Os gatos não são antissociais. Nós é que somos

Jamie Baker/Flickr

Os gatos têm a fama de serem arrogantes e insensíveis. No entanto, um estudo recente sugere que essas características são totalmente injustificadas: afinal, os antissociais somos nós.

Há quem acredite que os gatos são antissociais e insensíveis, capazes de ignorar as pessoas sem que se sintam culpados por tal ato de malvadez. No entanto, um recente estudo mostrou que, afinal, estes animais só tratam assim quem não lhes dá atenção, fazendo jus ao ditado popular “a vingança é um prato que se serve frio”.

Assim, se o seu gato insiste em ignorá-lo é porque, muito provavelmente, não lhe está a dar a atenção que devia. Por outras palavras, o seu animal de estimação está apenas a exibir o comportamento espelhado do ser humano.

A investigação sobre o comportamento dos felinos foi realizada por cientistas da Universidade do Estado de Oregon, nos Estados Unidos. Nas experiências, os voluntários passaram algum tempo com dois grupos de gatos: o primeiro grupo vivia com os seus donos no conforto do lar, enquanto que o segundo era formado por gatos que viviam em abrigos para animais abandonados.

Kristyn Vitale, principal autora do estudo publicado recentemente na Behavioral Processes, explicou que, em ambos os grupos, os cientistas se aperceberam que os gatos passam muito mais tempo com pessoas que lhes dão atenção do que com pessoas que os ignoram.

O resultado obtido pela equipa de Vitale derruba o mito de que os gatos são animais antissociais e que não retribuem a atenção dos seres humanos. Afinal, a peça mal encaixada do puzzle somos nós, e não estes animais.

Outra curiosidade observada pelos investigadores está relacionada com a carência dos felinos. Os cientistas notaram que os gatos que viviam em abrigos passaram mais tempo com as pessoas que os ignoravam do que os gatos domésticos por estarem muito carentes de atenção.

John Bradshaw, da Universidade de Bristol, no Reino Unido, defende que os gatos são animais muito territorialistas e que podem ter comportamentos diversos dependendo do lugar onde se encontram. Ainda assim, é inegável que a maioria destes felinos é mais amigável do que o que a maioria das pessoas pensa, adianta o IFL Science.

Para Vitale, o principal objetivo deste estudo é derrubar mitos. “A ideia de que os cães são mais sociáveis do que os gatos está muito presente. Mas existem muitas variabilidades nestas duas populações”, aponta a investigadora.

Esta investigação pode não ser suficiente para convencer os amantes de cães, mas parece ser suportada por estudos anteriores que provaram que os gatos preferem passar mais tempo a interagir com humanos do que com brinquedos ou comida.

É certo que cada gato é um gato. Ainda assim, com as evidências científicas a darem um empurrão, é provável que estes felinos percam a reputação de antissociais em breve.

LM, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

É segredo de Estado e custou mais de 100 milhões. "Máquina do Fisco" analisa 600 mil facturas por hora

O sistema informático que sustenta a "máquina do Fisco" já custou ao Estado mais de 100 milhões de euros e é tão secreto que nem a localização física dos servidores que o sustentam é conhecida. …

Empresário alemão investigado por suspeitas de orgias com menores em Cascais

O empresário alemão Matthias Schmelz, representante em Portugal dos aspiradores da marca Rainbow, está a ser investigado por suspeitas de lenocínio e pagar por orgias com menores na sua casa na zona de Cascais, avançou …

A nova fábrica da Tesla não vai ser no Reino Unido por causa do Brexit

O presidente executivo da Tesla admitiu que as incertezas à volta do Brexit tiveram peso na decisão de abrir a primeira fábrica da empresa na Europa antes em Berlim. A Tesla anunciou, esta terça-feira, que vai …

Parlamento debate condenação de comunismo e nazismo

O debate sobre a resolução do Parlamento Europeu que condenou o comunismo e o nazismo chega esta sexta-feira à Assembleia da República, em Lisboa. De acordo com o Observador, de um lado, os partidos mais à …

Mexia não vai deixar que chineses interfiram no plano estratégico da EDP

O presidente da EDP, António Mexia, garantiu que não vai deixar que nenhum acionista impeça o desenvolvimento do plano estratégico da empresa, deixando o aviso à China Three Gorges. Em entrevista concedida ao Jornal Económico, António …

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco "namoradas" e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD quer passar debates quinzenais para mensais (e debate temático com ministros)

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …