Governo aprova subsídio a residentes nos Açores para viagens ao continente

Ruben JC Furtado / Wikimedia

São Roque do Pico, Açores

São Roque do Pico, Açores

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira o diploma que regula o subsídio social de mobilidade para os residentes nos Açores, que assegurará a quem vive nas ilhas que uma viagem ao continente lhes custará, no máximo, 134 euros.

Assim, os residentes, equiparados e estudantes nos Açores vão passar a receber um subsídio do Estado para as viagens de avião ao continente e à Madeira, a atribuir diretamente aos beneficiários mas só depois de comprado o bilhete, revelou o Conselho de Ministros.

“O auxílio social é variável por viagem e a sua atribuição vai ser feita a posteriori, sendo primeiro pago o bilhete e depois levantado o apoio”, disse o ministro da Presidência, Marques Guedes, após o Conselho de Ministros.

O valor da ajuda vai ainda ser definido por portaria conjunta dos ministros com a tutela das Finanças e do transporte aéreo, após audição do Governo da Região Autónoma dos Açores, tendo o governante explicado que a ideia de recorrer a uma portaria é a de poder atualizar no futuro o montante de apoios.

“O auxílio é criado no âmbito da revisão do modelo das referidas ligações aéreas, prevendo-se ainda a liberalização dos serviços aéreos regulares nas rotas Lisboa/Ponta Delgada/Lisboa, Lisboa/Terceira/Lisboa, Porto/Ponta Delgada/Porto e Porto/terceira/Porto”, acrescenta o Governo, no comunicado divulgado no final da reunião do Conselho de Ministros.

A liberalização destas rotas entra em vigor a 29 de março e resulta de um acordo entre o Governo da República e o executivo regional dos Açores, fechado no ano passado, que prevê, por outro lado, que os residentes no arquipélago pagarão um máximo de 134 euros pelas viagens a Lisboa ou ao Porto.

Se a companhia aérea lhe cobrar mais do que isso pelo bilhete, os residentes nas ilhas são depois reembolsados da diferença, sendo este o chamado subsídio social de mobilidade.

Até agora, o Governo indemnizava diretamente as companhias aéreas pelos bilhetes vendidos com tarifas para os residentes nos Açores.

A revogação das obrigações de serviço público nas ligações aéreas entre as ilhas de São Miguel e Terceira e o continente (Lisboa e Porto) foram publicadas a 27 de janeiro no Jornal Oficial da União Europeia, depois de terem sido enviadas para Bruxelas pelo Governo português, para autorização e publicação pela Comissão.

A aprovação e regulamentação do subsídio social de mobilidade para os residentes nos Açores permite, assim, operacionalizar na totalidade o novo modelo das ligações aéreas entre o arquipélago e o resto do país.

O novo modelo levará à entrada das chamadas low cost (companhias de baixo custo) na região autónoma.

Atualmente, só a TAP e a SATA (as transportadoras aéreas nacional e açoriana, respectivamente) voam para os Açores.

A easyJet e a Rayanair já anunciaram que vão voar para São Miguel (Ponta Delgada).

A SATA, por seu turno, revelou que vai continuar a voar para São Miguel e aumentar as ligações que faz entre a Terceira e Lisboa.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Reconhecimento facial vai ser testado no acesso a serviços públicos online

O Governo quer criar um sistema de reconhecimento facial para usar a chave móvel digital, ferramenta que já permite aceder a vários serviços online do Estado. O Governo está a planear criar um sistema de reconhecimento …

Sem voz no clube, Raul José pondera abandonar o Sporting

Sem voz na pasta das contratações e construção do plantel, Raul José, líder do departamento de scouting do Sporting, pode estar de saída do clube. Raul José, líder do departamento de scouting do Sporting CP, estará …

António Costa vai responder por escrito a 100 perguntas sobre Tancos

Apesar de sempre ter defendido que o testemunho devia ser presencial, o Juiz Carlos Alexandre aceitou que António Costa possa depor por escrito sobre o caso do furto e recuperação das armas de tantos. O …

ERC regista como "publicação de informação" site de propaganda

A ERC registou o Notícias Viriato como "publicação de informação", em novembro do ano passado, quando o projeto do Medialab diz que se trata, na verdade, de um "site de propaganda". Segundo o Diário de Notícias, a …

Conselho da Europa pede que polícia portuguesa tenha mais treino sobre direitos humanos

O Conselho da Europa (CE) acredita que teria sido uma boa ideia incluir no próximo recenseamento da população portuguesa, marcado para 2021, uma questão sobre a origem étnica. A proposta chegou a ser avaliada por …

Encontradas sete bombas da 2ª Guerra Mundial no espaço da futura fábrica da Tesla

A polícia alemã informou no domingo que técnicos em explosivos desativaram sete bombas da 2ª Guerra Mundial encontradas num terreno onde irá funcionar a fábrica da Tesla, nas proximidades de Berlim. A Tesla decidiu na última …

Estado compra coleção de arte do BPN por 5 milhões de euros

A ministra da Cultura, Graça Fonseca, anunciou esta segunda-feira que o Estado comprou a coleção de arte do ex-BPN por 5 milhões de euros. Esta irá ser fixada em Coimbra. Em entrevista ao Observador, a ministra …

Para alívio do Governo, Salvini saiu derrotado das eleições em Emília-Romanha

Nas eleições regionais na Emília-Romanha, no norte de Itália, o partido do antigo vice-primeiro-ministro saiu derrotado com quase oito pontos de diferença. O Partido Democrático (PD) manteve o poder no bastião da esquerda da Emília-Romanha, na sequência …

PJ intercepta veleiro com 1820 quilos de cocaína. Dois estrangeiros detidos na operação

A Polícia Judiciária (PJ) interceptou um veleiro com 1820 quilos de cocaína, no âmbito de uma "complexa operação de combate ao tráfico transcontinental de estupefacientes por via marítima", anunciou a Polícia, chamada Operação Glória. Esta operação …

A "pior gata do mundo" está para adoção. "Pensávamos que estava doente, mas é só mesmo parva"

Responsáveis do abrigo de animais do condado de Mitchell, na Carolina do Norte, colocaram um anúncio no Facebook para a adoção da "pior gata do mundo". "Conheçam Perdita, a gata que não é para os fracos …