Galinhas podem ser arma secreta na luta contra a Malária

As galinhas podem vir a desempenhar um papel relevante na luta contra a Malária em África. Uma nova investigação apurou que estas aves funcionam como repelentes dos mosquitos que transmitem a doença.

Esta pesquisa centrou-se no comportamento do género mais resistente dos mosquitos que transmitem a Malária – os Anopheles arabiensis.

Os investigadores recolheram pêlos, lã e penas dos animais de três localidades da Etiópia e identificaram compostos de cheiros únicos de cada animal, averiguando como é que os mosquitos reagiam a esses cheiros.

Assim, descobriram que os mosquitos “preferem fortemente o sangue humano quando procuram um hospedeiro no interior” das casas, enquanto se alimentam “aleatoriamente” de gado, cabras e ovelhas no exterior, explicam no estudo publicado no Malaria Journal.

“Contudo, os Anopheles arabiensis evitam as galinhas, apesar da sua relativa alta abundância”, isto tanto no interior das casas, como no exterior, vincam os cientistas.

Os odorantes das galinhas actuaram como repelentes naturais“, conta o ecologista químico Rickard Ignell, líder do estudo da Universidade de Ciências Agrícolas da Suécia, ao Live Science.

Os cientistas não sabem explicar porque é que isto acontece, mas Ignell especula que o sangue das galinhas pode ser “pobre em nutrientes ou ser difícil para os insectos digeri-lo”.

Outra hipótese é que, como as aves são uma ameaça para os insectos, eles evoluíram de forma a evitá-las, explica o mesmo investigador.

Estudos anteriores já tinham descoberto que estes mosquitos, que usam o cheiro para detectar os seus hospedeiros, evitam os pássaros.

O que é certo é que esta investigação pode ajudar a desenvolver um novo repelente natural que, combinado com outras formas de protecção, como redes mosquiteiras, dará um forte contributo na protecção contra a malária.

“Há uma terrível necessidade de identificar novos repelentes de mosquitos a que os insectos tenham menos probabilidades de desenvolver resistências. Usar repelentes naturais e ecológicos relevantes é, provavelmente, melhor opção do que desenvolver novos repelentes sintéticos, onde muitas vezes não sabemos como funcionam”, destaca Ignell ao Live Science.

Em 2015, registaram-se 214 milhões de casos de Malária, 88% dos quais na África sub-sariana, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde.

SV, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Remodelação à vista (com saídas e trocas de pastas por "um Governo de combate")

O Governo de António Costa tem pela frente um mês de Julho decisivo que ficará marcado pela chegada dos fundos da bazuca europeia. E há dirigentes socialistas que acreditam que o primeiro-ministro deve aproveitar a …

Líderes da UE alertam Londres para respeitar acordo do Brexit

Os líderes da União Europeia (UE) alertaram o Governo britânico, este sábado, que os dois lados devem implementar o acordo do Brexit, numa reunião com o primeiro-ministro britânico à margem da cimeira do G7. A presidente …

Variante Delta está a crescer em Portugal. Lisboa e Vale do Tejo é a região mais afetada

As autoridades de saúde confirmam que já foi detetada, em Portugal, a transmissão comunitária da variante Delta do novo coronavírus. Esse cenário estará a ser mais evidente na região de Lisboa e Vale do Tejo. "Até …

Vírgula permite aos deputados receberem abono de exclusividade mesmo mantendo cargos em empresas

Um parecer da Comissão de Transparência permite aos deputados acumularem funções em empresas enquanto recebem o subsídio de exclusividade na Assembleia da República. Tudo por culpa de uma vírgula que desperta interpretações diversas. A situação é …

Grupo Espírito Santo só tem verbas para pagar 2,6% das dívidas

Os credores reclamam 11,5 mil milhões de euros em dívida, mas o império Espírito Santo só tem cerca de 300 milhões de euros. De acordo com o semanário Expresso, aquilo que resta do império Espírito Santo …

CTT reclamam dívidas de 67 milhões ao Estado

Os CTT iniciaram um processo de arbitragem contra o Estado, reclamando um total de 67 milhões de euros em compensações pelo impacto da pandemia de covid-19 e pela extensão unilateral do contrato de concessão. "Os CTT …

O candidato de Costa ao Porto só durou 24 horas (e a "asneira" pode sair-lhe cara)

Está lançada a confusão no PS Porto com a escolha do candidato do partido às próximas eleições autárquicas. O secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro, não resistiu às reacções negativas à sua escolha para …

Mourinho Félix ao ataque. BdP "subjugou-se" à ex-ministra das Finanças

O antigo secretário de Estado Adjunto e das Finanças criticou, esta sexta-feira, a "falha grave" do Banco de Portugal (BdP) ao se ter subjugado à antiga ministra das Finanças quanto à capitalização inicial do Novo …

Castillo obtém a maioria dos votos nas Presidenciais peruanas

Pedro Castillo obteve a maioria dos votos nas eleições presidenciais de domingo no Peru, com 50,168% dos votos, restando apenas 0,328% para contar, uma distância que a sua rival, Keiko Fujimori, não será capaz de …

Câmara de Lisboa arrisca multa de 80 milhões devido à partilha de dados

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) terá cometido quatro violações à lei da Proteção de Dados, puníveis cada uma com uma coima até aos 20 milhões de euros. Em declarações ao jornal Público, Elsa Veloso, advogada …