Força Espacial dos Estados Unidos já tem a sua primeira arma ofensiva. E não, não é um míssil

A Força Espacial dos Estados Unidos, cuja criação foi anunciada pelo Presidente norte-americano em junho de 2018, já tem a sua primeira arma.

Não se trata de um míssil nem de um laser. De acordo com o portal Popular Mechanics, a nova arma ofensiva da Força Espacial norte-americana é um bloqueador de satélites, cujo objetivo passa por impedir a comunicação da força inimiga.

O sistema, batizado como Counter Communications System (CCS) Block 10.2, foi entregue na Base da Força Aérea de Peterson, no estado do Colorado, onde está o 4.º esquadrão das Forças Espaciais dos Estados Unidos.

As características técnicas deste sistema não são conhecidas – é informação classificada. Sabe-se apenas o seu objetivo: bloquear a transmissão de dados entre os satélites de comunicação militar e os seus recetores na Terra.

Em caso de conflito militar, uma das soluções mais simples para neutralizar satélites de comunicação dos inimigos seria destruí-los, tal como sugere o portal.

No entanto, há um problema: os satélites militares estão em órbitas muito altas para serem alcançados a partir da Terra. Os satélites geoestacionários localizam-se, por norma, a 36.000 quilómetros de altitude ou mais.

Por isso, concluiu o Popular Mechanics, é mais simples e barato desenvolver armas que neutralizem satélites em vez de tentar destruí-los.

 

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Mais de 3600 empresas já pediram acesso ao lay-off simplificado

O Governo já recebeu 3600 pedidos de empresas para aderirem ao regime lay-off lançado na semana passada, disse, esta terça-feira, a ministra do Trabalho e da Segurança Social. Ana Mendes Godinho, que falava aos jornalistas no …

Em tempos de crise, os emprestados podem ser a solução do Benfica

Bruno Varela, Cristián Lema, Filip Krovinovic, Gedson Fernandes e Diogo Gonçalves são hipóteses que Bruno Lage tem a seu dispor para regressar dos empréstimos. A suspensão das competições desportivas deixa muitos clubes entre a espada e …

Trump muda de discurso. Próximas duas semanas serão "dolorosas" e podem morrer 100 mil pessoas

Esta terça-feira, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, falou ao país com um discurso mudado, mais pessimista e alarmista. Com o número de doentes infetados com covid-19 nos Estados Unidos a superar os 187 mil …

Autódromo do Algarve já pode receber corridas de Fórmula 1

Pista de Portimão deverá receber ainda este ano testes privados de uma das equipas do pelotão da Fórmula 1 e pretende candidatar-se a receber os testes de inverno a partir de 2021. O Autódromo Internacional do …

Medidas de contenção já salvaram 120 mil pessoas na Europa

As medidas de contenção adotadas por vários países europeus salvaram a vida de cerca de 120 mil pessoas na Europa, revela um novo relatório de investigadores britânicos. Um estudo do Imperial College London revela que as …

Ronaldo pode regressar a Manchester. PSG também está na corrida

O Manchester United pondera trazer Cristiano Ronaldo de volta ao clube. O internacional português também está a ser seguido atentamente pelo Paris Saint-Germain. Com a Juventus a enfrentar problemas financeiros devido à pandemia de covid-19, o …

Presidente da República prepara-se para renovar estado de emergência

O Presidente da República decide, esta quarta-feira, sobre o prolongamento do estado de emergência por novo período de 15 dias, com parecer do Governo que reunirá o Conselho de Ministros para esse efeito. A reunião do …

Fisco não se compromete com reembolsos rápidos do IRS

O prazo de entrega da declaração de IRS relativa a 2019 arranca esta quarta-feira e prolonga-se até 30 de junho. Neste momento, a Autoridade Tributária e Aduaneira não se compromete com reembolsos rápidos. De acordo com …

ASAE abre processos crime por preços de álcool, luvas e máscaras inflacionados em 400%

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) abriu nove processos crime após encontrar situações em que os preços praticados de álcool, luvas e máscaras estavam inflacionados em 300% ou 400%. Estes são produtos maioritariamente usados …

Animais terrestres começaram a morrer muito antes da vida marinha no Permiano

Uma equipa internacional de geólogos e paleobiólogos descobriu evidências que poderão redefinir a linha do tempo estabelecida quando a vida começou a desaparecer na extinção do Permiano-Triássico. Há cerca de 252 milhões de anos, a grande …