Governo quer emagrecer currículos escolares em 2017

wwworks / Flickr

O Governo quer aplicar, em 2017, “currículos essenciais” para as disciplinas dos 1.º, 5.º e 7.º anos para focar naquilo que é “essencial que os alunos aprendam”.

O Ministério da Educação quer, a partir do próximo ano letivo, que as disciplinas dos 1.º, 5.º e 7.º anos de escolaridade tenham um “currículo essencial”.

Em entrevista ao Diário de Notícias, o secretário de Estado da Educação, João Costa, diz que esta será uma forma de focar “aquilo que é essencial que os alunos aprendam para depois permitir uma melhor gestão do tempo e do trabalho” nos estabelecimentos de ensino.

As associações das várias áreas disciplinares, com quem já esteve reunido, ficaram responsáveis por apresentar um primeiro “desenho” desse currículo. As primeiras propostas deverão chegar ao Ministério no início de 2017.

“Em função da qualidade do debate [público da proposta], veremos se temos já todas no próximo ano ou só algumas”, explicou.

Para já, os anos de escolaridade intermédios, ou seja, 2.º, 3.º, 6.º, 8.º e 9.º anos, vão ficar de fora da proposta porque o objetivo é “implementação gradual” destas orientações.

“O currículo é gerido por ciclos. Quem já está num ciclo deve levá-lo até ao fim”, explicou. O ensino secundário também deverá ser abrangido, nomeadamente o 10º ano.

De acordo com o DN, o projeto insere-se no chamado Perfil do Aluno no 12º ano, que “visa definir as competências que os estudantes devem ter adquirido no final da escolaridade obrigatória”.

A iniciativa está a ser coordenada pelo antigo ministro da Educação e atual administrador da Gulbenkian com este pelouro, Guilherme Oliveira Martins, mas o governante diz que nada está fechado.

A ideia é que o trabalho seja “um gerador de consensos”, por isso, acrescenta que também serão ouvidas as propostas do “Conselho Nacional de Educação, Conselho de Escolas e outros atores”.

O secretário de Estado revelou ao DN que os currículos em Portugal são demasiado extensos, o que deixa pouca margem para uma “diferenciação pedagógica” no trabalho com os alunos e até para promover “competências de nível mais elevado” como, por exemplo, o “pensamento crítico”.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. excelente medida. Os currículos atuais têm conteúdos a mais e isso é prejudicial para todos os envolvidos. Vejam o que se passa nos países mais desenvolvidos, na Alemanha por exemplo: no secundário os programas de matemática têm menos conteúdos e bastante mais simples. Aos 12, 13 ou 14 anos o cérebro humano não está adaptado a fazer abstrações que aqui aparecem nos currículos de matemática para essas idades. Resultado é que a grande maioria dos alunos portugueses detesta a matemática, tem maus resultados e acabam por não ficar a saber as coisas essenciais. Isso não se passa nos países do norte da Europa.

  2. Talvez seja uma medida acertada pois parece-me que se anda a ler muito e a aprender pouco, passa-se pela matéria uma vez e depois segue-se enfrente o que dá para ler mas não aprender, só é pena é que todos os governos continuem a fazer as coisas à sua maneira sem que tenham a coragem de sentar todos os partidos, pais, professores e alunos a uma mesa e discutirem seriamente o assunto adotando um sistema duradouro e deixar de vez de andarem todos os anos a mexer nas leis e no sistema de ensino.

  3. Que medida tão inteligente!

    Depois de mandarem a avaliação dos professores às urtigas para que ninguém saiba se os professores têm um mínimo de conhecimentos e capacidade de raciocínio… enfim, um mínimo mesmo mínimo de qualidade e depois de terem acabado com avaliações aos alunos também para que ninguém saiba se estão evoluir nos seus conhecimentos eis que querem agora presentear a educação com esta inteligentíssima medida!

    Mas faz sentido:
    como não se conhece a qualidade dos professores nem o nível de conhecimentos de muitos dos alunos o melhor mesmo é reduzir a uns o trabalho de ensinar e a outros o trabalho de aprenderem.

    É a lógica da batata em plena acção!

RESPONDER

Encontrado o estaleiro mais antigo do mundo. Estava afundado na costa de Inglaterra

https://vimeo.com/355759312 Arqueólogos descobriram uma estrutura de madeira com 8.000 anos de idade — que será o local de construção de barcos mais antigo do mundo. A arquitetura estava particularmente bem preservada considerando o facto de estar 11 …

Astrónomos treinam IA para encontrar antigas colisões de galáxias

Há luzes brilhantes em todo o Universo que representam as colisões de galáxias. Os astrónomos encontraram agora uma nova forma de as encontrar. Há luzes brilhantes em todo o Universo que representam as colisões de galáxias. …

Inteligência Artificial está a reviver jogos de tabuleiro ancestrais

A Inteligência Artificial consegue descobrir, com um grande grau de precisão, o conjunto de regras de vários jogos de tabuleiro ancestrais. Jogos de tabuleiro com centenas de anos são, por vezes, encontrados em escavações arqueológicas. Sem …

Panteras da Flórida estão a agir como se tivessem sido envenenadas (e os cientistas não sabem porquê)

Algumas panteras da Flórida, nos Estados Unidos, estão a ter um comportamento estranho ao andar, quase como se tivessem sido envenenadas. Os cientistas ainda não conseguiram perceber porquê. De acordo com o Washington Post, pelo menos …

SL Benfica 0-2 FC Porto | "Dragão" astuto arranca triunfo na Luz

O FC Porto foi ao Estádio da Luz vencer o “clássico” por 2-0 e recuperar a desvantagem de três pontos que tinha no campeonato. Com uma estratégia muito bem montada, baseada numa grande pressão sobre o …

Câmaras de Inteligência Artificial podem ser a solução para evitar tiroteios

Câmaras de videovigilância com Inteligência Artificial podem ser a solução para pôr um fim aos tiroteios. Esta tecnologia é capaz de detetar armas de fogo e avisar logo de seguida as autoridades. Com as dificuldades em …

Violência policial é uma das principais causas de morte de jovens negros nos EUA

A violência policial é uma das principais causas de morte entre jovens nos Estados Unidos, com os negros a terem 2,5 vezes mais hipóteses de serem mortos do que os homens brancos. O estudo, publicado este …

A Volocopter apresenta o seu táxi voador mais potente (e já andou no ar)

https://vimeo.com/355573555 Desde 2013 a Volocopter tem vindo a aprimorar o seu projeto de táxi voador. Desta vez, o design é mais redondo, mais simples e mais potente. O Volocopter é uma aeronave 100% elétrica que os criadores …

Israel desenvolve terapia à base de ecstasy para tratar stress pós-traumático

O Ministério da Saúde israelita desenvolveu uma terapia à base de MDMA - o componente ativo da metanfetamina popularmente conhecida como 'ecstasy' - para tratar pessoas que sofrem de stress pós-traumático resistente. Num entrevista sobre a …

Quaresma de saída do Besiktas. "Presidente não me quer na equipa"

Revelação feita pelo jogador, no Instagram: "Acabei de ser informado pelo presidente do clube que ele não quer que eu continue a jogar na equipa. Estou a tentar encontrar solução para o meu futuro". O internacional …