Fotografia da NASA mostra a verdadeira distância entre a Terra e a Lua

NASA / Goddard / University of Arizona

Foto captada pela sonda OSIRIS-REx mostra a distância de 384.400 quilómetros entre a Terra e a Lua

A sonda OSIRIS-REx da NASA, parte da missão de ciência planetária que partiu da Terra em setembro de 2016 para recolher informações sobre o asteróide 101955 Bennu, registou uma bela imagem da Terra e da Lua no dia 2 de outubro de 2017.

A imagem mostra a distância de 384.400 quilómetros entre o planeta e o satélite. A sonda deve regressar à Terra em 2023 e vai trazer amostras que permitirão aos cientistas entender o que aconteceu antes da formação e evolução do Sistema Solar.

“No mais alto nível filosófico, a missão do OSIRIS-REx é entender de onde viemos, já que os asteróides são reminescentes da formação do nosso Sistema Solar”, pode ler-se no site do NASA Earth Observatory. “Mas enquanto a sonda pode contar-nos algumas coisas sobre onde nós estivemos e para onde estamos a ir, também pode lembrar-nos de onde estamos neste momento”.

A fotografia foi feita com o instrumento MapCam quando a sonda estava a cerca de 5,12 milhões de quilómetros da Terra e a 5,42 milhões de quilómetros da Lua. O nosso satélite parece estar mais perto da Terra do que realmente está porque os três corpos não formam um triângulo isósceles. Foram feitas três imagens diferentes para formar esta e foi necessário tornar a Lua mais brilhante para que ficasse visível perto da Terra.

Para quem achou o fundo da imagem extremamente escuro, há uma explicação para a ausência de estrelas. Apesar de parecerem brilhantes numa noite sem nuvens, a verdade é que emitem uma luz fraca. Basta lembrar que não conseguimos vê-las durante o dia quando estamos na Terra.

A foto foi tirada pelo lado da Terra em que a luz do Sol batia, por isso, os dois corpos da imagem estão muito claros em comparação com a luz das estrelas.

Atualmente, a sonda OSIRIS-REx está muito longe e chega no mês de agosto ao asteróide 101955 Bennu, que orbita o Sol num caminho que cruza com a órbita da Terra.

PARTILHAR

RESPONDER

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …

Quatro mortos em manifestações na Bolívia. São 23 desde o final de outubro

Comissão Interamericana de Direitos Humanos registou pelo menos 122 feridos desde sexta-feira. Já houve 23 vítimas mortais desde o final de Outubro, início da crise social e política na Bolívia. Quatro pessoas morreram no sábado em …

UE acusada de pagar aos próprios traficantes para travar imigração

A União Europeia conta com um processo no Tribunal Penal Internacional interposto por Omer Shatz e Juan Branco. A UE é acusado de pagar aos próprios traficantes para parar a imigração. Omer Shatz, advogado e professor …

Governo quer ter a primeira refinaria de lítio da Europa

O Governo quer abrir a primeira refinaria de lítio no continente europeu. No entanto, João Galamba refere que tudo depende dos resultados do estudo de impacto ambiental das minas. Sem confirmar que venha a haver minas …

Cientistas desvendam novas pistas sobre o maior macaco que já existiu

O mítico "Bigfoot" é uma criatura lendária mas, durante milhões de anos, o verdadeiro — um símio com o dobro do tamanho de um ser humano adulto — percorreu as florestas do Sudeste Asiático, antes …

Preço do tabaco pode aumentar. Decisão cabe ao Governo

Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um aumento do preço do tabaco, e a decisão depende agora do Governo. Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um …

Derrocada em Borba. Um ano depois, ainda é uma ferida aberta e problemas continuam

Um ano depois do acidente na pedreira de Borba, o sindicato que representa os trabalhadores garante que os perigos persistem, enquanto a associação Assimagra salienta que foi um caso “isolado” e está a avançar com …

Caracóis estão a ficar amarelos para se adaptarem às alterações climáticas

Nas áreas urbanas, os caracóis estão a ficar com as cascas amarelas para se adaptarem às alterações climáticas. Os cientistas vão agora analisar os padrões das penas dos pássaros, para perceberem se também há uma …

Os terrenos contaminados de Fukushima vão tornar-se num centro de "energia verde"

Fukushima, local que sofreu um dos maiores desastres nuclear do mundo, vai reinventar-se e tornar-se num centro de energia renovável. Depois de ser atingido por um terramoto e um tsunami de 15 metros em 2011, três …