“Marte, aqui vamos nós.” Foguetão da SpaceX voou, mas explodiu na aterragem

Um protótipo de um gigantesco foguetão com que a empresa privada espacial SpaceX pretende chegar a Marte explodiu esta quarta-feira na aterragem, durante testes de voo no Texas, nos Estados Unidos.

O foguetão SN8, sem tripulação, era um modelo conhecido como Starship, com quase 50 metros de comprimento e capacidade para transportar até 100 toneladas de carga. Destina-se a pôr pessoas e carga em órbita da Terra e a SpaceX ambiciona que o veículo viaje um dia à Lua e a Marte.

O foguetão descolou esta quarta-feira de uma base no Texas e conseguiu atingir os 12 quilómetros de altitude, antes de regressar ao ponto de partida, onde deveria aterrar. No entanto, ao tocar no solo, o aparelho explodiu.

Apesar de, à primeira vista, parecer que algo não correu bem, a verdade é que as hipóteses de a nave aterrar intacta eram muito reduzidas. Elon Musk explicou no Twitter que, durante a descida, “a pressão do tanque de combustível era baixa”, o que terá feito com que a “velocidade de aterragem fosse alta”.

Apesar do desenlace, o ensaio foi considerado um sucesso. Na mesma rede social, o multimilionário publicou uma mensagem vitoriosa: “Marte, aqui vamos!

Em relação à altitude, este foi o maior voo que o protótipo da nave espacial conseguiu alcançar. De acordo com a CNN, o objetivo do voo foi compreender a performance dos três motores Raptor em conjunto com a aerodinâmica do corpo da nave, e testar como é que o veículo geria a transição para o propelente. O SN8 tentou ainda executar uma manobra de aterragem que, a ser bem sucedida, seria a primeira vez para um veículo do seu tamanho.

O intuito do teste é alcançar uma altitude vertical no disparo da nave, seguindo-se uma manobra de rotação de cerca de 60 graus de forma a obter uma navegação mais horizontal e, assim, reduzir a velocidade. Por fim, pretende-se que a nave regresse à posição vertical inicial para executar a manobra de aterragem.

A companhia aeroespacial de Musk é conhecida pela estratégia agressiva no desenvolvimento rápido de aeronaves, o que já provocou várias explosões nos seus voos experimentais.

Recentemente, a SpaceX conseguiu contratos com a NASA para efetuar missões de reabastecimento da Estação Espacial Internacional (EEI). A mais recente chegou na segunda-feira à EEI com uma cápsula Dragon.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Um sucesso arrasador da Concorrência e logo no primeiro teste, pois o q interessava era recolher dados do comportamento em voo e da manobra de planar até o alvo.
    Foram recolhidos todos os dados q interessavam até tocar no alvo.
    A baixa na pressurização de um tanque na parte final da aterragem foi logo conhecida e vai ser analisada e resolvida.
    Não atraza o programa de desenvolvimento

  2. O conceito de nave espacial com a forma cilíndrica, parece-me obsoleto. Devem ser desenvolvidas, no futuro, naves espaciais com a forma de disco à semelhança dos hipotéticos Ovnis. Os Norte Americanos chegaram a desenvolver alguns protótipos com essa forma há dezenas de anos atrás, mas abandonaram o projeto, o que foi pena. Naves espaciais em forma de disco, garantem muito maior estabilidade na aterragem num terreno incerto, que é aquilo que encontram na Lua ou Marte.

RESPONDER

Liveblog Autárquicas. Poderá ser "a primeira vez que um partido ganha três vezes seguidas"

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Alemanha: Sociais-democratas reclamam vitória (com "desastre" para os conservadores)

Os sociais-democratas SPD reivindicaram hoje vitória nas eleições parlamentares alemãs, numa altura em que os conservadores da CDU, força política de Angela Merkel, se aproximam de uma votação mínima histórica, de acordo com as primeiras …

Em 2018, cientistas de Wuhan terão planeado infetar morcegos com coronavírus

Em 2018, um grupo de cientistas da cidade chinesa de Wuhan, onde foi registado o primeiro caso de covid-19, estaria a planear infetar, com coronavírus modificados, morcegos que vivem em cavernas. Os cientistas terão pedido 14 …

Este batom foi lançado em 1971, mas está esgotado - e é mais uma prova do impacto económico do TikTok

O Black Honey da Clinique é o mais recente produto de maquilhagem a bombar no TikTok. Muitas marcas estão a notar o poder económico que em ser viral na aplicação e estão a tentar promover …

Portugal regista mais duas mortes e 599 casos de covid-19

Nas últimas 24 horas registaram-se mais duas mortes e 599 novos casos de covid-19 em Portugal, de acordo com o boletim epidemiológico da DGS. Portugal regista hoje duas mortes atribuídas à covid-19, assim como 599 novos …

Em 2021, Sochi voltou a ser Sochi e em Sochi ganha a Mercedes – com recorde histórico para Hamilton

Lando Norris, o jovem piloto da Mclaren, vai sair da Rússia com um misto de sensações. No fim-de-semana em que conquista a primeira pole position da carreira, perde também, de forma dramática, a hipótese de …

As pessoas que comem mais gordura láctea têm menor risco de doença cardíaca

As pessoas que fazem uma dieta com maior teor de gordura láctea têm um menor risco de desenvolver doenças cardiovasculares, revela um novo estudo. Uma equipa internacional de cientistas estudou o consumo de gordura láctea de …

Alaphilippe revalida título de campeão mundial de fundo

O francês Julian Alaphilippe revalidou neste domingo o título de campeão mundial de fundo, ao cortar isolado a meta no final da “prova rainha” dos Mundiais de ciclismo de estrada, que decorreram na região belga …

Do céu ao inferno. Adeptos do Palmeiras chamam "arrogante" a Abel Ferreira

O Palmeiras perdeu e está cada vez mais longe da liderança do Brasileirão. Os adeptos estão insatisfeitos com as exibições e chamaram "arrogante" a Abel Ferreira. O Palmeiras, treinado pelo português Abel Ferreira, perdeu na deslocação …

Mesmo depois da morte de Ihor, centro do aeroporto ainda tem videovigilância "muito limitada"

Um ano e meio após a morte de Ihor Homeniuk, o centro de instalação temporária do aeroporto de Lisboa (CIT) continua sem cobertura total de câmaras de videovigilância em zonas comuns. A situação atual distancia-se daquilo …