Pneumologistas alemães afirmam que o fumo do gasóleo “não causa uma única morte”

Mais de 100 médicos alemães da área da pneumologia assinaram um documento que põe em causa os alegados riscos para a saúde provocados ​​pelo fumo causado pelo gasóleo, onde defendem que o limite atual de dióxido de nitrogénio (NO2) e as partículas de poeira existentes no fumo “não causam uma única morte”.

Segundo avançou o Observador, na terça-feira, um dos pneumologistas em causa é ex-presidente da Sociedade de Pneumologia Alemã Dieter Köhler, para quem a maioria dos estudos sobre os perigos causados ​​pelas emissões de gasóleo “são questionáveis”.

Essa mesma organização emitiu, no final de novembro do ano passado, um comunicado onde alertava para os riscos que as partículas de NO2 representam para a saúde. Os avisos baseavam-se em pesquisas do Instituto Helmholtz de Medicina Ambiental, que assegura que o dióxido de carbono (CO2) causa “invariavelmente grandes riscos para a saúde, mesmo que concentrado em doses relativamente baixas”.

Numa entrevista recente a uma rádio alemã, Dieter Köhler contrariou a posição atual da sua antiga organização, referindo que “o limite atual de NO2 e poeira de partículas é completamente inofensivo e não causa uma única morte“.

Esta tomada de posição dos parte dos especialistas que redigiram o documento ganha uma relevância particular depois de se ter instalado um debate sobre o tema na Alemanha, com a cidade de Hamburgo no epicentro da discussão, devido a ter aprovado legislação que proíbe a circulação de veículos a gasóleo anteriores a 1998, lê-se no Observador.

O documento destes especialistas alemães, continua o artigo, pode ser “mais um argumento para um debate que acontece agora um pouco por toda a Europa”.

No seguimento da medida tomada por Hamburgo, a cidade de Estugarda adotou uma regra semelhante, promovendo a utilização de carros amigos do ambiente, penalizando aqueles que utilizem os carros a diesel e impedindo a circulação dos mais antigos.

Esta medida, contudo, não é apoiada por todos. O médico-diretor da Cruz Vermelha de Estugarda, Martin Hetzel, partilha da opinião de Köhler: “No hospital, nunca se vêem doentes com problemas do pulmão ou do coração causadas por poeiras ou por NO2. Não é plausível que estejam a causar os danos para saúde que têm sido publicados ultimamente”.

De acordo com a TVI24, a ministra do Ambiente alemã, Svenja Schulze, indicou que o documento não traz “nada que realmente mostre novas descobertas”. A mesma terá alertado o titular da pasta dos Transportes, Andreas Scheuer, que aplaudiu a documento dos pneumologistas.

Segundo a ministra do Ambiente, Dieter Köhler não apresentou novas respostas científicas que mostrem que poluentes como o dióxido de nitrogénio não prejudicam a saúde, tendo apenas negado as descobertas existentes. Ao Berliner Morgenpost, Svenja Schulze indicou que “os factos estão a ser distorcidos” e que “as incertezas não devem ser base para políticas irresponsáveis”.

O porta-voz do governo alemão, Steffen Seibert, disse esta segunda-feira que o executivo vai procurar esclarecimentos científicos para os factos defendidos pelos pneumologistas.

Em Portugal também há polémica. Na segunda-feira, o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, disse ao Jornal de Negócios e à Antena 1 que “é muito evidente que quem comprar um carro diesel muito provavelmente daqui a quatro ou cinco anos não vai ter grande valor na sua troca”.

De acordo com o Observador, a “frase não caiu bem no setor automóvel mas agradou aos ambientalistas”. A Associação Automóvel de Portugal (ACAP) falou de uma tirada “infeliz” do governante, ao passo que a associação ZERO apoiou a visão de Matos Fernandes.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Google impediu acidentalmente a venda de uma antiguidade roubada

No início deste mês, uma tentativa de contrabandear uma antiga pedra esculpida foi frustrada por uma simples busca no Google. O funcionário da alfândega em Heathrow achou que a alegação era suspeita. O contrabandista escreveu num …

Exposição de Joana Vasconcelos em Bilbau foi a 13.ª mais vista no mundo em 2018

A mostra de Joana Vasconcelos, atualmente patente no Museu de Serralves, foi vista em Bilbao por cerca de 649 mil pessoas - uma média de 5.600 por dia. A exposição I'm Your Mirror, de Joana Vasconcelos, …

O melhor professor do mundo é queniano e doa 80% do seu salário

Peter Tabichi é queniano, tem 36 anos e doa 80% do salário para desenvolver a sua comunidade local, numa remota vila no Quénia. Este domingo foi eleito, no Dubai, o melhor professor do mundo. Em Pwani, …

Pentágono autoriza mil milhões de dólares para construção de muro de Trump

O secretário da Defesa interino norte-americano, Patrick Shanahan, anunciou na segunda-feira o desbloqueio de mil milhões de dólares para a construção de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México. Shanahan “autorizou o …

Advogados de Rui Pinto recorrem da prisão preventiva

Os advogados de Rui Pinto, colaborador do "Football Leaks", confirmaram esta segunda-feira que vão recorrer da medida de prisão preventiva aplicada sexta-feira ao seu cliente pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. A decisão de recorrer …

Se a corrida continuar a três, McLaren ameaça deixar a Fórmula 1

A McLaren, a segunda equipa mais antiga da Fórmula 1, ameaça desistir da modalidade caso os regulamentos elaborados para 2021 não a tornem numa competição justa. A visão da Fórmula 1, a modalidade de automobilismo mais …

México quer que rei da Espanha peça perdão pela conquista colonial

Obrador diz que esta é a única forma possível de obter a reconciliação plena entre os países. O pedido foi feito por carta. O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, anunciou ter enviado uma carta ao …

"O Vieira pediu-me para dar uma coça a Francisco J. Marques"

Vítor Catão, diretor desportivo do S. Pedro da Cova, afirmou que o Benfica, através do seu presidente Luís Filipe Vieira, lhe deu 200 mil euros para colocar uma "lapa" no carro de Pinto da Costa, …

"Governo saudita deu a ordem" para matar Khashoggi

Em entrevista ao El Mundo, a namorada do jornalista saudita Jamal Khashoggi afirma que a ordem que determinou a sua morte foi dada pelo Governo da Arábia Saudita. Em entrevista ao diário espanhol El Mundo, a …

Já há água, eletricidade e estradas abertas na cidade da Beira

Começam a ver-se pequenos avanços na Beira, em Moçambique, que inicia o lento caminho da reconstrução, após a passagem do ciclone Idai, que matou pelo menos 446 pessoas e destruiu cerca de 90% dos edifícios …