Fósseis revelam criatura pré-histórica tão bizarra que parece de outro planeta

Danielle Dufault

A Hallucigenia, uma criatura pré-histórica tão bizarra que parece que veio de outro planeta. Conceito artístico de Danielle Dufault.

Conceito artístico da hallucigenia, uma criatura pré-histórica tão bizarra que parece que veio de outro planeta.

Após a descoberta de novos fósseis no Canadá, os cientistas conseguiram finalmente completar a imagem de um dos animais mais bizarros da natureza.

A Hallucigenia é uma minúscula criatura marinha que viveu há mais de 500 milhões de anos.

Os primeiros fósseis do animal foram descobertos há mais de 100 anos, mas estavam sempre incompletos, sem a cabeça da criatura.

Mas a descoberta recente no Canadá de um conjunto completo de fósseis da criatura revelou pela primeira vez, para surpresa dos investigadores, o estranho rosto da Hallucigenia.

“A sua aparência é totalmente surreal. É como se tivesse vindo de outro planeta“, diz Martin Smith, investigador da Universidade de Cambridge e co-responsável pela investigação.

O estudo, no qual também participaram investigadores do Royal Ontario Museum e da Universidade de Toronto, foi publicado na revista Nature.

Espinhos e garras

A Hallucigenia tem menos de 2 centímetros de comprimento e é mais fina que um fio de cabelo. E, claro, é muito estranha.

Um dos lados do seu corpo em forma de tubo é coberto com vários pares de espinhos, grandes mas flexíveis. Do outro lado do corpo, há garras pegajosas penduradas.

Além disso, as novas descobertas mostraram que a criatura foi desenhada “de pernas para o ar” quando foi descrita pela primeira vez.

“Só recentemente é que descobrimos de que lado ficavam as patas e de que lado eram as costas”, afirma Smith. “Também havia muita confusão sobre o que era a cabeça e o que era cauda.”

Martin R. Smith

Os fósseis encontrados no Canadá têm mais de 500 milhões de anos

Os fósseis encontrados no Canadá têm mais de 500 milhões de anos

Os fósseis recém-descobertos nas Montanhas Rochosas canadianas eram as peças que faltavam neste quebra-cabeças, que tem intrigado os cientistas há mais de 100 anos.

Com os fósseis canadianos, foi possível identificar que a Hallucigenia tinha uma cabeça em forma de colher, além de algumas outras surpresas.

“Quando observámos o fóssil ao microscópio, ficámos encantados por ver não apenas um minúsculo par de olhos, mas também um sorrisinho semicircular, meio descarado“, contou Smith.

“Parecia que o fóssil estava a sorrir para nós, a rir-se dos segredos que esteve a esconder até agora.”

Na boca da criatura, os investigadores encontraram dentes que iam até ao estômago.

Para Xiaoya Ma, investigadora do Museu de História Natural de Londres, esta descoberta vai ajudar a entender os primórdios da evolução, especialmente no período cambriano, de há 542 milhões a 488 milhões de anos atrás.

“Essa descoberta vai ampliar o nosso conhecimentos sobre a evolução primitiva na linha evolucionária que resultou no que hoje conhecemos como vermes-aveludados”, explica Ma

Há indicações de que a hallucigenia será uma forma ancestral do verme-aveludado do filo Onychophora.

Assim, esta descoberta ajuda a esclarecer como é que as criaturas estranhas da pré-história evoluiram para os animais mais “normais” que temos hoje.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

União Europeia favorável a nova extensão do Brexit mas ainda sem resposta para Londres

Os 27 Estados-membros da União Europeia são favoráveis a um novo adiamento do ‘Brexit’, solicitado pelo governo britânico, mas ainda discutem a sua extensão e as conversações prosseguirão no final da semana, revelaram fontes europeias. O …

A maior família do Reino Unido vai crescer. Vem aí o 22º filho

A família Radford, conhecida como a maior do Reino Unido, anunciou através de um vídeo no YouTube que estão à espera do 22.º filho. A família Radford vive em Morecambe, Inglaterra, e anunciou através do seu …

Cientistas testam medicamento que pode revelar-se mais eficaz para tratar gripe

Cientistas testaram em animais um novo medicamento que pode revelar-se mais eficaz no tratamento da gripe, ao induzir mutações genéticas nos vírus que causam a infeção impedindo a sua replicação e a sua atividade, foi …

PSD vai indicar Fernando Negrão para vice-presidente da Assembleia da República

O PSD vai indicar o líder parlamentar cessante Fernando Negrão para vice-presidente da Assembleia da República, disse hoje à Lusa fonte oficial da bancada social-democrata. A mesma fonte indicou que o PSD irá ainda propor como …

Funcionário da Casa Branca que publicou artigo anónimo sobre Trump vai lançar livro "explosivo"

O alto funcionário da Casa Branca que em setembro do ano passado escreveu de forma anónima um artigo de opinião no The New York Times vai lançar um livro no próximo mês. De acordo com o …

Grupos secretos do Facebook prometem falsas curas para cancro e autismo

Uma investigação do Business Insider expôs casos de contas e grupos secretos no Facebook que passam publicitam "medicamentos" e "tratamentos" alternativos que custam milhares de dólares mas que, na verdade, não passam de fraudes. Segundo noticiou …

Ministério repudia agressões nas escolas e fala em casos "residuais"

O Ministério da Educação garante que as situações de violência grave nas escolas são “residuais” e que existe uma tendência de diminuição de casos, repudiando todas as agressões que considera "inaceitáveis seja quem for o …

Surto de anthrax pode ter matado mais de 100 elefantes no Botswana

Um surto de anthrax pode estar na origem da morte de mais de 100 elefantes no Botswana ao longo dos dois últimos meses. Fontes do Governo do Botswana adiantaram, citadas pela Reuters, que "as investigações preliminares …

Nove migrantes encontrados vivos em novo camião no Reino Unido

A polícia britânica encontrou um segundo camião onde viajavam nove migrantes, todos eles vivos. Ainda hoje foi encontrado um camião com 39 pessoas mortas. Horas depois de ter sido encontrado um camião com 39 pessoas mortas, …

Brexit. Primeiro-ministro da Irlanda apoia adiamento até 31 de janeiro

O primeiro-ministro da Irlanda, Leo Varadkar, defendeu esta quarta-feira uma prorrogação da data do 'Brexit' até 31 de janeiro, num telefonema com o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, que já recomendou aos 27 que …