Governo dá tolerância de ponto no Carnaval

Flou-Net / Flickr

O Governo decidiu dar tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval, no próximo dia 28 de fevereiro, aos trabalhadores da Função Pública, refere um despacho assinado pelo primeiro-ministro.

Segundo o despacho a que a Lusa teve acesso esta terça-feira, o Governo justifica que “embora a terça-feira de Carnaval não conste da lista de feriados obrigatórios”, existe em Portugal “uma tradição consolidada de organização de festas neste período”.

Desta forma, prossegue o Governo, é concedida “tolerância de ponto aos trabalhadores que exercem funções públicas nos serviços da administração direta do Estado, sejam eles centrais ou desconcentrados, e nos institutos públicos, no dia 28 de fevereiro de 2017”.

A proposta para que o dia de Carnaval fosse feriado nacional deu entrada na Assembleia em novembro de 2015 mas a discussão acabou por ser adiada devido à reposição dos feriados obrigatórios.

O tema voltou no início de janeiro, com propostas dos Verdes e do PAN, que acabaram por ser chumbadas no Parlamento, com votos contra do PS, PSD e CDS-PP.

“A tolerância de ponto que Governo e administração pública a nível local é suficiente para valorizar esta festividade. Em matéria de feriados, o PS já fez o que lhe competia, repondo quatro feriados que o PSD retirou aos portugueses”, advogou, na altura, o socialista Luís Soares.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde,

    O assunto sobre o eventual feriado no dia de Carnaval foi no inicio do ano levado ao parlamento tendo o PS informado que dá tolerância de ponto e assim sendo não era necessário declarar feriado. Parece-me que o PS e o Governo esquecem que tolerância de ponto é feriado ou tolerância de ponto no sector privado.
    Assim sendo “uns são filhos da mãe” e “outros são filhos da Pxxx”.
    Concordo que, se o estado do pais o permite, se alivie a carga fiscal e se reponha as regalias retiradas mas ao que se vê é tudo para o público e o privado nada…

    Uma vez mais se constata que vai ser o privado “a pagar as regalias” que se está a dar ao sector publico.

    Bem hajam …. que certamente não tem o meu voto nas próximas eleições..

  2. Realmente vivemos num pais que parecem dois totalmente distintos. Feriados e tolerâncias de ponto mas só para alguns. Regalias e mais regalias!

  3. Tolerância de ponto já eu tive em 1969! Nos tempos do fascismo! Não se calam com isso e até parece que ele está a dar alguma coisa que não existisse há mais de 50 anos. Aos que se queixam que no privado não têm eu respondo que se o fascismo ainda existisse hoje, se calhar também já tinham. Naquele tempo não havia tanto gatuno, chupista, vadio e gente sem trabalhar e a ganhar brutos ordenados como hoje!!

    • mais um individuo que toda a vida esteve no funcionalismo publico. experimente sair para o privado para começar a perceber a realidade. melhor ainda no privado está sempre a meio caminho do desemprego e o final do mês pode ser uma incógnita quer para receber o ordenado (sim porque há patrões que não pagam) quer para receber a carta de despedimento (sim porque também podem ser despedidos). Não ter estes dois cenários sempre presentes só mesmo na função publica. será que isto é que se chama fascismo?!?! não compreendo essa palavra.

    • Então em 1969 não havia tanto “gatuno chupista” e o povo tinha muito menos do que o que tem hoje?!
      Deves andar muito distraído…
      Coitado de quem, em pleno 2017 ainda vive na ignorância e não sabe que nesse tempo o pais estava entregue a meia-dúzia de famílias que dispunham de tudo e todos!

RESPONDER

Ajax vs Benfica | Amesterdão volta a trair nos descontos

O Benfica esteve a um minuto de arrancar um ponto na Johan Cruijff, ante o Ajax, mas um golo nos descontos, de Noussair Mazraoui, ditou uma derrota inesperada para os comandados de Rui Vitória, por …

Mensagens falsas "mataram" o rei de Espanha (há 450 anos)

O fenómeno das notícias e mensagens falsas que se propagam de forma viral nas redes sociais preocupa cada vez mais governos, organizações internacionais e académicos, mas não é algo de novo. Desde a campanha eleitoral de …

Conflito no Iémen coloca 75% da população a precisar de ajuda alimentar

O conflito no Iémen tornou 8,4 milhões de pessoas dependentes de assistência alimentar de emergência e colocou 75% dos seus 22 milhões de habitantes a precisarem de ajuda, no país com a prior crise humana …

Encontrado engenho explosivo em casa do milionário George Soros

Esta segunda-feira, foi encontrado um engenho explosivo numa caixa de correio em cada de George Soros. O FBI iniciou esta terça-feira uma investigação e adiantou que "não representa qualquer ameaça à segurança pública". A polícia federal …

Austrália pede desculpa às milhares de vítimas de abusos sexuais

A Austrália pediu nesta segunda-feira oficialmente perdão por não ter “escutado e acreditado” nos milhares de vítimas de abusos sexuais perpetrados durante décadas dentro das instituições do país. “De novo e de novo, hoje pedimos desculpa”, …

Furacão Willa "grande e perigoso" a caminho do México

O furacão Willa, de categoria 4, está a preparar-se para a atingir a costa pacífica do México esta terça feira. De acordo com o Centro Nacional de Furacões dos EUA, espera-se que o Willa seja …

Bruxelas toma decisão inédita e chumba orçamento de Itália

A Itália é o primeiro país a ver o seu projeto orçamental "chumbado" pela Comissão Europeia desde a implementação do "semestre europeu" de coordenação de políticas económicas e orçamentais, instituído em 2010. A Comissão Europeia rejeitou …

Governo propõe super-desconto no IRS para futebolistas (e não só)

O "Programa Regressar", a nova medida fiscal que integra a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) e que visa fazer regressar a Portugal ex-residentes, abrange todo o tipo de profissões, incluindo futebolistas, sem …

CP admite falta de comboios até final do ano

O presidente dos Comboios de Portugal (CP) admitiu que o serviço regional com automotoras a gasóleo enfrenta maiores riscos por falta de pessoal e de peças na EMEF (empresa que mantém e repara comboios em …

Viúva do triatleta viu angolanos matarem o marido e foi de férias com o amante

Rosa Grilo, a viúva do triatleta Luís Grilo, que está detida por suspeitas de envolvimento na sua morte, assegura que foram indivíduos angolanos que o mataram, por causa de diamantes. Ela garante que assistiu ao …