FMI quer novo procedimento de Bruxelas contra Portugal

Stephen Jaffe / International Monetary Fund / Flickr

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde

O Fundo Monetário Internacional (FMI) defende uma ação mais dura da Comissão Europeia contra países com desequilíbrios excessivos na economia – entre estes Portugal.

O FMI defende, num relatório publicado esta sexta-feira sobre as consultas ao abrigo do artigo IV sobre a zona euro, que a Comissão Europeia abra um Procedimento por Desequilíbrio Excessivo contra Portugal, que tem registado desequilíbrios na economia desde 2014.

Os técnicos do FMI defendem que Bruxelas abra “procedimentos contra países que violem as regras do Pacto de Estabilidade e Crescimento”, ou seja, que sejam “reincidentes” na acumulação de desequilíbrios macroeconómicos.

No ano passado, de acordo com a Comissão Europeia, outros quatro países registavam desequilíbrios excessivos além de Portugal – Bulgária, França, Croácia e Itália -, mas a Comissão não abriu nenhum Procedimento por Desequilíbrio Excessivo. Este ano, junta-se a estes cinco países o Chipre.

Na análise da Comissão Europeia relativa a 2016, publicada em fevereiro, a economia portuguesa revela “enormes desequilíbrios no que toca à dívida externa e interna, tanto pública como privada, num contexto de elevado desemprego“, e a posição líquida de investimento internacional “é muito negativa”.

Se o procedimento fosse aberto contra Portugal, o nosso país teria de apresentar um plano de ação corretiva, que teria que ser aprovado pelo Conselho da União Europeia, ou Portugal poderia ser sujeito a uma multa de 0,1% do PIB.

De acordo com o Jornal de Negócios, no entanto, o relatório refere que, “em vez de abrir um PDE, que seria politicamente controverso, a Comissão Europeia vai usar a ferramenta de ‘monitorização específica’ para avaliar a implementação das reformas nos países com desequilíbrios excessivos continuados, para ajudar a gerar pressão de grupo para agirem”.

No documento é ainda defendida necessidade de criar regras mais simples e um modelo mais automático de aplicação desses mecanismos de reforço de cumprimento e um quadro orçamental mais independente.

“O modelo de governação económica precisa de ser consideravelmente reforçado para incentivar as reformas estruturais. Uma melhor aplicação do atual modelo – incluindo a abertura do Procedimento por Desequilíbrio Excessivo contra infratores reincidentes – iria aumentar o cumprimento das regras e construir credibilidade”, realça ainda o FMI.

Perspetivas “medíocres”

O FMI voltou a rever em baixa as previsões de crescimento da economia da zona euro para 2017, dos anteriores 1,6% para 1,4%, sobretudo devido ao “impacto negativo” do Brexit.

Segundo o estudo do artigo IV sobre a zona euro, divulgado esta sexta-feira pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), “o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da zona euro deverá desacelerar de 1,6% este ano para 1,4% em 2017, sobretudo devido ao impacto negativo do resultado do referendo no Reino Unido”, que determinou a saída do país da União Europeia.

No relatório, o Fundo aponta ainda que as perspetivas para a zona euro a médio prazo são “medíocres” – dado o elevado desemprego herdado da crise, a elevada dívida pública e privada e as debilidades estruturais que afetam o crescimento da produtividade – projetando um crescimento a cinco anos em torno de 1,5%, com a taxa de inflação a ficar-se pelos 1,7%.

No World Economic Outlook divulgado a 12 de abril, em que atualizou as projeções económicas até 2021, o FMI já tinha revisto em baixa as previsões de janeiro para a zona euro, antecipando uma evolução de 1,5% em 2016 e de 1,6% em 2017 .

Em janeiro tinha previsto que a zona euro deveria crescer 1,7% tanto este ano como no próximo.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Cá está! Esta instituição vive disto!
    Quanto mais países enterrados até ao pescoço melhor.
    É este tipo de instituições que são autenticos parasitas, agiotas encapotados.
    Por outro lado parece-me absurda esta intromissão nas decisões da UE, ao tecerem comentários que na prática representam uma atitude de pressão na UE, para que estes implementem sanções contra nós.
    É vergonhoso e revoltante!

  2. tudo um cambada de por……………..cos?=)(/, para não dizer outra coisa. Chegámos ao tempo em que os grandes enchem-se à custa dos pequenos. Apetece falar mas não …………….e é assim.

  3. Isto vindo de uma parasita que foi ministra das finanças do país que mais vezes ultrapassou os limites de défice, deve ser para rir!!!

RESPONDER

"Solução razoável". Marcelo promulga já aumento do salário mínimo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai promulgar já esta sexta-feira o diploma que estabelece um aumento do salário mínimo nacional para 635 euros em 2020, que considera "uma solução razoável, a pensar …

Filósofo francês diz aos homens para violarem mulheres. "Eu violo a minha todas as noites"

O filósofo e escritor francês Alain Finkielkraut afimrou na quarta-feira, durante um programa da TF1 sobre casos de violação divulgados pelos media, que diz aos homens para violarem as suas mulheres. "Eu violo a minha …

Ex-administrador da TAP Luís Rodrigues é o novo presidente da SATA

O antigo administrador da TAP Luís Rodrigues é o novo presidente da transportadora aérea açoriana SATA, informou hoje o executivo regional. "O presidente do Governo [Regional], Vasco Cordeiro, comunicou à Assembleia Legislativa o nome de Luís …

Mãe que deixou recém-nascido no caixote do lixo não quis abortar

A jovem cabo-verdiana, em prisão preventiva por suspeitas de ter abandonado o seu filho recém-nascido no lixo, teve a oportunidade de abortar, mas não quis. O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou, esta quinta-feira, o pedido de …

Face Oculta. MP pede 12 anos e 10 meses para Manuel Godinho

O Ministério Público (MP) defendeu esta sexta-feira a aplicação de uma pena única de 12 anos e 10 meses de prisão para o sucateiro Manuel Godinho, principal arguido do processo Face Oculta, durante a audiência …

Maioria acredita que Governo vai durar quatro anos

Uma sondagem da Aximage revela que a maioria das pessoas entrevistadas acredita que António Costa vai concluir a sua legislatura, mesmo com um Governo que consideram de "estrutura exagerada". Uma sondagem da Aximage para o Jornal …

Tecnologia usada em Marte ajuda a detectar fugas de água em Gaia

Um sistema "pioneiro em Portugal" que recorre a tecnologia usada em Marte, para detectar água, está a ser utilizada pela empresa municipal Águas de Gaia, em Vila Nova de Gaia, para detectar fugas no sistema …

É segredo de Estado e custou mais de 100 milhões. "Máquina do Fisco" analisa 600 mil facturas por hora

O sistema informático que sustenta a "máquina do Fisco" já custou ao Estado mais de 100 milhões de euros e é tão secreto que nem a localização física dos servidores que o sustentam é conhecida. …

Empresário alemão investigado por suspeitas de orgias com menores em Cascais

O empresário alemão Matthias Schmelz, representante em Portugal dos aspiradores da marca Rainbow, está a ser investigado por suspeitas de lenocínio e pagar por orgias com menores na sua casa na zona de Cascais, avançou …

A nova fábrica da Tesla não vai ser no Reino Unido por causa do Brexit

O presidente executivo da Tesla admitiu que as incertezas à volta do Brexit tiveram peso na decisão de abrir a primeira fábrica da empresa na Europa antes em Berlim. A Tesla anunciou, esta terça-feira, que vai …