Há uma enorme probabilidade de estarmos sozinhos no Universo

(dr) STScI / NASA / ESA

Há milhares de milhões de galáxias no Universo e cada uma delas contém milhares de milhões de estrelas e muitos milhares de milhões de planetas. Portanto, é comum pensarmos que a existência de outras formas de vida pode ser bastante plausível.

Apesar disso, ainda não foi encontrada nenhuma outra forma de vida no Universo. Este facto levou o astrofísico italiano Enrico Fermi a questiona em 1950 onde estariam todos os seres alienígenas. A teoria, conhecida como Paradoxo de Fermi, ainda não tem solução.

Agora, um grupo de investigadores do Instituto do Futuro da Humanidade da Universidade de Oxford, no Reino Unido, têm procurado responder a esta questão.



Através do uso da famosa Equação de Drake – que tenta prever a possibilidade de civilizações inteligentes existirem no Universo -, os cientistas obtiveram uma probabilidade de outra forma de vida inteligente existir. Os resultados da pesquisa foram disponibilizados em pré-publicação no passado dia 8 de Junho no ARVIX.

“Encontrámos uma probabilidade substancial de estarmos sozinhos na nossa galáxia, e talvez até no nosso universo observável”, escreveram os pesquisadores liderados por Anders Sandberg. “‘Onde estarão?’ – provavelmente extremamente longe, muito além do horizonte cosmológico, impossíveis de alcançar algum dia”.

Os investigadores chegaram a esta conclusão reduzindo ao máximo as incertezas na busca por outras formas de vida, incluindo na pesquisa a “fatorizarão de mecanismos químicos e genéticos plausíveis”, como nota a revista Cosmos.

A equipa observou as correntes científicas de incerteza atuais que produzem valores para fatores na Equação de Drake, analisando depois os resultados.

De acordo com os investigadores, “o problema em ligar números à Equação de Drake, mesmo usando “o melhor palpite”, implica sempre utilizar certezas, resultando em estimativas enganosas“, explicaram à Motherboard.

“Por outro lado, distribuições de probabilidades permitem que o fator da incerteza esteja presente na própria equação”, acrescentaram.

Esta equação, formulada pelo astrónomo americano Frank Drake em 1961, tenta colocar uma estrutura analítica na afirmação de Fermi, estimando o número de civilizações inteligentes que podem existir no Universo, independentemente do facto de não as conseguirmos ver.

Esta operação matemática levou os investigadores a concluir que há uma probabilidade de 53% a 99,6% de estarmos sozinhos na nossa galáxia. E, dentro do Universo observável, as probabilidades variam entre 38% e 85%.

Mas, não podemos perder já as esperanças de encontrar outras formas de vida. Segundo os cientistas, esta conclusão “não significa que estamos sozinhos – na nossa galáxia ou universo -, apenas significa que é cientificamente muito plausível e isso não nos devia surpreender”, concluíram.

Caso nunca consigamos encontrar vida alienígena inteligente, não fique muito chateado. Afinal, as probabilidades nunca estiveram do nosso lado.

ZAP // IFLScience

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Este estudo (bem como o carácter afirmativo do VOSSO título na notícia) só revela a pequenez e egolatria tão abundante no ser humano atual.
    Só para contrastar um pouco, e como sei tanto (ou nada) como os pseudo inteligentes que fizeram o estudo, proponho o meu alternativo título: “A probabilidade de sermos os únicos seres (inteligentes e não inteligentes) no Universo é demasiado absurda”.

  2. Eu vejo a vida na terra como vida inteligente não quer dizer que seja o homem a vida inteligente mas sim toda a vida na terra é vida inteligente,o homem vai ao meio que o rodeia copiar, porque se não fosse a natureza o homem não era nada,é um bom copiador só isso.

  3. Claro que existe !
    As coisas são divulgadas e nem se apercebem.
    Os grandes é que mandão,
    Esses conhecimentos servem para existir novos produtos e mais sofisticados.
    Ontem não havia nada ,, hoje existem milhares de coisas a serem feitas no mundo inteiro sofisticadas.
    Metade é desenvolvida pelo homem e a outra tem de vir de algum lado.
    E digo mais….esse conhecimento extra veio dos estados Unidos .

    • Grande Artur, é assim mesmo…”claro que existe”….agora que o conhecimento extra vem dos Estados Unidos não tenho tanta certeza mas só sei que nada sei…..

  4. Talvez um pouco desfasado no tempo, porque só agora encontrei esta publicação, mas também gostaria de opinar.
    O estudo apontado é muito pertinente e, embora essa eventual realidade fosse deitar por terra um outro universo – o dos negócios associados ao tema – eu acho de uma pequenez também absurda o pensamento de que “imperativamente” tem de haver outras vidas, inteligentes ou não.
    A pequenez só resultante de uma forma de pensamento ligeira e que não se detém perante a infinidade e grandeza dos eventos que foram necessários para que, aqui na Terra se chegasse ao ponto em que estamos.
    De facto é muito mais confortável alimentar a certeza de que tudo é muito simples e que a vida abunda pelo cosmos e que, mais dia menos dia lá virão as grandes naves com tripulações em pele de lagarto e novos conceitos para nos distrair dos nossos erros.

    • Tanta inteligencia rara por aqui que at’e arrepia. Nos humanos crescemos e vivemos copiando e repetindo a vida dos nossos antepassados mais a acumulacao de informacao presente….universo tem forte probabilidade de ser um holograma e nos somos humanos que dependemos da informacao genetica anterior para nos existirmos…o nosso habitat ‘e aqui na terra e nao podemos sair dela senao sofremos destruicao da cadeia de ADN por accao da radiacao, nossos orgaos internos calcificam, nossos ossos perdem massa ossia….resumindo nao podemos viajar em naves nem coisa parecida com as tecnologia actuais… ‘e um facto… nao sobreviveriamos as severas condicoes do espaco…morreriamos em poucos anos… minha humilme sujestao ‘e criar robos inteligentes com autonomia propria para se recriarem no espaco e viajarem em naves ate varios destinos provaveis de existirem vida…
      Ao ZAP uma nota. Muito obrigado a toda a equipe por este canal que atrai cada vez mais curiosos e seguidores dos temas em questao… peco desculpa pela minha escrita, estou fora do pais e com teclado difrente.

  5. Caro John, obrigado pelo seu comentário. O que você disse tem muito fundamento. A sua escrita também está muito bem. A minha posição não é nem podia ser rígida mas, de facto vejo imensas vezes dar-se como certo que o Cosmos esteja repleto de vida como se tudo aparecesse do nada. A vida na Terra dependeu de imensos factores só resultantes de sucessivos acasos, desde a formação do planeta. Repetir uma sucessão idêntica em outros lugares reduz para uma fracção ínfima, a possibilidade de vida para além de nós. Muito mais ainda, de vida inteligente. Somos detentores de um bem raro e temos o dever de estimá-lo pois a existência é efémera e sem hora marcada.

RESPONDER

Programa de computador prevê os gostos de arte das pessoas

Um programa de computador criado por uma equipa de investigadores conseguiu prever com precisão os gostos de arte das pessoas. Gostos não se discutem. Seja a cor preferida, o carro que conduz ou o género de …

Bilardo foi "distraído" para não saber da morte de Maradona

Carlos Bilardo continua sem saber que Diego Maradona morreu. Família tenta proteger saúde do antigo selecionador argentino. Diego Armando Maradona morreu em novembro e Carlos Bilardo continua sem saber desse falecimento. A família tenta proteger a …

Processo de envelhecimento é imparável, revela estudo

Um novo estudo, que envolveu cientistas de 14 países, confirmou que provavelmente não podemos diminuir a velocidade com que envelhecemos, devido a restrições biológicas. A pesquisa, publicada na quarta-feira na Nature Comunications, inclui especialistas da Universidade …

Inglaterra 0-0 Escócia | Nulo total no dérbi britânico

A Inglaterra empatou hoje 0-0 com a Escócia, em jogo da segunda jornada do Grupo D do Euro 2020 de futebol, e desperdiçou a oportunidade de garantir já um lugar nos oitavos de final do …

Infeção pelo coronavírus pode não garantir proteção prolongada, revela estudo

Um novo estudo britânico sugere que uma infeção pelo SARS-CoV-2 não garante que o hospedeiro desenvolva uma resposta imunitária prolongada contra o vírus, sendo a imunidade "altamente variável de pessoa para pessoa". Segundo a pesquisa do …

Ex-ministro da Bolívia planeou um segundo golpe usando mercenários dos EUA

O vazamento de gravações telefónicas e e-mails revelam que um ex-ministro da Defesa boliviano estava a preparar-se para usar tropas estrangeiras para impedir que o partido de esquerda MAS regressasse ao poder. Os documentos e registos …

Espécie rara de orquídea encontrada em telhado de banco de investimentos em Londres

Uma espécie rara de orquídea, que se acredita estar extinta no Reino Unido, foi descoberta no jardim do telhado de um banco de investimentos em Londres. Segundo o The Guardian, a Serapias parviflora, uma espécie rara …

Pintura de David Bowie comprada por três euros vai agora ser leiloada por milhares

A pintura do ícone do rock, David Bowie, deverá ser vendida por milhares de dólares num leilão de arte online. O retrato, intitulado "DHead XLVI", faz parte de um conjunto de aproximadamente 47 obras que David …

Vila Nova de Milfontes vai ter praia para cães

A praia pet friendly, que fica próxima de Furnas-Rio, vai funcionar já esta época balnear de forma experimental. Uma praia concessionada que também admite cães vai funcionar, nesta época balnear, de forma experimental, em Vila Nova …

Podia ser um quadro de Dalí, mas é só o degelo glacial na Islândia

Na Islândia, o degelo glacial criou uma paisagem deslumbrante que o fotógrafo espanhol Manuel Ismael Gómez de Almería não deixou passar em branco. Faz lembrar a arte surrealista de Salvador Dalí, mas é uma versão ampliada …