Garcia de Orta. Governo admite recorrer a pediatras do privado para assegurar urgência

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos, disse que a falta de médicos pediatras nas urgências do hospital Garcia de Orta “é uma situação que não é possível resolver de um momento para o outro”.

O serviço de urgências pediátricas no hospital Garcia de Orta poderá ser assegurado com médicos do setor privado até que haja uma solução definitiva, adiantou esta terça-feira o Governo, que admite rever o número de urgências pediátricas abertas em Lisboa.

“Poderemos ir buscar médicos pontualmente aos hospitais privados para assegurar o serviço onde há carências no serviço público, até que, naturalmente, haja possibilidade de colmatar essas falhas de forma mais firme e segura, nomeadamente através dos concursos, que também vão abrir, e, naturalmente, o Garcia de Orta terá as vagas necessárias para resolver os seus problemas”, disse aos jornalistas o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos.

O secretário de Estado falava à entrada para a sessão de encerramento da conferência “SNS: O futuro começa hoje!”, que decorreu esta terça-feira na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Francisco Ramos afirmou que a falta de médicos pediatras nas urgências do hospital Garcia de Orta, em Almada, “é uma situação que não é possível resolver de um momento para o outro” e que têm que ser feitos esforços “para que haja soluções a curto prazo”, com a ajuda de outros hospitais públicos e com “a colaboração de entidades privadas”, que, além de hospitais privados, pode passar também pelo setor social, como as misericórdias.

“São essas entidades que estão a ser convocadas, mas o que gostava de assegurar aos portugueses é que tudo será feito para que os serviços continuem a ser prestados e com a qualidade que é devida a todos”, disse.

Questionado sobre o cenário de rever a organização das urgências pediátricas em funcionamento na área metropolitana de Lisboa, o secretário de Estado admitiu que possa haver uma revisão. “Acho que vale a pena questionar se, nomeadamente na cidade de Lisboa, faz sentido ter tantas portas abertas, sobretudo com o rótulo de urgência polivalente, mas esse é um trabalho que, naturalmente, terá que ser feito”, afirmou.

O Hospital Garcia de Orta informou na segunda-feira que a urgência do serviço de pediatria encerraria durante a noite e madrugada, até às 08h30 da manhã desta terça-feira, por “insuficiência de médicos pediatras para cumprir a escala noturna”. Este cenário já tinha acontecido na noite de sábado e na madrugada de domingo.

A falta de pediatras neste hospital já se arrasta há mais de um ano, quando saíram 13 profissionais do serviço, sendo que o lançamento de concursos também não foi suficiente para colmatar a carência porque “ninguém concorreu”, segundo o Sindicato dos Médicos da Zona Sul.

Numa carta enviada ao bastonário dos Médicos no início deste mês, os pediatras deste hospital pediram a intervenção urgente da Ordem na situação do serviço de urgência pediátrica por considerarem que não há condições mínimas de segurança para os doentes em vários momentos.

Miguel Guimarães considerou que o encerramento da urgência pediátrica do Garcia de Orta na noite de sábado representou uma “falência do Ministério da Saúde e do Estado”, que está há meses sem resolver a situação.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cavani: brasileiros com milhões... mas pessimistas

O Grémio estabelece quatro parcerias para contratar o uruguaio. No entanto, a direção do clube não acredita que Cavani se vai mudar para Porto Alegre. "Na vida, se não conversas, nada sabes. Até pode surgir uma …

Ministério da Saúde indiano sem dados sobre médicos que morreram de covid-19. Associação fala em 382 óbitos

Depois de o Ministério da Saúde indiano ter afirmado esta semana que o não dispõe dos dados sobre os profissionais de saúde que morreram devido à covid-19, a Associação Médica do país publicou uma lista …

Chega apresenta proposta que prevê castração química para pedófilos

O projeto de revisão constitucional do Chega, entregue hoje no parlamento, prevê a remoção dos órgãos genitais a criminosos condenados por violação de menores, algo que em si mesmo encerra dúvidas de conformidade com a …

Fluminense: as derrotas pós-Evanilson e as quatro ausências de Fred

O reforço do FC Porto deixou a equipa brasileira que, desde essa transferência, contabiliza mais derrotas do que vitórias. A instabilidade de Fred não ajuda. Portugal continua mais atento ao Flamengo do que ao Fluminense, mesmo …

MP suíço pede 28 meses de prisão para presidente do PSG e 3 anos para Valcke

O Ministério Público suíço pediu, esta terça-feira, uma pena de 28 meses de prisão para Nasser Al-Khelaïfi, presidente do Paris Saint-Germain, e de três anos para Jérôme Valcke, antigo número dois da FIFA. Trata-se dos primeiros …

Empresa japonesa cria lâmpada UV inócua para humanos que inativa coronavírus

Uma empresa japonesa desenvolveu uma lâmpada de radiação ultravioleta que inativa o novo coronavírus, recorrendo a um comprimento de onda que um estudo científico diz ser inócuo para os seres humanos. A lâmpada Care 222 foi …

Trump pede à ONU atribuição de sanções à China por ter "ocultado factos relevantes"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, exortou hoje as Nações Unidas a “pedirem responsabilidades à China” pela sua atuação na fase inicial da expansão da pandemia de covid-19. Na sua intervenção durante o debate geral da …

Há um "clima de medo e insatisfação" nas Forças Armadas, diz Associação de Sargentos

O presidente da Associação Nacional de Sargentos (ANS), Lima Coelho, disse à Rádio Renascença que se vive um "clima de medo e insatisfação nas Forças Armadas", que inclui ameaças, avaliações injustas, demora excessiva das reclamações …

Teletrabalho e questões ambientais são prioridade para o PS no início da sessão legislativa

A líder parlamentar do PS afirma que duas das principais prioridades da sua bancada no início da presente sessão legislativa vão passar pela regulamentação do teletrabalho e pela aprovação de uma lei de bases do …

Justiça alemã abre novo inquérito contra suspeito do desaparecimento de Maddie

A justiça alemã abriu um novo inquérito contra o principal suspeito do desaparecimento de Maddie McCann, relativo à violação de uma jovem irlandesa, em 2004, anunciou, esta terça-feira, o procurador de Brunswick. "Posso confirmar que investigamos …