Físicos russos e americanos criaram um supercomputador com 51 bits quânticos

UNSW Engineering

Cientistas norte-americanos e russos da Universidade de Harvard, nos EUA, conseguiram criar e testar o primeiro computador quântico do mundo com 51 bits quânticos.

Este dispositivo é o sistema computacional mais complexo do género, disse o professor da Universidade de Harvard e co-fundador do Centro Quântico da Rússia, Mikhail Lukin.

O físico anunciou este êxito durante a conferência internacional sobre tecnologias quânticas ICQT-2017 que está a ser realizada em Moscou. Este resultado alcançado faz com que o grupo de Lukin seja líder na corrida para criar um computador quântico genuíno, na qual participam físicos de todo o mundo.

Os computadores quânticos são aparelhos de computação cuja capacidade aumenta exponencialmente graças ao uso de princípios de mecânica quântica no seu funcionamento. Essas máquinas não operam com bits “normais”, mas com qubits — ou “bits quânticos” – células de memória e ao mesmo tempo módulos de computação que são capazes de guardar um espectro de valores entre 1 e 0.

Cientistas escrevem código quântico num chip de silício pela primeira vez em 2015. Há  duas aproximações principais no desenvolvimento destes dispositivos – a abordagem clássica e a adiabática. Os apoiantes da primeira aproximação pretendem criar um computador quântico universal, onde os bits quânticos trabalhem como meios de computação habituais.

O trabalho com tais aparelhos não se distingue muito do trabalho dos computadores comuns, apesar da diferença em capacidades. Já um computador adiabático é mais fácil de criar, mas é mais parecido com os computadores analógicos do início do século XX.

No ano passado, vários grupos de cientistas dos EUA, da Austrália e de países europeus declararam que estão perto de criar um computador quântico genuíno.

O grupo de John Martinis, da empresa Google, era considerado o líder nesta corrida informal, porque tem desenvolvido uma variante híbrida de um computador quântico que combina os elementos da aproximação analógica e digital.

Lukin e seus homólogos da Universidade de Harvard e do Centro Quântico da Rússia conseguiram ultrapassar o grupo de Martinis, que está a elaborar um computador quântico com 22 bits quânticos. Para tal, o grupo de Lukin tem usado os exóticos “átomos frios”, em vez dos supercondutores que o grupo da Google utiliza.

Com o aparelho desenvolvido, o grupo de Lukin já resolveu várias de tarefas físicas que são muito complicadas para os supercomputadores habituais.

Os cálculos realizados pelos especialistas com o novo computador quântico também foram verificados em vários supercomputadores comuns. Os resultados coincidiram, em geral, o que provou que o sistema de 51 bits quânticos resulta.

No futuro, os cientistas pretendem continuar a realizar experiências com o novo supercomputador e, segundo Lukin, o grupo pode lançar o famoso algoritmo de Shor no aparelho, que permitirá hackear a maioria dos sistemas de encriptação que existem com base no algoritmo RSA –  o método de criptografia mais utilizado no mundo.

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting vs Boavista | Leão ruge pela margem mínima

Sporting não vacilou na luta pelos primeiros lugares da Liga NOS e venceu o Boavista em casa por 1-0. Num jogo nem sempre bem disputado, mas de praticamente sentido único, faltou algum poder de fogo aos …

Tribunal reacende polémica da selfie do macaco Naruto

Um Tribunal de Apelação, nos Estados Unidos, acaba de reacender a polémica do processo da selfie do macaco Naruto. O órgão garante que ainda irá julgar uma decisão final sobre o assunto, mesmo que já tenha havido …

A pessoa mais velha do mundo morreu aos 117 anos

A mulher mais velha do mundo morreu este sábado à noite, no Sul do Japão, com 117 anos de idade. De acordo com a Associated Press (AP), Nabi Tajima, aquela que era considerada a pessoa mais …

Correntes oceânicas intensas podem ser criadas por insetos ridiculamente pequenos

Uma investigação recente concluiu que pequenos organismos marinhos podem desempenhar um papel significativo nas correntes oceânicas. Cientistas demonstraram agora que algumas das menores criaturas do oceano podem ter um impacto descomunal nas ondas do oceano, com …

Antibiótico para a artrite manchou os olhos de um norte-americano de azul

Um norte-americanos, de 70 anos, viu os seus olhos ficarem completamente manchados de azul, graças a um antibiótico para a artrite inflamatória. Olhos azuis são muito comuns, mas a parte branca dos nossos olhos - a …

Atrizes de "Smallville" envolvidas em seita de tráfico sexual. "Chloe" detida

Allison Mack, conhecida pelo seu papel na série televisiva "Smallville", foi detida e acusada de tráfico sexual pela sua alegada ligação à seita Nxivm. Allison Mack, de 35 anos, atriz da série "Smallville", deverá comparecer em …

Naturopata tratou criança de 4 anos com saliva de cão raivoso

Uma naturopata canadiana tratou um criança hiperativa de 4 anos com saliva de um cão raivoso. O anúncio surpreendeu a comunidade médica internacional, que reagiu de forma negativa. Uma naturopata canadiana assumiu no seu blogue pessoal …

Ilha troca de país a cada seis meses

No meio do rio Bidasoa, entre França e Espanha, há uma ilha que vai alternando de nacionalidade de seis em seis meses. A ilha mede apenas 38 metros de largura e 215 de comprimento, medidas que lhe …

Cientistas criam implante vaginal que promete proteger as mulheres do VIH

O novo dispositivo desenvolvido por cientistas na Universidade de Waterloo, no Canadá, faz com que o número de células do VIH que se fixam no trato genital feminino diminua. Já há um implante que protege as …

Mais de 20 mortos em protestos na Nicarágua

Mais de duas de dezenas de pessoas, entre as quais um jornalista, morreram durante os protestos na Nicarágua contra a reforma da segurança social do Governo de Daniel Ortega. A Associated Press (AP) relata que num …