Após anúncio de Macron, franceses agendam vacinação em números recorde

Ludovic Marin / EPA

O Presidente de França, Emmanuel Macron

Sites para agendamento de vacinação registaram um pico de acessos, com os responsáveis a avançar com o número de 20 mil marcações por minuto. Estima-se que nas horas que se seguiram ao anúncio, cerca de 926 mil pessoas — a maioria com menos de 35 anos — tenham garantido a sua marcação.

Após o anúncio de Emmanuel Macron de que as pessoas não vacinadas contra a covid-19 poderiam ser proibidas de entrar em cafés, restaurantes, centros comerciais ou comboios já a partir deste mês, os franceses acederam em massa aos sites que permitem o auto-agendamento a marcação para a toma das vacinas.

Segundo Stanislas Niox-Chateau, diretor do Doctolib, o principal site de marcações médicas do país, mais de 20 mil franceses por minuto agendaram a sua marcação. “Quebramos todos os recordes estabelecidos desde o início da campanha de vacinação, sendo que o fenómeno continuou durante a noite e a manhã de hoje.”

O representante do site revelou ainda que, no total, 926 mil pessoas — a maioria com menos de 35 anos — fizeram a sua marcação desde a declaração do presidente da República francesa. Numa reação aos números, o ministro da Saúde gaulês, Olivier Véran, afirmou que o pico de agendamentos significa que “milhares de vidas foram salvas”.

De acordo com as declarações de Emmanuel Macron, a partir de 21 de Julho, qualquer pessoa que deseje frequentar teatros, cinemas, eventos desportivos ou festivais com mais de 50 pessoas no público terá de apresentar um comprovativo que ateste a sua vacinação completa ou um teste negativo — à semelhança do que acontece em Portugal aos fins de semana.

A partir de 1 de Agosto, a medida passará a abranger bares, cafés, restaurantes, centros comerciais, hospitais, viagens de comboio de longa distância e aviões. Paralelamente, o governo deixará de disponibilizar testes gratuitos à covid-19, como forma de incentivar a vacinação.

A reação dos proprietários de cinemas e restaurantes foi, genericamente, positiva, apesar das dúvidas relacionadas com a aplicação prática das medidas. Marc-Olivier Sebbag, da associação de proprietários de cinemas franceses, revelou que os seus membros “apoiaram a ideia”, apesar de ainda terem dúvidas relacionadas a “organização”, cita o The Guardian. “É suposto verificarmos se os comprovativos são verdadeiros?”, questionou.

Estima-se que 22,4 milhões de pessoas tenham assistido à declaração oficial de Emmanuel Macron, na qual o chefe de Estado anunciou que a vacinação contra a covid-19 passaria a ser obrigatória para todos os trabalhadores do setor da saúde e de cuidadores de pessoas mais vulneráveis — com sanções previstas para aqueles que violem as regras.

Segundo Olivier Véran, o número de infeções em França está a duplicar a cada cinco dias, sendo “obrigação do Governo proteger toda a população”. Como tal, “escolha seria entre um novo confinamento ou o comprovativo de saúde — não se trata de castigos ou chantagem”.

Ao contrário do que acontece em Portugal, as esplanadas e terraços dos cafés e restaurantes também estão abrangidos pelas novas regras, que foram bem recebidas pelo diretor dos hospitais de Paris. Em entrevista à rádio pública francesa, Martin Hirsch mostrou-se “muito aliviado” com as medidas, revelando que nenhum dos doentes internados atualmente nos cuidados intensivos da região estava totalmente vacinado.

O The Guardian noticia que cerca de 35,5 milhões de pessoas estão inoculadas com uma dose da vacina contra a covid-19, um pouco mais de metade, enquanto que apenas 37% da população está totalmente imunizada — números que provam que França tem das maiores taxas de ceticismo em relação às vacinas dentro dos países europeus.

É que apesar da relutância dos franceses em vacinar-se ter diminuído ao longo da pandemia, os números mais recentes de administração de vacinas revelam que o número de primeiras doses administradas têm vindo a descer.

ARM, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Oito mortes e 891 casos de covid-19. Internamentos e incidência continuam a descer

Portugal registou, esta terça-feira, 891 novos casos e oito mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

A máscara de Marcos Rojo deixou uma criança a chorar

Imagem impressionante, na véspera de um jogo do Boca Juniors. Adaptando a ideia da publicação que será reproduzida mais abaixo, o futebol não é só uma bola a circular num relvado entre 22 jogadores. O futebol …

Erupção do vulcão nas Canárias pode durar até 84 dias

A erupção vulcânica de Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma pode durar entre 24 e 84 dias, com uma média geométrica de cerca de 55 dias, segundo cálculos do Instituto Vulcanológico das Ilhas …

PCP insiste que Governo vá “mais longe” e baixe o preço da energia

O PCP insistiu esta terça-feira que o Governo não se deve ficar pelo “não aumento” dos preços da energia, mas sim ir “mais longe”, intervindo para baixar estes valores, apontando que o executivo tem instrumentos …

Amnistia Internacional acusa farmacêuticas de recusar aumento da oferta de vacinas

Quando faltam 100 dias para o fim de 2021, a organização não governamental apela às farmacêuticas que forneçam dois mil milhões de vacinas a 82 países com rendimento baixos e médio-baixos, no sentido de se …

Lituânia avisa cidadãos para não comprarem telemóveis chineses devido à censura dos dispositivos

A tensão continua a aumentar entre a Lituânia e a China. O país europeu está agora a recomendar aos cidadãos que não comprem telemóveis chineses porque os dispositivos censuram alguns termos. O Ministério da Defesa da …

Talibã nomeiam enviado afegão para a ONU - e pedem para falar com líderes mundiais

Os talibã pediram para falar com os líderes na Assembleia Geral das Nações Unidas, a acontecer esta semana em Nova Iorque, e nomearam o seu porta-voz, Suhail Shaheen, a viver em Doha, como embaixador na …

"Erros" no currículo. Raquel Varela perdeu "apoio" para bolsa de 4 mil euros e leva caso a tribunal

A investigadora Raquel Varela está envolvida numa polémica depois de ter perdido o apoio do Instituto de História Contemporânea, no âmbito de um concurso a fundos públicos, devido a alegados "erros" no currículo. A notícia …

Nem com a maternidade o PS segura Coimbra. Sondagem dá vantagem ao PSD, numa corrida apertada

Na semana das autárquicas, uma sondagem aponta para que o PSD consiga roubar a Câmara de Coimbra ao PS, apesar da corrida estar apertada. A corrida autárquica em Coimbra tem sido uma das mais quentes da …

Após gestos obscenos, ministro da saúde brasileiro testa positivo à covid-19 em Nova Iorque

Governante brasileiro ficará em isolamento em Nova Iorque, enquanto a restante comitiva continua com as reuniões bilaterais. Perante a notícia divulgada pelo governo brasileiro, espera-se, agora, uma reação dos porta-vozes dos países cujos líderes se …