Génio da matemática chinês resolveu problema quase impossível numa única noite

geralt / Pixabay

O professor de matemática da Universidade de Pequim resolveu numa noite um problema que uma equipa de seis doutorados não conseguiu solucionar durante quatro meses.

A matemática é um ódio de estimação para muitas pessoas mas, felizmente, ainda há alguns aficionados entendidos na matéria. É este o caso de Wei Dongyi, um génio chinês que foi apelidado “God Wei” e que resolveu um problema que atormentava uma equipa de seis doutorados em matemática há meses em apenas uma noite.

Segundo o South China Morning Post, já há quatro meses que uma equipa estava a tentar construir um modelo matemático quando decidiu contactar Wei Dongyi, um professor assistente de matemática de 30 anos que dava aulas na Universidade de Peking, em Pequim.

A equipa ajustou as suas experiências de acordo com as equações enviadas por Wei alguns dias depois e a taxa de sucesso do novo modelo era superior a 96%, o que indica que as alterações foram bem-sucedidas.

Os cientistas estavam tão agradecidos pela ajuda de Wei que ofereceram um pagamento pelo seu contributo, mas o professor recusou por considerar que é “desnecessário” pagarem-lhe por um “problema tão fácil”.

Depois de alguns regateios, Wei aceitou que a equipa lhe pagasse o carregamento do seu passe dos transportes como um gesto de gratidão. O reitor da Universidade de Peking, Chen Dayue, afirma que casos destes não são “raros” nem “surpreendentes” já que “Wei consegue resolver puzzles que as outras pessoas não conseguem porque é inteligente e super-focado em problemas matemáticos”.

As habilidades de Wei já são tão conhecidas que o termo “método Wei” até já se popularizou, referindo-se à sua capacidade de resolver problemas rapidamente. O matemático atraiu atenção pela primeira vez em 2021, quando foi confundido com um estudante devido ao seu estilo pouco cuidado e cabelo despenteado.

Wei é conhecido no campus por ser introvertido e ter sempre consigo um saco de pães cozidos no vapor e uma enorme garrafa de água. Uma entrevista constrangedora sua tornou-se viral e o professor acabou por ganhar a insultuosa alcunha de “professor de matemática mais feio” de Peking.

Uma campanha online também se dedicou à oferta de novas garrafas de água a Wei depois se reparar que a que tinha já era antiga. “Uma amigo enviou-me uma, alguns desconhecidos de fora da cidade também me enviaram algumas garrafas. Mas estou preocupado com o problema da oferta de presentes e como afeta a ética do meu ensino”, revelou Wei.

O génio da matemática também venceu duas medalhas de ouro consecutivas nas olimpíadas internacionais enquanto estudava e ingressou na Universidade de Peking sem ter de fazer o gaokao, o exame geral exigido para a entrada no ensino superior na China, devido à sua queda para as contas e os números.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.