Glaciar do Monte Branco italiano ameaça derreter. Aldeia dos Alpes evacuada

TRAILSOURCE.COM / Flickr

Monte Branco, Chamonix

Um fragmento de um glaciar na parte italiana do maciço do Monte Branco está a derreter devido ao calor, obrigando à retirada de várias dezenas de moradores e de turistas da zona, anunciaram na quinta-feira as autoridades locais.

Um volume de gelo estimado em 500 mil metros cúbicos está prestes a desligar-se do glaciar de Planpincieux, no território da comuna de Courmayeur, informou um alerta municipal dessa comuna na região do Vale de Aosta, próximo da fronteira com a França, citado pela agência Lusa.

As autoridades locais ordenaram a retirada dos moradores de cerca de três dezenas de habitações naquela que consideraram ser a “zona vermelha“, na parte mais baixa do vale do Val Ferret, num total de 15 residentes e de mais de 50 turistas.

O Monte Branco é a mais alta montanha dos Alpes e da União Europeia (UE), atingindo uma altitude de 4.808 metros, embora possa variar um pouco de ano para ano, em função das condições atmosféricas.

“A ordem [de retirada] saiu de uma reunião com técnicos regionais, que avaliaram a situação à luz do previsto aumento da temperatura nos próximos dias”, referiu, por seu lado, a agência noticiosa italiana Ansa. As pessoas retiradas foram reunidas, por aquela altura, num rinque de patinagem em Courmayeur, com a ajuda da Cruz Vermelha local.

“Para os habitantes [retirados], vamos analisar soluções. Em relação aos turistas, deverão encontrar outras soluções”, afirmou o presidente da câmara de Courmayeur, Stefano Miserocchi, citado pela Ansa.

Em setembro e outubro de 2019, o glaciar de Planpincieux já tinha parcialmente derretido, com uma estimativa de perto de 250 mil metros cúbicos, estando, desde então, a ser alvo de medições e de vigilância.

Este ano, a massa de gelo está a ser “afetada por valores anormais da temperatura”, que ainda vão aumentar nos próximos três dias, incluindo o de hoje, prosseguiu a municipalidade local.

Os residentes que se encontram fora da zona de risco, no intervalo entre a área vermelha e amarela, podem optar por permanecer no vale do Val Ferret, “mas só se conseguirem manter-se autónomos durante pelo menos três dias”, nomeadamente com os produtos alimentares para tal necessários.

O vale do Val Ferret está situado a nordeste da cidade de Courmayeur, que poderá ela própria estar ameaçada pela eventual tromba de água derretida dos gelos do Planpincieux. Para lhe aceder, existe uma “rota alternativa”, de sentido único alternado. Esse acesso, contudo, está reservado para as equipas de salvamento, polícia, serviços municipais e a pessoas autorizadas, segundo reportou a Ansa.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Estudo traz uma nova esperança ao tratamento do cancro dos ovários

Novo estudo traz uma nova luz para a luta contra o cancro dos ovários. Combinação de medicamentos conseguiu reduzir o tamanho do tumor. De acordo com o estudo, entre 25 pacientes que receberam uma combinação experimental …

Medina diz que abertura das discotecas tornará noite em Lisboa mais controlada

O presidente da Câmara de Lisboa e recandidato nas eleições de domingo, Fernando Medina, disse hoje ver como positiva a reabertura das discotecas a 1 de outubro, considerando que a noite na capital passará a …

Gotas quadradas e redes líquidas. Cientistas criaram o que se pensava ser impossível

Numa experiência inesperada, uma equipa de cientistas criou gotículas quadradas e redes líquidas - algo que, de acordo com a ciência, não seria possível. Quando duas substâncias se unem acabam por se estabelecer num estado estável …

Marte pode ser demasiado pequeno para ser habitável

Marte pode ser demasiado pequeno para ser habitável. Uma equipa de investigadores sugere que a sua dimensão reduzida não lhe permite reter muita água. Um novo estudo sugere que o pequeno tamanho de Marte pode ser …

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …