Grande Barreira de Coral pode sofrer danos irreparáveis em 25 anos

Richard Ling / Flickr

-

A Grande Barreira de Coral, situada a nordeste da Austrália, pode sofrer danos irreparáveis dentro de 25 anos caso não sejam adotadas medidas para reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) e o aquecimento global, segundo alerta de cientistas.

“É evidente que um fracasso na adoção de medidas não é uma opção”, advertiu Ove Hoegh-Guldberg, que contribuiu para o relatório do Painel Intergovernamental sobre Alterações Climáticas das Nações Unidas, o qual foi apresentado na passada segunda-feira no Japão.

Numa intervenção em Sydney, Ove Hoegh-Guldberg alertou para o risco de desaparecimento de metade do coral nos próximos 27 anos, caso o aquecimento global não seja contido.

O biólogo marinho da Universidade de Queensland explicou que a Austrália tem experienciado uma subida da temperatura de quase um grau no último século e que nos próximos cem anos o país sofrerá outro aumento, desta feita, superior a cinco graus.

Hoegh-Guldberg considera serem “muito escassas” as perspetivas da Grande Barreira de Coral, declarada Património da Humanidade, caso a temperatura média aumente em dois graus centígrados.

A Grande Barreira de Coral começou a deteriorar-se a partir de 1990, altura em que foi detetado o primeiro recuo no seu crescimento e uma menor calcificação nos corais.

Segundo o Instituto Australiano de Ciências Marinhas, a queda do crescimento da superfície coralina deve-se ao duplo impacto provocado pelo aquecimento da água do mar e o aumento da sua acidez por causa de uma presença maior de dióxido de carbono na atmosfera.

O Governo australiano aprovou, em dezembro, um projeto mineiro na zona da Grande Barreira de Coral, cujos oponentes alertam que fará com que Austrália venha a gerar anualmente mais dióxido de carbono do que a Dinamarca e Portugal juntos.

Essa decisão foi tomada no mesmo dia em que Hoegh-Guldberg publicou um livro em que adverte que a Grande Barreira de Coral poderá desaparecer por completo em 2100.
A Grande Barreira de Coral alberga 400 tipos de corais, 1.500 espécies de peixes e 4.000 variedades de moluscos.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A supergigante Betelgeuse é mais pequena e está mais perto da Terra do que se pensava

De acordo com um novo estudo feito por uma equipa internacional de investigadores, podem ser necessários mais 100.000 anos até que a estrela gigante vermelha Betelgeuse morra numa explosão de fogo. O estudo, liderado pela Dra. …

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …

Obras de cinco museus de Berlim vandalizadas no início do mês

Sarcófagos egípcios, pinturas do século XIX e esculturas em pedra de três dos principais museus de Berlim foram atacados com uma substância líquida oleosa a 3 de outubro, dia em que se festejaram os 30 …