O computador quântico da Google funciona (de acordo com a Google)

Depois de realizar uma série de testes, uma equipa de investigadores da Google afirma que o controverso computador quântico da empresa, o D-Wave, funciona de facto.

A gigante tecnológica comprou um dos computadores quânticos da D-Wave em 2013, anunciando que era o primeiro comercial do seu tipo no mundo. O dispositivo fica no Centro de Investigação Ames da NASA em Mountain View, Califórnia (EUA), onde é programado para resolver problemas de otimização.

Em teoria, o hardware do D-Wave deve ser potencialmente 3.600 vezes mais rápido do que um supercomputador convencional.

No entanto, na prática, vários estudiosos já disseram que a Google não foi capaz de provar que o seu computador utiliza, de facto, efeitos quânticos verdadeiros.

O diferencial

Os computadores quânticos podem, teoricamente, ser muito mais rápidos porque se aproveitam de uma peculiaridade na mecânica quântica.

Enquanto os computadores clássicos usam bits em 0 ou 1, os computadores quânticos usam “qubits”, que podem existir em 0, 1 ou uma sobreposição de ambos os estados, o que permite que a máquina chegue a possíveis soluções para problemas mais rapidamente.

Contudo, até agora ainda não ficou provado que o D-Wave é muito mais rápido e tem um processo de resolução de problemas diferente – e superior – a computadores convencionais.

É isso que a equipa da Google reclama ter feito recentemente. Os resultados foram publicados online na plataforma arXiv.

Os testes

A equipa pôs o seu computador quântico D-Wave contra um computador convencional com um único processador numa série problemas de otimização conhecidos como recozimento (annealing).

O computador regular usou uma técnica conhecida como recozimento simulado para resolver os problemas, enquanto o computador quântico utilizou recozimento quântico.

De acordo com a Google, em problemas envolvendo cerca de mil variáveis binárias, o recozimento quântico superou significativamente o clássico: foi mais do que 108 vezes mais rápido do que o recozimento simulado.

A equipa também comparou o hardware quântico com outro algoritmo chamado Quantum Monte Carlo, um método projetado para emular o comportamento de sistemas quânticos, mas executado em processadores convencionais. Novamente, o D-Wave superou seu oponente por 10^8.

As dúvidas continuam

Parece uma vitória convincente, mas ainda é preciso aguardar para comemorar o sucesso do D-Wave.

Primeiro, a pesquisa precisa ser revista por outros cientistas da área da física quântica. Em seguida, mesmo que os resultados sejam confirmados, é preciso ter em conta que a equipa da Google não escolheu o algoritmo mais eficiente que o computador convencional poderia utilizar.

O computador regular usou uma técnica algoritmicamente semelhante à executada no computador quântico, mas uma abordagem alternativa poderia tornar os seus cálculos mais rápidos – e a diferença menor.

A Google explicou-se destacando que o potencial do computador convencional para trabalhar mais rápido não se estenderia conforme os problemas escalassem no futuro, e por isso escolheu comparar os dois algoritmos que foram utilizados nos testes.

Para já, as novas reivindicações da empresa ainda podem ser questionadas por outros investigadores.

HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Novo planeta gigante detetado a orbitar estrela que dista 63,4 anos-luz da Terra

O novo planeta tem uma massa cerca de três mil vezes maior do que a da Terra e orbita a sua estrela a uma distância quase três vezes superior à que separa o Sol do …

Inaugurada em Lisboa clínica dentária gratuita para jovens até os 18 anos

A Santa Casa da Misericórdia abriu esta terça-feira, em Lisboa, uma clínica de saúde oral, com consultas grátis para todas as crianças e jovens até os 18 anos, que vivam ou estudem dentro do concelho. O …

Família mais rica do mundo enriquece a quatro milhões de dólares por hora

Desde o último boletim de riqueza que a Bloomberg publicou, em junho do ano passado, no seu ranking das famílias mais ricas do mundo, a fortuna dos Walton cresceu 39 mil milhões de dólares, para …

Espanha. PSOE rejeita proposta "inviável" do Podemos para coligação

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) rejeitou nesta terça-feira a proposta do Unidas Podemos para uma coligação fovernamental, que considera "inviável", e convidou a plataforma de esquerda a encontrar "outras fórmulas" que facilitem a governabilidade …

Ex-Presidente do Sudão admite ter recebido mais de 80 milhões da Arábia Saudita

O antigo Presidente do Sudão, que foi deposto em abril após vários meses de protestos, começou a ser julgado esta segunda-feira por corrupção. O julgamento por corrupção do ex-Presidente do Sudão, Omar al-Bashir, começou esta segunda-feira e, …

Hong Kong. Funcionário do consulado britânico desaparece após enviar mensagem à namorada a pedir para rezar por ele

A 08 de agosto, Simon Cheng Man-kit, de 28 anos, estava a regressar a Hong Kong depois de ter estado na cidade chinesa Shenzhen. No momento em que, a bordo de um comboio de alta …

Open Arms. Procurador siciliano ordena apreensão do navio e desembarque imediato dos ocupantes

Luigi Patronaggio, o procurador da cidade de Agrigento, na Sicília, ordenou esta terça-feira a apreensão do navio Open Arms e o desembarque imediato dos quase 100 migrantes africanos que este levava a bordo. O jurista, que …

Jovens suspeitos de três homicídios filmaram um “testamento final” com o telemóvel antes de se suicidarem

Bryer Schmegelsky e Kam McLeod, os dois jovens de 18 e 19 anos suspeitos de três homicídios no Canadá e que foram encontrados mortos após duas semanas em fuga, terão filmado um “testamento final” com …

Em resposta a Macron, Putin diz que autoridades agiram para evitar situação igual à dos "coletes amarelos" em França

O Presidente da Rússia Vladimir Putin disse, durante um encontro com o seu homólogo francês Emmanuel Macron, que as autoridades russas agiram para garantir que as manifestações dos seus opositores permanecem dentro "da lei", evitando …

Gémeas que viviam em garagem estavam sinalizadas há seis anos

As gémeas de 10 anos que viviam numa garagem no concelho da Amadora estavam sinalizadas há seis anos pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) e a sua situação conhecida pelo Ministério Público …