Furacão Matthew já provocou 25 mortos e avança para os EUA

O furacão Matthew, considerado o mais intenso a atingir as Caraíbas na última década, já provocou 25 mortos ao passar por Cuba, República Dominicana, pelo Haiti e pelas Bahamas – e agora segue em direção à Florida, nos Estados Unidos.

Devido aos temporais provocados pelo furacão, pelo menos 21 pessoas morreram no Haiti, e o país suspendeu as eleições presidenciais marcadas para o próximo domingo.

Matthew atingiu o Haiti e o território cubano na última terça-feira, com ventos de 230 quilómetros por hora, devastando cidades e áreas de cultivo.

Entretanto, o furacão já atingiu as Bahamas com ventos de 208 km/h e segue em direção à Florida – podendo alcançar ventos entre 210 e 249 quilómetros por hora.

O presidente norte-americano, Barack Obama, disse, esta quinta-feira, que a situação é “séria” e recomendou que todas as áreas sejam “evacuadas sem hesitação”.

Segundo o Centro Nacional de Furacões de Miami, o furacão pode passar à categoria 4, quando se aproximar da costa norte-americana – o que significa que a força dos ventos poderá chegar aos 250 quilómetros por hora.

O governador da Florida, Rick Scott, disse que o Matthew pode ser o furacão mais destrutivo no estado desde a passagem do furacão Andrew, em 1992.

Antes de ordenar o deslocamento, os estados da Florida, da Geórgia, da Carolina do Sul e da Carolina do Norte decretaram estado de emergência.

As aulas foram suspensas em várias localidades dos Estados Unidos e cerca de 2 milhões de pessoas que moram no litoral da Florida, da Carolina do Sul e da Geórgia já estão a deslocar-se para o interior do país.

Nestes locais, o trânsito está bastante condicionado e alguns postos de gasolina tiveram de encerrar por falta de combustível devido à grande procura.

Numa preparação para a chegada do furacão aos EUA, o serviço norte-americano de meteorologia alertou a população para a possibilidade de “perdas de vida” e “imenso sofrimento humano” para quem não tomar as medidas de precaução sugeridas pelas autoridades.

O serviço de meteorologia também advertiu para o risco de danos em residências e em prédios públicos e informou que alguns locais poderão ficar “inabitáveis durante várias semanas”.

Este é considerado o furacão mais poderoso formado no oceano Atlântico desde 2007.

ZAP / Ciberia

PARTILHAR

RESPONDER

Governo flexibiliza prescrição eletrónica de medicamentos

Esta quinta-feira, foi publicado em Diário da República o decreto-lei que cria o regime excecional de prescrição eletrónica de medicamentos durante o estado de emergência. O Governo criou um regime excecional de prescrição eletrónica de …

Médicos imigrantes impedidos de ajudar a combater o coronavírus nos EUA

Devido às regras dos vistos, muitos médicos imigrantes estão a ser proibidos de ajudar a combater a pandemia de covid-19 fora do hospital em que trabalham. Os Estados Unidos continuam a sentir em força as consequências …

Espanha insiste em emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo"

A ministra da Economia espanhola diz que o acordo alcançado pelo Eurogrupo "fazia falta", mas insiste que haja emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo". O Parlamento espanhol aprovou, entretanto, a renovação do estado …

Hyundai apresenta conceito de novo elétrico conduzido com joysticks

A Hyundai apresentou o conceito para um novo veículo, chamado Prophecy. O carro elétrico não é guiado pelo tradicional volante, mas sim por dois joysticks. As feiras automóveis estão todas interrompidas devido à pandemia de covid-19, …

Hospital da Cruz Vermelha excluído da rede de combate à pandemia

O Hospital da Cruz Vermelha não vai integrar a "rede covid", criada em resposta à pandemia do novo coronavírus, anunciou esta quinta-feira o executivo, realçando que esta decisão é tomada porque, face à situação atual, …

Coronavírus. Luvas de látex são perigosas quando não utilizadas corretamente

Quase como acontece com as máscaras, caso não sejam utilizadas corretamente, as luvas descartáveis de látex podem ser perigosas, ajudando a disseminar mais facilmente o vírus. A pandemia de covid-19 despertou grande interesse de como as …

Bloco de Esquerda "não vai aceitar austeridade" no pós-pandemia

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda diz que "não vai aceitar austeridade" em 2021, após a pandemia da covid-19, e garantiu que, pelo seu partido, "não faltará maioria" para ajudar Portugal a sair de …

Em Canonica d'Adda, homens e mulheres têm dias diferentes para ir às compras

A presidente da câmara de uma pequena cidade da Lombardia, Canonica d'Adda, em Itália, decidiu que homens e mulheres terão dias diferentes para fazer compras, visando limitar a multidão nas lojas e lutar contra a …

Linhas de crédito alargadas a todos os setores de atividade

O Governo alargou os apoios "à globalidade do tecido empresarial", nomeadamente aos setores do comércio e serviços, dos transportes, do imobiliário, da construção, indústrias extrativas e transformadoras. As linhas de crédito lançadas pelo Governo para apoiar …

Rui Rio: PSD não está a cooperar com o PS, mas com o Governo em nome de Portugal

O presidente do PSD, Rui Rio, afirmou esta quinta-feira que não está a cooperar com o PS, mas com o Governo de Portugal na crise da pandemia, esclarecendo que aquilo que defende é uma lógica …