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que ouviu que Kamala Harris, candidata democrata à vice-presidência da Casa Branca, não era elegível para o cargo, com base num boato que sugeria que pode não …