Glaciar em Itália conseguiu desafiar o aquecimento global

Numa altura em que o aquecimento global é um dos principais problemas deste século, um glaciar no norte de Itália é protagonista de um caso raro. Enquanto que os outros glaciares encolhem, este conseguiu crescer durante quatro anos.

O fenómeno ocorreu há mais de uma década, entre 2001 e 2004, mas a mudança na paisagem de Macugnaga, província italiana onde se encontra o glaciar de Belvedere, continua a intrigar os investigadores, conta a BBC.

“De alguma forma, a água entrou no glaciar através de fendas e espalhou-se, o que levou à sua expansão”, afirma o glaciologista Gianni Mortara.

No início deste súbito crescimento, o gelo avançou, em média, cerca de cem metros por ano, o que assustou a população de Macugnaga. No topo do glaciar, a aceleração era ainda maior e chegou aos 200 metros anuais.

Quando o fenómeno chegou ao fim, o glaciar originou um lago – de 150 quilómetros quadrados e com 57 metros de profundidade – que ameaçou inundar a região, levando a que os investigadores tentassem solucionar este problema.

Durante o processo, os cientistas lançaram produtos químicos não poluentes na água para ver até onde iriam parar. Em quatro dias, estas substâncias foram encontradas nos riachos Fontanone e Anza e, em menos de dois anos, parte do seu volume foi transferido para os mesmos. Atualmente, há apenas uma camada de pedras no local onde o lago se formou.

“Glaciar negro”

Ao começar a perder a sua espessura, o glaciar foi sujeito a desmoronamentos e avalanches que, para além de modificar a sua morfologia, tornaram a monitorização ainda mais complexa.

Segundo Silvio Senno, professor de geologia da Universidade de Pavia, as massas geladas descolaram-se e levaram consigo muitas “rochas até ao vale”.

Com esses deslizamentos, formou-se uma camada de pedras sobre o glaciar, denominado de “glaciar negro”, que, de certa forma, ajudou a explicar o ritmo lento da descongelação, uma vez que protegia o gelo da radiação solar.

A medição do glaciar é sempre feita no início e no fim do verão, entre junho e setembro. A última registou a perda de três metros de altura, metade da média da região.

Embora ocorra mais lentamente, a sua diminuição também é considerável, diz Roberto Seppe, professor de geologia da mesma universidade, depois de visitar o local.

“Está a alinhar-se com os outros glaciares. Em dez anos, perdemos aqui 20 metros de espessura. Eu devia estar coberto de gelo e não a caminhar sobre ele”, afirma.

Um pequeno bosque marca o limite entre o glaciar e a pastagem dos rebanhos de Macugnaga. Exemplo de como a paisagem tem mudado com o tempo é o de que os trilhos se alteram de semana para semana.

“A área do Belvedere tem cerca de 4,5 quilómetros quadrados. O glaciar está vivo mas não sabemos quanto tempo resistirá. Existe uma fenda importante na base da montanha, que pode cortar a principal linha de abastecimento”, afirma o especialista. Desta forma, o glaciar pode ter um destino semelhante ao que outros tiveram na mesma região: dividir-se em dois.

Em 1962, existiam 824 glaciares em Itália, número que se alterou para 896 graças aos desmembramentos provocados pelo aquecimento global.

ZAP / BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Ou seja, se taparem o gelo com calhaus conseguem reduzir o degelo provocado pelo efeito de estufa.

    Comecem a carregar calhau para os pólos.

  2. Aquecimento global?! Isso ainda existe? Então não mudaram o nome para alterações climáticas?! Nem os cientistas sabem o que dizem… Enfim.
    O que é certo é que no spaceweather da NASA já falam em “weather cooling”, que foi observado durante este último eclipse lunar, verificado através da cor da sombra da Lua :O
    Mas depois esquecem.se de mencionar que TODOS os PLANETAS do nosso sistema solar estão a passar por alterações CLIMÁTICAS, isto é constatado pela NASA!investiguem e juntem os pontos. Vocês são inteligentes para isso, basta questionarem-se e procurar pela informação!!!! Está ao alcance de todos saber o porquê de todos os planetas estarem a passar por essas alterações e não é só a Terra!

RESPONDER

Alverca 2-0 Sporting | Leões desinspirados afastados da Taça pelo Alverca

O Alverca surpreendeu hoje o Sporting com uma vitória por 2-0, na terceira eliminatória da Taça de Portugal, tornando-se no primeiro grande «tomba-gigantes» da competição ao afastar o atual detentor do troféu. Alex Apolinário, aos 10 …

A Barbie também arrenda casa no Airbnb

A boneca mais famosa do mundo celebra 60 anos. Agora, a empresa que produz a Barbie, a Matel, tornou a boneca uma anfitriã no Airbnb e vai arrendar uma mansão à beira-mar em Malibu, na …

Os primeiros bebés podem nascer no Espaço daqui a 12 anos

A empresa SpaceBorn United pretende realizar missões espaciais entre 24 e 36 horas para que algumas mulheres dêem à luz em órbita dentro de 12 anos. A notícia é avançada pelo fundador e CEO da empresa, …

Japão importou cinco vírus mortais, incluindo Ebola, por causa de Tóquio 2020

Com os Jogos Olímpicos à porta, um laboratório japonês decidiu importar cinco vírus mortais, nomeadamente Ebola, para fazer frente a um eventual surto durante a competição que vai levar ao país mais de 600 mil …

Empresa anónima quer os direitos do seu rosto para construir robôs (e paga 115 mil euros)

Uma empresa privada anónima está a oferecer 115 mil euros pelos direitos de usar o seu rosto numa nova linha de robôs humanóides. A empresa quer usar a imagem para dar uma cara a um robô …

Empresa está a vender vinho (com flocos de ouro) para celebrar o Brexit

Quando o Reino Unido abandonar a União Europeia, uma saída programada para 31 de outubro, é provável que as pessoas celebrem com um vinho especial com flocos de ouro. Para aqueles que querem celebrar a saída …

Neandertais ocuparam ilhas do Mediterrâneo dezenas de milhares de anos antes do que se pensava

Cientistas descobriram provas de que a ilha de Naxos, na Grécia, já era habitada por neandertais há 200.000 anos, dezenas de milhares de anos antes do que se pensava até agora. Um estudo publicado esta quinta-feira …

Testes "bárbaros" em macacos levam ativistas a pedir encerramento de laboratório alemão

Durante meses, um ativista pelos direitos dos animais trabalhou no Laboratório de Farmacologia e Toxicologia (LPT, na sigla inglesa), em Hamburgo, na Alemanha, onde testemunhou situações de violência contra os animais utilizados em testes e …

Próxima cimeira do G7 vai ser num resort de Donald Trump

A próxima cimeira do G7 será realizada num dos clubes de golfe do Presidente norte-americano, Donald Trump, na Florida, e o clima não constará da agenda de trabalhos, disse esta quinta-feira o chefe de gabinete …

Russos e ucranianos estão em guerra por causa de sopa

A sopa de beterraba é russa ou ucraniana? Um tweet do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Federação Russa veio falar em prato nacional e a reação na Ucrânia não tardou a chegar. O tweet é de …