Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais – e já podemos ouvir.

O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco de 137 metros foi partilhado na rede social Twitter pelo geoquímico John Higgins. Pode parecer brincadeira, mas há uma boa razão para os sons estranhos – e uma excelente razão pela qual os cientistas estão a fazer buracos com centenas de metros de profundidade na Antártica.

Higgins, professor associado de geociências na Universidade de Princeton, e os colegas estavam na Antártida em busca de núcleos de gelo que podem ter milhares e até milhões de anos de idade. Estas amostras antigas podem fornecer uma riqueza de informações, desde climas até condições atmosféricas. Neste caso, procuravam bolhas de gás presas nos núcleos de gelo, que contêm amostras primitivas de dióxido de carbono, metano e outros gases que podem revelar as condições daquela época.

No ano passado, Higgins fazia parte de uma equipa que descobriu as bolhas de gás mais antigas depois de extrair núcleos de gelo de dois milhões de anos. Recentemente, voltaram a Allan Hills, uma região no final das montanhas transantárticas, famosa pela sua área de “gelo azul” e pela descoberta de meteoritos lunares e marcianos, para colher mais amostras.

Segundo Higgins, a ideia de atirar gelo para o buraco foi de Peter Neff, investigador da Universidade de Washington. De acordo com um comunicado, Neff também estava na Antártida a colher amostras de gelo para estudar o ar antigo e a forma como a atmosfera “se limpa”. Segundo ele, estudar bolhas presas em núcleos de gelo é como olhar para anéis de árvores, podemos construir registos de como era o clima no passado.

No entanto, “quando temos todos estes furos já estudados, já fez toda a Ciência”, disse Neff. “A coisa humana lógica a fazer é atirar um pouco de gelo para o buraco profundo para ver como soa”.

Foi quando lançaram o pedaço de gelo que perceberam que o som se assemelhava a um batalha de armas de laser – e o barulho parecia saído de um filme de ficção científica.

De acordo com o IFLScience, o som distorcido quando o gelo cai relaciona-se com o fenómeno conhecido como Efeito Doppler. Esta é a mudança na frequência e no comprimento de onda causada pela mudança na distância da fonte da onda e do que a observa. Um exemplo disso é a mudança de tom quando um veículo de emergência com uma sirene passa. As ondas sonoras são compactadas à medida que se aproximam e se estendem quando se afastam, diminuindo a frequência e o tom.

“Quando o gelo atinge o fundo do poço, o som não vem apenas para cima – as ondas sonoras começam a ricochetear nas laterais do buraco. É por isso que se ouve este som. Com um tipo de batimento cardíaco depois”, disse Neff.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo?”
    Realmente… eu nem conseguia dormir só de pensar nisso!…
    Ainda bem que está resolvida mais uma questão que tanto procupava a humanidade!…

RESPONDER

Turquia retém avião com ventiladores para Espanha

A ministra das Relações Exteriores de Espanha, Arancha González Laya, disse esta sexta-feira que as autoridades da Turquia retêm em Ancara um avião oriundo da China com ventiladores, para combater a pandemia de covid-19. A ministra …

Arqueólogos revelam condições horríveis de campo de concentração nazi no Reino Unido

Uma equipa de arqueólogos revelou as condições horríveis de um campo de concentração nazi em Alderney, a ilha britânica mais setentrional do Canal da Mancha, onde estavam prisioneiros políticos e trabalhadores forçados durante a Segunda …

Governo quer reabrir ensino secundário a 4 de maio. Telescola deve arrancar depois da Páscoa

O Governo está a preparar a reabertura das escolas apenas para o ensino secundário para 4 de maio. Ainda falta ouvir a Direção-geral da Saúde, os especialistas, o Conselho Nacional de Educação e o Conselho …

“Não há razão para alarme”. Governo quer perdoar penas até dois anos e antecipar liberdade condicional

A proposta de lei do Governo que estabelece um regime excecional para as prisões, no âmbito da pandemia covid-19, já deu entrada na Assembleia da República, podendo ser consultada na página oficial do Parlamento. No diploma, …

O nosso cérebro evoluiu para acumular mantimentos (e julgar os outros por fazer o mesmo)

O nosso cérebro evoluiu de uma forma que, em situações de stress, acumulamos mantimentos e julgamos os outros por fazer exatamente o mesmo. Os media estão repletos de histórias – e a condenação – de pessoas que …

Autarca de Vieira do Minho denuncia: testes estão a ser desviados para Lisboa

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Gerês/Cabreira, Vieira do Minho, detetou 77 infetados pelo novo coronavírus, com os autarcas da área a reclamarem contra a demora na distribuição de testes, disse esta sexta-feira à …

Trump recomenda uso de máscaras (mas recusa-se a usá-las)

Esta sexta-feira, os Estados Unidos tiveram, pelo quarto dia consecutivo, o maior número de mortes em 24 horas, num total de 1.094, e contam com quase 30 mil novos casos. No seu briefing diário, de acordo …

A Antártida já foi uma floresta tropical

A Antártida pode ter sido o lar de ecossistemas quentes e pantanosos cercados por fetos e árvores coníferas há 90 milhões de anos, altura marcada pelo auge dos dinossauros. Uma análise do solo antigo extraído da …

Algumas estrelas têm "veneno" dentro de si (e é por isso que explodem)

Algumas estrelas têm um "veneno" dentro de si: o elemento néon no núcleo das estrelas pode desencadear uma reação química que leva a uma morte definitiva e explosiva. Estrelas menos massivas, como o nosso Sol, expandem-se …

Criada tecnologia que traduz pensamentos diretamente em texto

Uma equipa de investigadores diz ter criado um sistema capaz de traduzir sinais cerebrais diretamente em texto escrito. Este é um passo promissor para que no futuro seja possível escrever num computador apenas com o …