Universidade brasileira cria gelado que reduz efeitos colaterais da quimioterapia

(dr) NSC TV

O gelado está disponível em três sabores: chocolate, morando e limão

Foi criado no Brasil um gelado que ajuda a diminuir os efeitos colaterais da quimioterapia em pacientes com cancro. Desenvolvido por investigadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o gelado tem três sabores: morango, chocolate e limão.

O gelado, que funciona como um complemento alimentar, foi testado durante um ano por pacientes do Hospital Universitário local. A receita leva fruta, azeite de oliva desodorizado, whey protein isolado – que é uma proteína com alto valor biológico – e fibra. Não tem em lactose nem glúten.

A criação foi uma parceria com uma fábrica de Florianópolis, que demorou cerca de seis meses até chegar à fórmula desejada pelos nutricionistas.

“Já fazíamos um gelado muito parecido. O desafio era: introduzir uma gordura de maior valor nutricional que seria o azeite de oliva desodorizado e uma quantidade grande de proteína. Para um gelado, isso é muito difícil”, disse o diretor de desenvolvimento de produtos Marcelo Baracuhy.

Os pacientes aprovam a novidade. “O gelado é delicioso e minimiza os efeitos da quimioterapia”, disse ao G1 a paciente Carol Gilda Martins, que faz tratamento contra um cancro linfático desde março, tendo passado por várias sessões de quimioterapia, fase do tratamento em que os efeitos colaterais são muito comuns.

“Eu tenho mucosite que dificulta na alimentação. Ingerir alimentos quentes ou alimentos muitos grossos é muito difícil para mim”, explica à Globo.

“Este gelado, por ser frio, ajuda a anestesiar a cavidade bucal, que é uma das consequências do tratamento, como a mucosite”, disse a professora Raquel Kuerten de Salles, do departamento de Nutrição da UFSC, uma das nutricionistas responsáveis pela investigação.

“É maravilhoso. Os sabores são todos muito bem escolhidos para não provocar nem um pouco de enjoo”, conclui Raquel Kuerten.

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

    • Caro Eu!,
      O azeite não é feito de “árvore que produz azeitonas”. É feito de azeitonas.
      Em português pt_PT usa-se correctamente a expressão “azeite de oliva”.

      o·li·va
      substantivo feminino
      1. Oliveira.
      2. Azeitona.
      3. Objecto ou adorno em forma de azeitona.
      oliva“, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

      • Ah?!
        Azeitonas são azeitonas; não são olivas!!!
        Já devo ter ido a quase todos os produtores/lagares de azeite de Portugal e NUNCA vi nenhum usar a palavra “oliva”; desafio-os a mostrar um que o faça!

          • Neste caso embora seja produzido em Portugal até pela marca se vê que é para ser comercializado no Brasil.
            No Brasil diz-se azeite de oliva, o texto está correcto e deveriam ter ido por aí e não pelo dicionário, é a minha opinião.

          • Boa!…
            Por acaso até conheço a empresa produtora (Mathias) e esse produto (tal como já refiram no comentário anterior), é um produto de exportação para o mercado brasileiro (o nosso excelente azeite é um dos produtos portugueses mais exportados para o Brasil)!
            Portanto, só vem confirmar o que eu referi anteriormente: em Portugal ninguém usa o nome “azeite de oliva”!!

Ljubomir Stanisic rescindiu contrato “de forma unilateral” com a TVI

A caminho da SIC, o apresentador rescindiu o contrato com a estação de Queluz, avança a TVI. Ljubomir Stanisic tinha contrato até dezembro de 2020. “O Chef Ljubomir Stanisic rescindiu hoje [esta sexta-feira], unilateralmente, o contrato …

Netflix tem uma nova funcionalidade. Os cegos e os surdos agradecem

A nova funcionalidade da Netflix permite alterar a velocidade de reprodução dos seus filmes e séries. Esta é uma novidade bem recebida por espetadores cegos e surdos. A Netflix tem uma nova funcionalidade que permite que …

Cientistas transformam tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade

Uma equipa de investigadores descobriu como converter o pigmento vermelho dos tijolos num plástico condutor de eletricidade. Esse processo permitiu transformar os tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade. Esses supercapacitores de tijolo podem ser …

Primeiro Museu do Godzilla abre no Japão (e os visitantes podem entrar na boca do monstro)

O primeiro Museu do Godzilla do mundo está agora aberto no Japão e tem uma estátua enorme do icónico monstro, em cuja boca se pode entrar de slide. De acordo com a Newsweek, atualmente, os visitantes …

Hubble faz a primeira observação de um eclipse lunar total

Tirando vantagem de um eclipse lunar total, astrónomos usaram o Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA para detetar ozono na atmosfera da Terra. Este método serve como um substituto de como vão observar planetas semelhantes à Terra …

Biden tem 71% de probabilidade de vencer as eleições contra Trump

Joe Biden, candidato democrata à Casa Branca, tem 71% de probabilidade de vencer as eleições presidenciais norte-americanas frente a Donald Trump, o atual Presidente dos Estados Unidos, aponta uma nova sondagem. A pesquisa de opinião, levada …

Barcelona 2-8 Bayern | Atropelamento histórico na Champions

Noite histórica no Estádio da Luz. Em jogo dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, o Bayern goleou o Barcelona por impensáveis 8-2 – com 4-1 em cada uma das metades. Um resultado que se tornou …

Depois das sementes, norte-americanos recebem máscaras, óculos de sol e até meias sujas da China

Vários residentes da Flórida, nos Estados Unidos, receberam pacotes misteriosos da China pelo correio que não tinham encomendado. Desta vez não eram sementes, mas sim máscaras cirúrgicas, óculos de sol e até meias sujas. Em declarações …

Imposto sobre refrigerantes reduziu o seu consumo

O imposto especial sobre as bebidas com maior teor de açúcar levou mais de 40% dos inquiridos num estudo da Universidade Católica esta sexta-feira divulgado a reduzir o seu consumo, comportamento que adotariam também com …

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …