Forças armadas alemãs ponderam recrutar estrangeiros

O Governo alemão está a ponderar permitir o ingresso de cidadãos de outros estados-membros da União Europeia nas fileiras das Forças Armadas do país (Bundeswehr) como resposta ao problema da falta de pessoal.

Após o fim do serviço militar obrigatório em 2011, a Bundeswehr passou a enfrentar dificuldades em recrutar novos membros para as suas fileiras. Hoje, o país conta com pouco menos de 180 mil homens e mulheres, mas o Governo pretende aumentar esse número para quase 200 mil até 2024.

A Alemanha está sob pressão dos EUA para aumentar os gastos militares e a sua participação na OTAN. A longo prazo, as Forças Armadas lutam contra o tempo: metade dos seus membros no ativo deve aposentar-se até 2030, e o envelhecimento da população impõe novos desafios para substituir o atual efetivo.

Desde a sua criação, em 1955, a Bundeswehr só permite a entrada de cidadãos alemães. “A Bundeswehr está a crescer e para isso precisamos de pessoal qualificado. Estamos a considerar com cuidado todas as opções”, disse um porta-voz do Ministério da Defesa.

A possibilidade de permitir o ingresso de cidadãos de outros países da União Europeia está a ser estudada desde 2011, mas nos últimos dois anos vem ganhando força no Governo.

Em 2016, a hipótese foi incluída pela primeira vez no chamado “Livro Branco” da política de segurança da Bundeswehr, que estabelece as diretrizes estratégicas para o futuro das Forças Armadas.

Esta semana, o deputado Florian Hahn, que atua como porta-voz para os assuntos de defesa da União Social-Cristã (CSU), disse ao jornal Augsburger Allgemeine que é favorável à ideia de recrutar cidadãos dos outros 26 Estados-membros da UE.

“Com base na estrutura do liberalismo europeu, um modelo pode ser desenvolvido aqui”, disse Hahn, que também fez uma ressalva: “Um certo nível de confiança com relação a cada soldado precisa ser garantido”.

Já o deputado Karl-Heinz Brunner, porta-voz para assuntos de defesa do Partido Social-Democrata (SPD) – também se mostrou favorável ao plano de incluir estrangeiros na Bundeswehr, mas apenas se forem de outros países da UE. Segundo o governante, seria uma forma de fortalecer a integração europeia.

Já no caso de estrangeiros de fora do bloco, Brunner sublinha que existe o risco de a Bundeswehr “se tornar um exército de mercenários” se a contrapartida para o alistamento for a concessão da nacionalidade alemã.

Segundo o porta-voz, outros estrangeiros têm primeiro de se tornar cidadãos alemães antes de se juntarem ao Exército. “Quem obtiver um passaporte alemão como parte do processo de integração será cordialmente convidado”, disse.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A pressão dos EU sobre a Nato e os Países da UE, não é nada mais do que tentar fortalecer uma aliança, que sirva os interesses cada vez mais obscuros dos EU. De facto, vemos os EU e nomeadamente o seu actual presidente, criar atritos e confusões um pouco por todo o mundo, sem consultar os seus aliados da Nato ou da UE. Como se fossem os donos disto tudo e não são. Existem três grandes potências no mundo actual. EU, Rússia e China.
    Ao que parece, Rússia e China, desejam ter boas relações com os Estados Unidos, mas existem sempre entraves e desconfianças que o impedem. Porquê? Porque os EU não abdicam da ideia de mandar na casa dos outros.
    Temos, na Rússia e na China, dois líderes políticos de mão cheia, com tanto ou mais poder que Trump.
    Uma diplomacia baseada no respeito mútuo e na compreensão dos anseios dos outros, poderia ser uma porta aberta para o fortalecimento da tolerância e paz no Mundo. E Putin e o presidente chinês, já demonstraram ter mais inteligência e fairplay que Trump. Basta que os EU mostrem alguma tolerância e respeito, para que as coisas possam melhorar ao nível global e que a política externa americana deixe de ser uma política fomentadora de atritos e invenções mirabolantes. Pode não parecer, mas os EU, serão os principais responsáveis pelas crises que assolam o mundo. Basta um país não se submeter ao seu jugo e temos o caldo entornado.

RESPONDER

PCP quer travar "ameaça de despejos" no final deste ano

O PCP entregou uma proposta de alteração ao Orçamento do estado para 2020 para manter congeladas as rendas antigas, quando os locatários tenham um rendimento inferior a cinco salários mínimos nacionais. O PCP quer manter congeladas …

CDS/Congresso: Carlos Meira disponível para acordo que vença João Almeida

Carlos Meira, candidato à liderança do CDS-PP, admite estar disponível para se unir a Filipe Lobo d'Ávila e Francisco Rodrigues dos Santos para vencer João Almeida e lutar "contra o sistema". Carlos Meira, militante de Viana …

Manuais gratuitos também no privado e no cooperativo. Iniciativa Liberal quer igualdade na Educação

O Iniciativa Liberal (IL) propôs uma alteração ao Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) na área da educação, que passa por fornecer manuais escolares gratuitos a todos os alunos da escolaridade obrigatória, quer frequentem o ensino …

Bezos lembra que Governo saudita assassinou um jornalista. ONU pede investigação a pirataria

Dois peritos das Nações Unidas dizem que Mohammed Bin Salman acedeu a informações pessoais de Jeff Bezos para tentar influenciar cobertura do The Washington Post sobre a Arábia Saudita. Depois de uma investigação do The Guardian …

MAI abre inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por agente da PSP

O Ministério da Administração Interna (MAI) já abriu um inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por um agente da PSP, na Amadora, de maneira a apurar responsabilidades. "O Ministro da Administração Interna …

Ronaldo volta a marcar e Sarri só tem de agradecer a Dolores por criar um espécime assim

Cristiano Ronaldo leva quatro jogos consecutivos a marcar e mais de 30 golos esta temporada, entre clube e seleção. Sarri disse que o mérito é de Dolores, "por criar uma espécime assim". A Juventus derrotou, esta …

Ana Gomes apontada à Presidência. "Costa jamais permitirá"

O antigo eurodeputado socialista Francisco Assis lançou o nome da também antiga eurodeputada do PS Ana Gomes como possível candidata à Presidência da República, manifestando desde logo o seu apoio a uma eventual candidatura. "Acho …

Silas deve deixar o Sporting no fim da época (ou até antes)

O Jogo escreve que Silas deverá deixar o Sporting no fim desta temporada, havendo também a possibilidade de sair antes do fim do mês de maio. O desportivo, que avança a notícia esta quinta-feira, adianta …

Taxa para descolagens e aterragens no Montijo reduz fatura da ANA em oito milhões

Uma das decisões da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) que fazem parte da aprovação da construção do novo aeroporto do Montijo é a criação de uma taxa de 4,5 euros a aplicar a cada movimento …

Vitória-Porto: O guião de uma vingança aos minhotos com Telles e Soares como atores principais

Depois da derrota com o Braga para a liga, o FC Porto conseguiu derrotar o Vitória de Guimarães, avançando para a final da Taça da Liga, que se jogará frente aos bracarenses. Antes de se falar …