GNR deixa de fazer segurança a casa de MAI depois de polémica com cão

Tiago Petinga / Lusa

O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, fala à imprensa

O Ministro da Administração Interna exigiu que os guardas da GNR, destacados para proteger a sua casa, ficassem no exterior porque o cão não parava de ladrar. Na tarde de sábado, a GNR suspendeu a segurança à propriedade.

De acordo com o Correio da Manhã, a vigilância à casa de Eduardo Cabrita, Ministro da Administração Interna, foi suspensa pela GNR, depois de esta autoridade se ter queixado de ficar na rua porque o cão não parava de ladrar.

A segurança na propriedade localizada em Casal da Charneca, em Santarém, foi desmobilizada por ordens superiores.

A medida foi tomada depois da polémica que envolveu o cão de Eduardo Cabrita. Alegadamente, a presença dos militares causava agitação no animal, o que levou o governante a determinar que os guardas ficassem do lado de fora do muro.

Além disso, os guardas queixaram-se ainda de ser forçados a deslocarem-se à coletividade mais próxima da vivenda, uma vez que não tinham forma de ir à casa de banho.

De acordo com o presidente da APG/GNR, César Nogueira, os militares já têm acesso a uma pequena casa de banho junto à piscina do ministro, mas continuam “sem local para fazer uma refeição”.

O guardas defendem que o ministro deveria ter criado condições para o mínimo conforto e, apesar de entenderem que o cão ladre a estranhos, a situação não deveria ter impedido que sejam dadas as mínimas condições para os militares cumprirem o seu trabalho.

A decisão é justificada, no entanto, por via oficial com o facto de Eduarda Cabrita, casado com a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, “mudar de casa nesta altura do ano, deixando a GNR de efectuar esse serviço de segurança”.

Os dois ministros passarão, então, a viver numa casa que fica na área da PSP.

A vigilância da habitação de Eduardo Cabrita foi determinada depois de uma avaliação de risco quando assumiu o cargo de ministro da Administração Interna e é obrigatória, aponta o jornal.

ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. É caso para dizer: Tratou os soldados da GNR, abaixo de Cão!
    Narcisista, Mal-Educado, Arrogante, Egoísta, Pretensioso e Insensível são adjectivos que lhe servem que nem uma luva.
    Vai-te embora Bandalho e deixa o cargo para alguém com mais Princípios e Valores!
    Não prestas!
    Cresce Parasita Imundo!

  2. E a GNR fez muito bem!
    Esse artista agora deveria era ver-se numa situação apertada (estando sem protecção), para começar a ter mais respeito pelos que o estavam a guardar!!

  3. Então se o Sr. ministro tem um cão assim tão bom, não precisa de mais guardas, querer segurança e não lhes dar condições é no minino desrespeitoao por com os elementos da GNR que são seres humanos,

  4. Eu também não tenho GNR à porta para me guardar, tenho um Labrador no quintal e o senhor ministro que se sirva do cão que tem pois não é mais cidadão do que eu ou outro qualquer, afinal que treta é essa do socialismo?

  5. Já acabaram de “usar” os 14 polícias ás casas do, ex, Mário Soares ?
    Mas as forças de segurança só servem para guardar políticos e jogos de futebol ?

  6. Habitualmente eu defendo este governo dos constantes ataques da direita ressabiada. No entanto nem votei em nenhum dos seus partidos, e em 2011 votei PSD (infelizmente). Mas há uma coisa que eu tenho vindo a criticar neste Governo desde o dia 1: O tachismo e o clientelismo. Até mete nojo… Nem tentam disfarçar. É o Vieira da Silva da Segurança Social que mete a mulher e a filha, é o João Soares que mete os amigos, é o Carlos César que mete a família toda… Agora dois ministros marido e mulher… Este imbecil deste Cabrita.

    Isto deveriá ser considerado conflito de interesses e deveria ser ilegal. Nenhum ministro deveria poder ser parente a menos de segundo ou terceiro grau de outro ministro ou sec. Estado. Jamais!.. Que promiscuidade de m**da!

    • Caro Miguel Queiroz. Terei sido desde o início dos seus comentários aqui no ZAP provavelmente quem mais lhe bateu. Isto porque vejo-o sempre a defender o indefensável. Eu sou apartidário como o senhor. Para mim a merda é toda a mesma. O nosso povo merecia ter dirigentes à sua altura. Algo que nunca teve à exceção de D. João II e do Marquês de Pombal. Fico feliz por constatar que no atual governo o tachismo e o clientelismo são uma realidade. Mas para mim a pior nem será essa, mas antes o permanente discurso da mentira. As armas roubadas estavam obsoletas, ao antónio domingues não tinha sido prometido não entregar as declarações, o jantar do panteão (que nem me interessa muito o jantar; apenas sei que o PM sabia antecipadamente deste jantar e depois vem com o discurso de vítima ofendida…), todo o processo da desgraçada da Constança Urbana (o PM é responsável pelo seu total assassinato político; acho que nunca vi um político sair tão pela porta dos fundos). É tudo muito mau. E depois, nomear profundos incompetentes para altas esferas da administração pública é perigoso. E eu até defendo abertamente que as pessoas nomeadas têm de ser de confiança política. Mas nos partidos também há pessoas competentes. Não dão é para tudo! Não os podem pôr à frente de coisas que desconhecem. Isso passa-se neste governo e é manifestamente grave. Veja-se a proteção civil e não lhe digo mais porque estaria a revelar muito gente amiga, que vai escapando aos pingos da chuva porque os cargos que ocupam não se traduzem em mortos pela sua maior ou menor eficiência.

RESPONDER

23 ex-gestores do BPN recebem carros topo de gama do Estado

A Parvalorem atribuiu a um grupo de altos quadros da empresa, ex-responsáveis do antigo BPN, 23 "viaturas familiares" topo de gama e várias regalias associadas como o pagamento do combustível até 300 euros por mês. O …

Preços praticados pela Airbnb não cumprem lei europeia

A plataforma Airbnb tem até ao final do mês de agosto para explicar os preços que pratica, dado que violam a legislação da União Europeia. A plataforma online de reserva de alojamento tem agora até ao …

Sarcófago negro encontrado no Egito pode pertencer a Alexandre, o Grande

O maior sarcófago já descoberto na cidade de Alexandria, no Egito, vai ser aberto nos próximos dias, depois de permanecer totalmente intacto mais de dois milénios. Os especialistas têm esperanças que o artefacto negro encontrado …

Vagas no Superior com aumento residual em ano de cortes em Lisboa e Porto

O concurso nacional de acesso ao Ensino Superior volta a registar um aumento de vagas, pelo terceiro ano consecutivo, ainda que residual e em ano de corte de vagas em Lisboa e Porto, por determinação …

A primavera chegou a Marte. E com ela, as misteriosas "aranhas marcianas"

A NASA publicou fotografias de um fenómeno peculiar avistado na superfície de Marte, que se assemelha com "aranhas". As imagens foram capturas na semana passada pela câmara HiRISE, instalada a bordo da nave espacial Mars …

As pessoas estão a ficar doentes após comerem salada do McDonald's

Mais de 100 pessoas apresentaram sintomas de contaminação pelo protozoário Cyclospora cayetanensis depois de comerem a salada do McDonald's, nos Estados Unidos. Mesmo que seja com a melhor das intenções, pedir uma salada no McDonald's pode …

Descobertas 12 novas luas em torno de Júpiter

Cientistas nos Estados Unidos descobriram mais 12 luas em torno do planeta Júpiter, conjeturando que as suas órbitas opostas resultam de colisões entre outros corpos celestes maiores. Com a descoberta das luas, que foram vistas pela …

Há 3.500 anos, os egípcios já faziam cosméticos

Cientistas sintetizaram tintas e cosméticos com cerca de 3.500 anos, uma descoberta feita graças ao facto de a equipa ter desenvolvido uma nova técnica de datação de compostos carbonatados inorgânicos. Uma equipa de cientistas internacional sintetizou …

Encontrados restos de pão de há 14.400 anos na Jordânia

Um grupo de investigadores encontrou vestígios de pão, feito por caçadores-recoletores que viveram há 14.400 anos, quatro milhares de anos antes do surgimento da agricultura. Esta é a mais antiga prova da existência de pão …

Governo indiano ordena inspeção a todos os centros da congregação da Madre Teresa

O Governo da Índia ordenou uma inspeção a todos os centros para crianças geridos pela congregação católica da Madre Teresa no país, após a detenção de uma das suas freiras por alegadamente vender bebés. A ministra …