Governo quer emagrecer currículos escolares em 2017

wwworks / Flickr

O Governo quer aplicar, em 2017, “currículos essenciais” para as disciplinas dos 1.º, 5.º e 7.º anos para focar naquilo que é “essencial que os alunos aprendam”.

O Ministério da Educação quer, a partir do próximo ano letivo, que as disciplinas dos 1.º, 5.º e 7.º anos de escolaridade tenham um “currículo essencial”.

Em entrevista ao Diário de Notícias, o secretário de Estado da Educação, João Costa, diz que esta será uma forma de focar “aquilo que é essencial que os alunos aprendam para depois permitir uma melhor gestão do tempo e do trabalho” nos estabelecimentos de ensino.

As associações das várias áreas disciplinares, com quem já esteve reunido, ficaram responsáveis por apresentar um primeiro “desenho” desse currículo. As primeiras propostas deverão chegar ao Ministério no início de 2017.

“Em função da qualidade do debate [público da proposta], veremos se temos já todas no próximo ano ou só algumas”, explicou.

Para já, os anos de escolaridade intermédios, ou seja, 2.º, 3.º, 6.º, 8.º e 9.º anos, vão ficar de fora da proposta porque o objetivo é “implementação gradual” destas orientações.

“O currículo é gerido por ciclos. Quem já está num ciclo deve levá-lo até ao fim”, explicou. O ensino secundário também deverá ser abrangido, nomeadamente o 10º ano.

De acordo com o DN, o projeto insere-se no chamado Perfil do Aluno no 12º ano, que “visa definir as competências que os estudantes devem ter adquirido no final da escolaridade obrigatória”.

A iniciativa está a ser coordenada pelo antigo ministro da Educação e atual administrador da Gulbenkian com este pelouro, Guilherme Oliveira Martins, mas o governante diz que nada está fechado.

A ideia é que o trabalho seja “um gerador de consensos”, por isso, acrescenta que também serão ouvidas as propostas do “Conselho Nacional de Educação, Conselho de Escolas e outros atores”.

O secretário de Estado revelou ao DN que os currículos em Portugal são demasiado extensos, o que deixa pouca margem para uma “diferenciação pedagógica” no trabalho com os alunos e até para promover “competências de nível mais elevado” como, por exemplo, o “pensamento crítico”.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. excelente medida. Os currículos atuais têm conteúdos a mais e isso é prejudicial para todos os envolvidos. Vejam o que se passa nos países mais desenvolvidos, na Alemanha por exemplo: no secundário os programas de matemática têm menos conteúdos e bastante mais simples. Aos 12, 13 ou 14 anos o cérebro humano não está adaptado a fazer abstrações que aqui aparecem nos currículos de matemática para essas idades. Resultado é que a grande maioria dos alunos portugueses detesta a matemática, tem maus resultados e acabam por não ficar a saber as coisas essenciais. Isso não se passa nos países do norte da Europa.

  2. Talvez seja uma medida acertada pois parece-me que se anda a ler muito e a aprender pouco, passa-se pela matéria uma vez e depois segue-se enfrente o que dá para ler mas não aprender, só é pena é que todos os governos continuem a fazer as coisas à sua maneira sem que tenham a coragem de sentar todos os partidos, pais, professores e alunos a uma mesa e discutirem seriamente o assunto adotando um sistema duradouro e deixar de vez de andarem todos os anos a mexer nas leis e no sistema de ensino.

  3. Que medida tão inteligente!

    Depois de mandarem a avaliação dos professores às urtigas para que ninguém saiba se os professores têm um mínimo de conhecimentos e capacidade de raciocínio… enfim, um mínimo mesmo mínimo de qualidade e depois de terem acabado com avaliações aos alunos também para que ninguém saiba se estão evoluir nos seus conhecimentos eis que querem agora presentear a educação com esta inteligentíssima medida!

    Mas faz sentido:
    como não se conhece a qualidade dos professores nem o nível de conhecimentos de muitos dos alunos o melhor mesmo é reduzir a uns o trabalho de ensinar e a outros o trabalho de aprenderem.

    É a lógica da batata em plena acção!

RESPONDER

Depois da polémica, Hank Azaria deixa de dar voz a Apu dos "Simpsons"

O ator que dá voz à personagem indiana Apu Nahasapeemapetilon, da série "Os Simpsons", anunciou que vai deixar de o fazer, depois de vários anos de polémica. Segundo a BBC, Hank Azaria anunciou, este fim-de-semana, que …

"Parasite" vence prémio principal do Sindicato dos Atores dos EUA

O filme do realizador sul-coreano Bong Joon-ho venceu, no domingo, o prémio mais importante do Sindicato dos Atores dos Estados Unidos (SAG), tornando-se o primeiro filme em língua estrangeira a receber tal distinção. A comédia negra …

Cientistas criam método inovador para tratamento de lesões agudas da pele

Investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) de Coimbra desenvolveram um método “inovador e sensível à luz”, que poderá ser útil no tratamento de lesões agudas da pele. Um grupo de investigadores do CNC …

Elon Musk quer enviar 10 mil pessoas a Marte até 2050

O CEO da Space X, Elon Musk, quer construir cem naves por ano e levar pelo menos dez mil pessoas a Marte até 2050, embora os protótipos das naves espaciais Starship ainda estejam sujeitos a …

Como será um iPhone daqui a um milhão de anos? Artista mostra o impacto de lixo eletrónico

https://vimeo.com/386000590 A exposição The World After Us: Imaging techno-aestethic futures tem instalações onde se pode ver a natureza a tomar conta de telemóveis, computadores, tablets e outros dispositivos, mostrando que dificilmente se desintegrarão nos próximos anos. Os …

Marca japonesa acusada de apropriação cultural por perucas de modelos

A marca japonesa Comme Des Garçons foi acusada de apropriação cultural devido às perucas usadas pelos seus modelos caucasianos num desfile na Paris Fashion Week, em França. De acordo com a BBC, as perucas com tranças …

Índia suspende a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop

As autoridades estatais do estado indiano de Maharashtra decidiram suspender a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop, que iria ligar as movimentadas cidades de Bombaim e Pune. O Governo local decidiu não avançar para …

Regina Duarte inicia "período de testes" na Secretaria da Cultura do Brasil

A atriz brasileira afirmou, esta segunda-feira, que iniciou um "período de testes" na Secretaria Especial da Cultura, pasta que foi convidada a liderar após a exoneração de um governante que parafraseou um discurso nazi. "Nós vamos …

Malásia devolve 150 contentores ilegais de lixo a países desenvolvidos

As autoridades da Malásia anunciaram, esta segunda-feira, que devolveram 150 contentores ilegais de lixo para os seus países de origem e afirmaram que não se querem tornar num "aterro sanitário" dos países desenvolvidos. Os países da …

Vietname contorna Huawei ao desenvolver tecnologia própria para o 5G

O maior grupo de telecomunicações do Vietname vai implementar este ano o 5G com recurso à sua própria tecnologia, contornando os chineses da Huawei, num sinal das implicações geopolíticas da rede de quinta geração. A empresa …