Tsipras respira de alívio (apesar da gravata) após “histórico” acordo sobre dívida

Yannis Kolesidis / EPA

Alexis Tsipras, de gravata, comemora acordo histórico

O Governo grego respirou hoje de alívio por ter podido fechar o terceiro resgate, após uma maratona do Eurogrupo que concluiu com um acordo que vai permitir ao país financiar-se pelos seus próprios meios mas que o manterá sob a estreita vigilância dos credores.

O primeiro-ministro grego tinha prometido que só usaria uma gravata quando o seu país saísse dos programas de resgate financeiro internacionais. O prometido é devido: esta sexta-feira, 8 anos e 3 resgates depois, o Eurogrupo aprovou a saída dos gregos do programa de assistência financeira, e Alexis Tsipras apareceu em público engravatado.

“As apostas fazem-se para serem ganhas. É um pouco difícil. Mas hei de habituar-me”, disse Tsipras. “Foi um acordo histórico para a dívida. Foi um acordo que foi além do que os mercados esperavam”, afirmou o primeiro-ministro, ao informar ao presidente da Grécia, Prokopis Pavlopoulos, dos resultados da maratona negocial.

Tsipras ressaltou que graças à extensão dos prazos de amortização dos empréstimos, a dívida tornou-se sustentável. Recalcou, no entanto, que o fecho do resgate não implica que a Grécia possa “deixar o caminho das reformas e da gestão prudente”, mas significa que deixa “o caminho espinhoso da austeridade”.

Os compromissos estão definidos, mas de agora em diante os Governos gregos “terão a liberdade de escolher que políticas aplicam para conseguir estes objetivos”, acrescentou.

O ministro das Finanças, Euclides Tskalotos, procurou lançar uma mensagem promissora à população ao prometer que as consequências do acordo deverão materializar-se em breve. O crescimento não virá só “para uns poucos, mas para muitos”. “Essa é a promessa do Governo grego”, assegurou Tsakalotos desde o Luxemburgo.

O acordo fechado esta madrugada no Luxemburgo amplia em dez anos os vencimentos dos empréstimos do segundo resgate, de 22 a 32 anos, e adia em dez anos, desde 2023 até 2033, a data em que a Grécia deve começar a devolver estes créditos e os seus juros.

Além disso, prevê um desembolso de 15.000 milhões de euros da última tranche, que vai engrossar os colchões de reservas até aos 24.100 milhões de euros e permitirá à Grécia cobrir as suas necessidades de financiamento durante 22 meses sem necessidade de recorrer aos mercados.

Os parceiros vão devolver a Atenas os juros gerados pela dívida grega do Banco Central Europeu (BCE) e dos bancos centrais da Zona Euro em pagamentos semestrais até 2022, o que se traduz num desembolso aproximado de 1.200 milhões anuais.

Este desembolso estará, no entanto, condicionado a que a Grécia siga com todo o rigor todos os compromissos adquiridos, o que será supervisionado a cada três meses, o dobro da frequência aplicada aos outros países que assinaram programas de assistência financeira.

Entre estes compromissos encontra-se manter um excedente primário de 3,5% do produto interno bruto (PIB) até 2022, e de 2,2% nos 37 anos posteriores até 2060.

O Governo de Tsipras deverá além disso aplicar as reformas pós-resgate aprovadas já a priori -um novo corte às pensões e a redução do mínimo isento de tributação-, duas medidas que geraram novas críticas entre a população e levaram a oposição a falar de um “quarto” programa de reformas, só que desta vez sem assistência financeira.

O principal partido da oposição, a Nova Democracia, sustentou que o acordo não fornece nenhuma redução ou perdão, apenas uma série de medidas “nada espetaculares”. A Nova Democracia prometeu que uma vez que assuma o Governo “vai corrigir” os “maus resultados” apresentados por Tsipras.

// EFE

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. A gravata, serve para quê? Enfeitar?
    No Japão, em muitos escritórios, desistiram do seu uso e puderam diminuir os custos com o ar condicionado.

  2. Tsipras entrou pela porta da extrema esquerda, mas bem depressa caiu na real e meteu o socialismo na gaveta (onde já vi isto ? ).
    E como em Portugal, pode fazer a política de direita ( e de mercado ) indicada por Bruxelas (até usar gravata) , que os seus pares engolem todo o tipo de sapos. (será que também já vi isto por cá, Jerónimo ?!? )

  3. Caberá aqui esclarecer que hoje em dia na maioria dos países não se pratica nem políticas de esquerda nem de direita. Se houvesse verdadeiro capitalismo, as PMEs e os pequenos negócios tinham mais oportunidade e havería verdadeira e leal concorrência. Qualquer negócio podería participar numa maior ou menor fatia do mercado. Não é isso que se passa… O que se passa, é que os grandes interesses económicos corporativos (bancos, seguradoras, telecomunicações, farmacêuticas, hipermercados, transportadoras, construtoras e acima de tudo, as petrolíferas e outras energéticas), compram o poder político e encomendam leis que os protegem e privilegiam nos mercados e na justiça. Assim as elites económicas acumulam cada vez maior riqueza em detrimento de 99% da população que está cada vez mais pobre e impedida de ter hipóteses nos mercados.

    As grandes corporações económicas, além de terem cada vez mais dinheiro para comprar os políticos e as leis, inclusive através de lobbying e portas giratórias, subvertem ainda as regras da concorrência livre, cartelizando-se e comprando-se umas às outras para terem monopólios que esmagam e absorvem qualquer pequeno negócio que tente concorrer. Tudo isto apadrinhado por leis encomendadas a políticos corruptos. Depois para completar o ramalhete, o governo mete os contribuintes a resgatar os seus prejuizos e a financiar os seus investimentos (too big to fail). Mas depois os lucros, esses não são partilhados com os contribuintes nem sequer injectados na economia. Não, vão todos para Off-Shores para fugir aos impostos impunemente. Ficamos nós os 99% sozinhos a pagar impostos que uma vez mais, os vão financiar e resgatar sempre que necessário.

    Os governantes que perpétuam esta situação com leis e privilégios, depois têm sempre tachos como CEOs e accionistas nestas corporações. Esta promiscuidade entre poder político e grandes interesses económicos, que reduz o eleitorado e a cidadania a uma plantação de escravos modernas… É pois orquestrada por uma classe política em permanente conivência com um terceiro actor deste triunvirato mafioso: As grandes sociedades de advogados. Já repararam que a maioria dos políticos são advogados? E já viram que os corredores da Assembleia estão carregados de advogados das maiores sociedades?

    Meus amigos… Quem tem a ignorancia de confundir isto com capitalismo, não sabe nada do que é Liberalismo Clássico e deveria ler um bocadinho mais antes de falar. Não… Isto não são políticas de direita, nem capitalismo. Isto é crime político! Quem se ilude (uma vez mais por ignorância) de que política e economia não têm nada a ver com moral, também desconhece que Liberais Clássicos como Adam Smith se entitulavam “filósofos morais”. Poucas coisas estão por definição tão ligadas à moral e à ética, como a política e a economia, para poderem funcionar bem… E é a ausência de decência, de humanismo e de ética, que tem estado a atirar com o mundo para a desgraça económica enquanto 1% de elites ricas engordam à custa disso. Experimentem por exemplo ler Karl Polanyi, para peceber que Estado e Mercado Livre estão longe de ser opostos. Sem Estado não há esta desregulação dos mercados a que assitimos hoje em dia porque para que as leis possam ser feitas para privilegiar as elites, tem de haver Estado. Se não lutamos com o voto (mesmo que em branco) para combater este estado de coisas enquanto ainda existem regimes democráticos… Daqui a pouco é tarde demais, e temos uma realidade tipo “1984” de George Orwell, ou “O Admirável Mundo Novo” de Aldous Huxley.

  4. Certamente quando este cómico da esquerdalha grega e europeia tomou posse ninguém da sua laia pensaria vê-lo curvado perante a realidade que pretendia negar na altura, não só vergou perante todas as exigências da troika como participa hoje parecendo por vezes mais ferrenho do que aqueles a quem provocava e afirmava a pés juntos não ceder, de lobo mau passou a cordeirinho manso!.

RESPONDER

Pela primeira vez, astrónomos encontraram um exoplaneta sem atmosfera

Nos últimos anos, investigadores descobriram um tesouro de planetas rochosos que orbitam anãs vermelhas, pequenas estrelas com um raio 60% menor que o nosso Sol. Apesar do seu tamanho, estas estrelas são muito ativas - tanto …

Investigadores descobrem esqueletos adolescentes do século V. Um dos cientistas é português

Um grupo de investigadores, do qual também faz parte o português Daniel Fernandes, descobriu três esqueletos do período das migrações bárbaras numa vala em Osijek, na Croácia. "Deformação craniana e diversidade genética em três indivíduos masculinos …

Tesla está a alugar painéis solares por 45 euros por mês

Comprar painéis solares pode ser um investimento dispendioso para muitos. De maneira a oferecer uma solução mais económica aos seus clientes, a Tesla está a alugar a tecnologia por apenas 45 euros por mês. A SolarCity, …

Rui Fonte regressa ao Sporting de Braga e assina por três épocas

O Sporting de Braga, da I Liga de futebol, oficializou ontem a contratação do avançado Rui Fonte, um regresso ao clube, por três temporadas. O jogador, de 29 anos, chega dos ingleses do Fulham, que, …

YouTube remove vídeos de luta entre robôs por violarem políticas contra crueldade animal

O YouTube removeu na segunda-feira vídeos de robôs a lutar entre si da sua plataforma, justificando que estes violavam as políticas de exibição contra crueldade com animais. Depois do sucedido, a empresa informou que os …

Há uma piscina natural no meio do deserto mais quente do mundo

https://vimeo.com/355369476 Um casal a viajar pela Etiópia aventurou-se no deserto e experimentou nadar numa piscina natural num dos lugares mais quentes do planeta. A neozelandesa Bridget Thackwray e o namorado, Topher Richwhite formam a Expedition Earth, a …

The Rock é o ator mais bem pago do mundo

A revista Forbes revelou esta quarta-feira a sua lista anual dos atores mais bem pagos do mundo. O primeiro lugar é ocupado por um repetente. Dwayne "The Rock" Johnson voltou a ser o ator mais bem …

Albânia demoliu restaurante do homem que perseguiu turistas no capô do carro

O dono de um restaurante ilegal na Albânia meteu-se em sérios apuros depois de ter perseguido uma família de turistas espanhóis, colocando-se no capô do carro onde seguiam e partindo o pára-brisas. O restaurante que …

Sensores de radiação da Rússia desligaram-se misteriosamente após recente explosão nuclear

Nas semanas após um acidente nuclear fatal num campo de tiro de armas navais em Nyonoksa, quatro sensores de partículas radioativas que enviavam dados do território russo para uma rede de monitorização internacional desligaram-se misteriosamente. As …

Zumba. O negócio milionário que começou com uma distracção de um colombiano

Foi uma distracção que levou o bailarino colombiano Beto Pérez a criar a zumba e a construir um dos negócios actuais com mais sucesso em todo o mundo, avaliado em mais de 450 milhões de …