França proíbe manifestação sindical pela primeira vez desde 1958

Jeremy Lempin / EPA

Manifestantes em Paris, França, em confrontos com a polícia anti-motim na sequência de protestos contra a lei El Khomri

O Governo francês proibiu esta quarta-feira uma manifestação sindical contra a reforma da legislação laboral marcada para quinta-feira em Paris, argumentando que pretende evitar a repetição de atos de violência.

Trata-se da primeira vez que uma manifestação organizada por sindicatos é proibida desde 1958 e acontece depois de sete estruturas sindicais terem recusado a proposta das autoridades, que pretendiam uma concentração sem a realização de um desfile de protesto pelas ruas da capital.

“Considero que não há outra escolha a não ser a interdição da manifestação”, disse o representante da Prefeitura de Paris, através de um comunicado.

Entretanto, dirigentes das centrais sindicais da CGT e FO criticaram o facto de o Ministério do Interior ter aceitado de forma imediata a decisão da Prefeitura da capital francesa.

A interdição imposta aos sindicatos sobre a manifestação de quinta-feira foi considerada “um erro histórico” pelo deputado socialista Christian Paul, que se tem mostrado frontalmente contra a legislação laboral que o próprio Governo do Partido Socialista quer aprovar.

“Eu considero, e estou a ser muito cuidadoso com as minhas palavras, que é um erro histórico. É a primeira vez, desde 1958, que um Governo – um primeiro-ministro – proíbe uma manifestação organizada por centrais sindicais”, disse Christian Paul à agência noticiosa France Presse.

Logo após o anúncio da interdição, Jean-Claude Mailly, dirigente da CGT, acusou o chefe do executivo Manuel Valls de não respeitar o diálogo com os trabalhadores.

“É um primeiro-ministro fechado no seu próprio autoritarismo”, acusou Mailly, acrescentando que a interdição faz com que a França se venha a juntar ao grupo de países que não respeitam a democracia.

“Manuel Valls é intransigente, ele não quer discutir” nem o texto sobre o protesto nem sequer o percurso da manifestação, disse o líder da central sindical FO, referindo-se ao que considerou o “aumento de um autoritarismo inacreditável” por parte do Governo.

Reforma laboral

Os sindicatos contestam, desde março, o projeto de reforma da lei laboral, que, segundo afirmam, vai transformar o desemprego num “problema endémico”, em França.

Os detratores da proposta governamental, que é apresentada como favorável à flexibilização do mercado laboral, encaram a nova lei como um instrumento “demasiado liberal” e que vai promover ainda mais a precariedade salarial no país.

Dezenas de manifestações têm sido organizadas desde março em várias cidades francesas, algumas das quais marcadas por confrontos com a polícia.

A interdição imposta contra a manifestação que foi agendada para quinta-feira pelos sindicatos está a agitar a atualidade política francesa.

Mais de 130 mil pessoas assinaram nas últimas horas uma petição que foi difundida através da Internet e que tem como título: “Eu não vou respeitar a proibição de me manifestar”.

Apesar do que possa acontecer na quinta-feira em Paris, os sindicatos já convocaram outro protesto para a próxima terça-feira, dia 28 de junho, na capital.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Depois do "selo Brexit", os correios da Áustria emitem o "selo corona" impresso em papel higiénico

O serviço postal da Áustria uniu dois pontos da pandemia do novo coronavírus ao criar um selo impresso em papel higiénico que, segundo os correios, as pessoas também podem, a qualquer momento, usar para ajudar …

A Moog celebra os 100 anos do Theremin com um novo instrumento: o Claravox Centennial

Este ano marca o 100º aniversário do Theremin - um dos primeiros instrumentos musicais completamente eletrónicos, controlado sem qualquer contacto físico pelo músico. Para celebrar vai ser lançado o Claravox Centennial. Foi em 1920 que Leon Theremin, …

Depósito inexplorado na Sibéria tem uma das maiores reservas de ouro do mundo

O maior produtor de ouro da Rússia, PJSC Polyus, anunciou esta semana que o seu depósito inexplorado em Sukhoi Log, na região siberiana de Irkutsk, possui uma das maiores reservas mundiais deste metal preciosos. De …

Os novos iPhones não trazem carregador. Apple poupa muito nos custos, mas não no ambiente

A Apple decidiu vender os seus novos iPhones sem carregador ou auscultadores, alegando que a alteração tem em conta o ambiente, uma vez que serão utilizados menos produtos na embalagem dos telemóveis, mas os especialistas …

Caça ao tesouro secular. Lendária ilha pode esconder Santo Graal, manuscritos de Shakespeare e jóias reais

Perto da Nova Escócia, no Canadá, há uma lendária ilha com misteriosos túneis e estranho artefactos. Há quem acredite que esconde o Santo Graal, os manuscritos de Shakespeare e um tesouro de um capitão. Porém, …

Aprender "baleiês" pode evitar choque de navios com o animal

Uma equipa de cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, tem uma nova ideia para salvar as baleias-azuis em migração das colisões com navios. Durante a época de migração das baleias-azuis, os animais enfrentam sérios …

Afinal, os carros elétricos não são a melhor resposta para combater as alterações climáticas

Os carros elétricos, surgem como alternativas mais sustentáveis aos veículos a gasolina ou gasóleo, podem não ser a melhor forma de combater as alterações climáticas no âmbito dos transportes, de acordo com um novo estudo. …

Seria Jesus um mágico? Há arte romana que parece sugerir que sim

Em alguma arte antiga, Jesus é retratado a fazer milagres com algo na mão que parece ser uma varinha. Investigadores sugerem que se trata de um cajado, que era usado como símbolo de poder. Segundo a …

Nem todos os clubes estão a afundar – alguns estão a prosperar durante a pandemia

Nem todos os clubes estão a sofrer às mãos desta pandemia de covid-19. Alguns deles têm conseguido bons resultados financeiros apesar da crise. A covid-19 provou ser um adversário devastador para o desporto profissional em todo …

Kibus: o aparelho que vai revolucionar a forma como os nossos cães se alimentam

Ter cães como melhores amigos pode ser muito benéfico, mas também traz a sua dose de trabalho e responsabilidades. Levar ao veterinário, dar banho, levar a passear, brincar, dar de comer... No fundo é como …