Grécia vai fechar os três maiores campos de refugiados nas ilhas do Mar Egeu

A Grécia anunciou, esta quarta-feira, que os três maiores campos de migrantes nas ilhas de Lesbos, Samos e Quios, no Mar Egeu, serão fechados e substituídos por estruturas fechadas que triplicarão a sua capacidade.

“Descongestionar as ilhas é a prioridade nesta fase”, disse o coordenador especial do Governo grego para as migrações, Alkiviadis Stefanis, numa conferência de imprensa.

Os três campos sobrelotados de Lesbos, Samos e Chios — que atualmente abrigam mais de 27 mil migrantes, mas que têm na realidade uma capacidade para 4.500 — serão encerrados, mas a data para o encerramento não foi especificada.

Para substituí-los, estruturas fechadas com cinco mil lugares cada serão erguidas nessas três ilhas próximas da Turquia. As estruturas vão ter no total 15 mil lugares para os migrantes.

No lugar de serem autorizados a entrar e sair livremente nas ilhas, os requerentes de asilo serão fechados dentro dos novos campos para identificação, verificação do seu estatuto e para se decidir sobre a sua realocação ou o seu retorno à Turquia, acrescentou o coordenador especial.

Os outros dois campos, em Cós e Leros, cujas condições são menos dramáticas, serão reformados e ampliados, disse o responsável grego.

O Governo do primeiro-ministro Kyriakos Mitsotakis começou a transferir centenas de requerentes de asilo das ilhas do Mar Egeu para o continente, com o objetivo de realocar 20 mil até ao final de 2019.

Mas o descontentamento surge entre os habitantes do continente e centenas de migrantes continuam a chegar diariamente.

O Ministério da Proteção do Cidadão anunciou que 40 mil pessoas chegaram à Grécia nos últimos quatro meses. No último fim-de-semana, segundo a guarda costeira grega, mais de 1.350 pessoas chegaram às cinco ilhas do Mar Egeu.

Kyriakos Mitsotakis acusou a União Europeia de considerar a Grécia e outros países de entrada na Europa como “parques de estacionamento convenientes para refugiados e migrantes”.

A UE “ignora o problema” do aumento de chegadas de migrantes na Grécia, alertou, numa entrevista ao jornal alemão Handelsblatt. “Isto não pode continuar assim”.

Atualmente, mais de 32 mil pessoas vivem em condições miseráveis nos cinco campos onde são registados os migrantes, nomeadamente em Lesbos, Samos, Leros, Chios e Cós, que têm uma capacidade teórica para apenas 6.200 pessoas.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 2-1 Gil Vicente | Leão de Plata só sabe vencer

O Sporting cumpriu na recepção ao Gil Vicente, no fecho da 29ª jornada da Liga NOS, e venceu por 2-1, num jogo que pareceu sempre controlado, mas que terminou com emoção. Os “leões” dominaram por completo …

Leões marinhos decapitados estão a dar à costa no Canadá (e ninguém sabe porquê)

Os corpos decapitados de pelo menos cinco leões-marinhos encontrados nas costas de Vancouver, no Canadá, nos últimos meses sugerem que pode haver um serial killer de mamíferos marinhos à solta. O LiveScience relata que pelo menos …

Este japonês é a única pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja

Um homem japonês tornou-se a primeira pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja depois de concluir um curso de pós-graduação que envolvia a aprendizagem de artes marciais básicas e escalada de montanhas. De …

Cátio Baldé acusado de comprar vistos para jogadores do Benfica

Cátio Baldé está a ser acusado de corrupção passiva por ter pagado a um funcionário da embaixada portuguesa em Bissau para conseguir vistos para jogadores do Benfica. O empresário admite o crime, mas nega o …

Ex-polícia admite ser "Assassino de Golden State" e declara-se culpado de 13 homicídios

O ex-polícia norte-americano Joseph DeAngelo declarou-se, esta segunda-feira, culpado de 13 homicídios. Mais conhecido como o "Assassino de Golden State", DeAngelo foi preso em 2018, após 40 anos de investigação. A identificação do criminoso apenas foi …

Infarmed garante ter stock de remdesivir, apesar da compra massiva dos EUA

Depois da notícia de que os EUA compraram à empresa Gilead Sciences praticamente toda a reserva para três meses do medicamento remdesivir, o primeiro aprovado no país no tratamento de covid-19, o Infarmed garante que …

Orfão, capturado e apresentado à rainha. A história da mais antiga fotografia de um indígena da Nova Zelândia

Um daguerreótipo - primeiro processo fotográfico do mundo - mantido na Biblioteca Nacional da Austrália é o mais antigo retrato fotográfico conhecido de um indígena maori da Nova Zelândia. Na imagem antiga, um adolescente aparece vestido …

Uma mesa de 490 metros na Charles Bridge. Em Praga, o fim da restrições celebrou-se com um jantar em massa

Os habitantes de Praga, capital da República Checa, construíram uma mesa com quase 490 metros e realizaram um enorme jantar público esta terça-feira para comemorar o fim do bloqueio do coronavírus no país. De acordo com …

Vladimir Putin vai poder governar a Rússia até 2036

Os eleitores russos devem aprovar, com larga maioria, as emendas constitucionais que permitem ao Presidente Vladimir Putin concorrer a outros dois mandatos, de acordo com os primeiros resultados do referendo. A Comissão Central de Eleições disse …

FPF suspende a Supertaça Cândido de Oliveira de 2020

A Supertaça portuguesa foi, esta quarta-feira, suspensa após decisão da Federação Portuguesa de Futebol. O objetivo é aliviar o calendário de SL Benfica e FC Porto na Europa. A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decidiu, esta …