Governo não aprova contas da CP desde 2015

Miguel A. Lopes / Lusa

A CP, transportadora ferroviária nacional, está há quatro anos sem aprovação das respetivas contas por parte do Governo de António Costa.

De acordo com o Jornal Económico, nem as Finanças, nem o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas se pronunciaram, desde 2015, sobre as contas da transportadora. É uma situação insólita, segundo o mesmo jornal, uma vez que a CP é uma empresa financiada a 100% por capital público.

O Jornal Económico avança esta sexta-feira que o Executivo de Costa nunca deu “luz verde” às contas apresentadas pela transportadora, quer no tempo de Manuel Queiró, quer no mandato do atual presidente da empresa, Carlos Gomes Nogueira.

Ainda segundo o jornal, a falta de aprovação das contas por parte do Governo implica uma dupla falha: de Pedro Nuno Santos e do seu antecessor, Pedro Marques, mas também de Mário Centeno.

O Ministério do Planeamento e das Infraestruturas omitiu as contas, o Ministério das Finanças nunca emitiu uma opinião sobre as mesmas.

Ainda não é possível saber o que justifica este atraso, uma vez que, até ao fecho da edição, o Jornal Económico não conseguiu obter esclarecimentos por parte do Ministério do Planeamento e das Infraestruturas, agora liderado por Pedro Nuno Santos.

No último relatório e contas consolidado da empresa, referente a 2018, publicado na semana passada, o relatório de auditoria da Sociedade de Revisores Oficiais de Contas Ribeiro, Rigueira, Marques, Roseiro & Associados indica que os relatórios e contas de 2015, 2016 e 2017 “não foram ainda aprovados pela tutela setorial e financeira”.

Também a empresa responsável pela certificação legal das contas da CP — Oliveira, Reis & Associados, SROC — chamou a atenção “para o facto dos relatórios e contas do grupo, referentes aos exercícios de 2015, 2016 e 2017 ainda não se encontrarem formalmente aprovados pela tutela”.

A empresa pública tem acumulado, de acordo com o Observador, prejuízos sucessivos, atingindo no final do ano passado os 2.271 milhões de euros de capital próprio negativo (a diferença entre ativos e passivo). Nos últimos anos, o governo tem injetado capital na empresa. Só ano passado, foram feitos quatro aumentos de capital, num total de 81 milhões de euros.

ZAP //

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Qual é a dúvida? Aprovar as contas implica reconhecer como bons os resultados desses exercícios e, consequentemente, o tal capital próprio negativo em mais de 2.2 mil milhões de euros, ou seja, reconhecer mais défice e mais dívida.
    Então e depois como ficava o milagre económico do Doutor Centeno? Estas tácticas de desorçamentação são bem conhecidas e muito apreciadas pelos governos socialistas. Os próximos que paguem a factura…
    Ou muito me engano, ou em 2023 a CP continuará com as contas por aprovar pela tutela…

RESPONDER

Barack Obama: "Taxem os ricos, como eu," para financiar proposta de Biden

Apelo está relacionado com a aprovação de um grande plano legislativo proposto por Joe Biden e que deverá ser negociado nas duas câmaras do Congresso norte-americano ao longo das próximas semanas. Numa semana decisiva da governação …

As origens dos antigos Etruscos foram finalmente reveladas

Vestígios de ADN encerraram, finalmente, o debate sobre a origem dos Etruscos,  uma antiga civilização cujos restos mortais foram encontrados em Itália. De acordo com quase dois mil anos de dados genómicos, recolhidos de 12 locais …

Rússia acusa Navalny e aliados de extremismo em novo processo

A Rússia intensificou a campanha contra o opositor do governo Alexei Navalny, abrindo esta terça-feira um novo processo judicial, que poderá levá-lo a cumprir uma pena de prisão de mais uma década. Navalny cumpre dois anos …

Governo demite Chefe do Estado-Maior da Armada. Gouveia e Melo provável sucessor

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, vai propor ao Presidente da República a demissão do Chefe do Estado-Maior da Armada, confirmaram hoje à Lusa fontes ligadas à Defesa. O Governo propôs ao Presidente da …

Borussia Dortmund 1-0 Sporting | Um Mal(en) que veio só… e foi suficiente

O “bicho papão Haaland não jogou, mas nem assim os “leões” conseguiram contrariar o maior poderio germânico. O Sporting saiu de Dortmund com uma derrota, apesar da excelente réplica no Signal Iduna Park, e muito por …

FC Porto 1-5 Liverpool | Dragão atropelado em casa

O Liverpool é uma espécie de “besta” em tons de “red” para o FC Porto. Em nove jogos oficiais, os “azuis-e-brancos” nunca venceram, somando 3 empates e 6 derrotas, a mais recente foi pesadíssima e …

China desenvolve arma invisível capaz de destruir redes de comunicação em dez segundos

Uma equipa de cientistas chineses está a desenvolver uma arma sónica, que gera um intenso pulso eletromagnético, capaz de destruir redes de comunicação e de fornecimento de energia elétrica. A arma poderá ter um alcance …

Dezenas de mulheres abusadas por funcionários da OMS na República Democrática do Congo

Dezenas de mulheres e meninas foram abusadas sexualmente por voluntários da Organização Mundial de Saúde (OMS) destacados para enfrentar o Ébola na República Democrática do Congo (RDC), entre 2018 e 2020, concluiu um inquérito independente …

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …

Banguecoque em alerta. Mais de 70.000 casas inundadas na Tailândia

As autoridades tailandesas têm feito esforços para proteger partes de Banguecoque das cheias, que já inundaram 70.000 casas e mataram seis pessoas nas províncias no norte e centro do país. A tempestade tropical Dianmu causou cheias …