Governo deixa cair concurso para avaliação ambiental do novo aeroporto

António Cotrim / Lusa

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos

O Governo vai deixar cair o concurso para a avaliação ambiental do novo aeroporto de Lisboa, um processo envolto em polémica devido ao facto de o agrupamento com a melhor proposta integrar a empresa de capitais públicos espanhola que participou na estruturação dos aeroportos nesse país.

Segundo avançou esta quarta-feira o Jornal de Negócios, o Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) chegou a adjudicar a 08 de abril ao consórcio da Ineco e da Coba, que apresentou a melhor proposta – no valor de 1.999.980 euros. Apesar de o IMT ter já feito a adjudicação, o contrato não tinha sido ainda assinado.

Falta agora saber se o Governo lançará um novo procedimento fazendo uma alteração ao seu objeto, ou avançará com uma decisão que permita mais rapidamente aumentar a capacidade aeroportuária de Lisboa.

Em maio, o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, admitiu na Assembleia da República ter “dúvidas” sobre o resultado do concurso, informando que estariam a “avaliar o que fazer” e que “o júri não entendeu que havia conflito de interesses”.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.