Genética ajuda a desvendar o mistério dos “dois irmãos” egípcios com 4000 anos

Manchester Museum / The University of Manchester

Os “dois irmãos”, as duas múmias mais antigas e mais conhecidas do Museu de Manchester, no Reino Unido.

Graças a técnicas avançadas de sequenciamento genético, investigadores da Universidade de Manchester, no Reino Unido, descobriram que os famosos “dois irmãos” egípcios, duas múmias com 4000 anos, eram, na verdade, meio-irmãos.

O túmulo com as duas múmias foi encontrado por arqueólogos da Escola Britânica de Arqueologia em Deir-Rifeh, localidade situada a alguns quilómetros do Cairo, no Egipto, em 1907. Datando de cerca de 1800 antes de Cristo, foram identificadas como as múmias de dois homens da elite egípcia, mais precisamente Khnum-nakht e Nakht-ankh.

Ao longo dos anos, a descoberta foi alvo de muitas especulações. Após a análise às inscrições hieroglíficas dos dois caixões, sugeriu-se que os dois seriam filhos de um governador local e que teriam mães com o mesmo nome, Khnum-aa. E foi assim que as múmias ficaram conhecidas como “Os dois irmãos”, explica a Universidade de Manchester em comunicado.

Mas uma nova análise efectuada em 1908, concluiu que “as morfologias dos dois esqueletos eram bastante diferentes”, o que dava a entender que não teriam qualquer relação familiar, refere a instituição de ensino.

Depois, ainda apareceu a ideia de que um dos irmãos seria adoptado. E só as técnicas de sequenciação genética mais avançada permitiram desfazer o mistério, segundo o artigo científico sobre a investigação, publicado no Journal of Archaeological Science.

Em 2015, investigadores da Universidade de Manchester, liderados por Konstantina Drosou, da Escola de Ciências da Terra e do Ambiente, extraíram ADN dos dentes dos “dois irmãos”.

A “captura de hibridação das fracções mitocondriais e do cromossoma Y, sequenciadas por um método de próxima geração”, mostraram que os dois “pertenciam ao haplótipo mitocondrial M1a1”, o que significa que teriam “uma relação maternal”, afiançam os investigadores.

“As sequências do cromossoma Y eram menos completas, mas mostraram variações entre as duas múmias, indicando que Nakht-Ankh e Khnum-Nakht tinham pais diferentes e que, por isso, eram, muito provavelmente, meios-irmãos”, salientam ainda.

“Foi uma longa e exaustiva jornada até chegar aos resultados”, constata Konstantina Drosou, frisando que “são estes momentos que nos fazem acreditar no ADN antigo”.

“Conseguimos acrescentar uma pequena, mas muito importante peça ao grande puzzle da história e estou certo de que os irmãos ficariam muito orgulhosos de nós”, conclui o investigador.

Este foi “um dos primeiros estudos” a utilizar com sucesso “a tipagem de ADN mitocondrial e do cromossoma Y em múmias egípcias”, explica-se no comunicado sobre a pesquisa.

As duas múmias estão em exibição no Museu de Manchester, sendo “as mais antigas e mais conhecidas” da sua colecção egípcia.

SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Luís Filipe Vieira reeleito com 62,59% dos votos

Luís Filipe Vieira foi reeleito para um sexto mandato como presidente do SL Benfica, com 62,59% dos votos dos sócios. Vieira está à frente do emblema da Luz desde 2003. Nem a pandemia travou os sócios …

Sporting 3-1 Gil Vicente | “Pote” de ouro na recta final

Sofrimento e alívio. O Sporting esteve a perder em casa por 1-0 com o Gil Vicente até aos 82 minutos, mas deu a volta ao marcador num curto espaço de tempo, acabando por fixar o …

Descoberto na Austrália recife de coral mais alto do que o Empire State Building

Um novo recife "maciço" de 500 metros foi descoberto na Grande Barreira de Corais da Austrália, tornando-o mais alto do que alguns dos arranha-céus mais altos do mundo. Os cientistas encontraram o recife separado - o …

Encontrados restos de ossos e madeira em pregos que terão sido usados na crucificação de Jesus

Um geólogo israelita analisou pregos supostamente associados à crucificação de Jesus Cristo e descobriu que os objetos contêm traços de osso e madeira. Em 1990, durante a escavação em Jerusalém do túmulo de Caifás, o sumo …

Oreo construiu um "Cofre do Apocalipse" para proteger as suas famosas bolachas

Depois do Svalbard Global Seed Vault, que guarda mais de um milhão de amostras de sementes num bunker, e o Arctic World Archive, que preserva os dados do mundo de hoje, a Oreo criou um "Cofre do …

"O Palmeiras sabe quem é o Abel?" - as dúvidas no Brasil, parte II

Abel Ferreira deverá ser confirmado como novo treinador do Palmeiras nesta sexta-feira. No Brasil voltam a surgir questões sobre as contratações de técnicos estrangeiros. Lembra-se de Marco de Vargas, o jornalista da FOX Brasil que não …

Guru de seita de escravas sexuais condenado a 120 anos de prisão

O guru de uma seita de escravas sexuais, conhecida como NXIVM, foi condenado a 120 anos de prisão. Foi considerado culpado de obrigar mulheres a fazer sexo com ele. Keith Raniere, guru da seita de escravas …

Jogadores do Atlético de Madrid "apanhados" a falar sobre João Félix

Saúl e Oblak elogiaram o jovem português, durante o intervalo da receção ao Salzburgo. Tom diferente teve uma conversa entre jogadores do Real Madrid. João Félix voltou às grandes noites nas competições europeias. Depois de já …

Creches "verdes" na Finlândia mudaram o sistema imunitário das crianças

Um pequeno experimento mostra que brincar numa "pequena floresta" durante apenas um mês pode ser o suficiente para mudar o sistema imunitário de uma criança. De acordo com o site Science Alert, várias creches na Finlândia …

Museus holandeses apertam a segurança após assaltos a objetos nazis

Uniformes da SS, armas de fogo e paraquedas estão entre os objetos nazis que estão a ser roubados de museus de guerra holandeses. De acordo com o jornal The Guardian, museus de guerra por todos os …