Físico checo criou uma versão quântica do hotel esgotado com quartos infinitos

Em 1924, para demonstrar a natureza contra-intuitiva da ideia de infinito, o matemático David Hilbert propôs a ideia de um hotel com um número infinito de quartos que estão todos ocupados, e demonstrou que o hotel, mesmo estando completamente ocupado, poderia sempre acomodar mais hóspedes.

Embora não na forma de um verdadeiro hotel, feito de tijolo e cimento, o físico checo Václav Potoček, investigador do departamento de Teoria Quântica da Universidade de Glasgow, recriou agora um Hotel de Hilbert em versão quântica, usando um feixe de luz.

Na experiência de Hilbert, o matemático explica que, num hotel esgotado, mas com um número infinito de quartos, podem sempre ser criados quartos novos, e podem sempre ser alojados mais hóspedes, porque o gerente do hotel poderia simplesmente “mudar” todos os convidados atuais para um quarto novo e colocar mais hóspedes nos quartos que ficam vagos.

Hilbert propõe mesmo duas regras para a mudança dos hóspedes.

Com uma das regras, cria-se um quarto novo e todos os hóspedes mudam-se para o quarto com o número acima do quarto em que estão, deixando livre o quarto número 1 para receber mais hóspedes.

Com a outra regra, os hóspedes mudam-se para o quarto que tenha o número que seja o dobro do número do quarto em que estão, criando um número infinito de novos quartos e deixando livres os quartos ímpares.

No seu estudo, publicado na revista Physical Review Letters, a equipa de Václav Potoček propôs agora duas formas de modelar este paradoxo – uma teórica e uma experimental.

Ambas usam o número infinito de estados quânticos de um sistema quântico para representar o infinito número de quartos em um hotel.

A proposta teórica de Potoček usa o número infinito de níveis de energia de uma partícula num sistema quântico, conhecido como poço de potencial, enquanto a demonstração experimental usa o número infinito de estados de momento angular orbital da luz.

Václav Potoček, et al. / American Physical Society

O paradoxo de Hilbert por Potoček: quando as "pétalas" de luz na fila de cima (com um número infinito de valores) são multiplicadas por 3, o número de pétalas na fila de baixo triplica também (infinitamente).

O paradoxo de Hilbert por Potoček: quando as “pétalas” de luz na fila de cima (com um número infinito de valores) são multiplicadas por 3, o número de pétalas na fila de baixo triplica também (infinitamente).

Nó quântico no cérebro

O estudo de Potoček mostrou que, mesmo que não haja inicialmente um número infinito desses estados (salas), a amplitude dos estados (números de quartos) pode ser remapeada para o dobro dos valores originais, produzindo um número infinito de outros estados.

O fenómeno é contra-intuitivo: se duplicarmos um número infinito de coisas, obtemos infinitamente muito mais coisas.

Mas mesmo assim, como os físicos explicam, ainda faz sentido, porque a soma dos valores de um número infinito de coisas pode na verdade ser finita.

“Mesmo que haja uma quantidade infinita de ‘algo’, pode fazer sentido físico que as coisas que podemos medir ainda sejam finitas”, explica – ou tenta explicar –  Filippo Miatto, investigador da Universidade de Waterloo, no Canadá, e co-autor do estudo.

“Por exemplo, o estado coerente de um modelo de laser é obtido com um número infinito de estados, mas à medida que o número de fotões em cada um dos estados aumenta, as amplitudes diminuem”, explica Miatto à Phys.org, “e ao fim do dia, quando somamos tudo, a energia total é finita“.

“O mesmo pode acontecer para todas as outras propriedades quânticas, o que não é estranhar” para quem está habituado a lidar com os conceitos da física quântica, conclui o investigador.

Para todos os outros, um pequeno nó quântico no cérebro.

Aplicação prática

Os físicos mostraram também que este remapeamento pode ser feito não apenas duplicando, mas também triplicando, quadruplicando, etc., os valores dos estados.

Na experiência com o laser, estes procedimentos produziram “pétalas” de luz visíveis, que correspondem ao número dos estados que foram multiplicados.

A capacidade de mapear novamente os estados de energia deste modo poderia ter extraordinárias aplicações no processamento de informação clássico ou quântico.

Por exemplo, poderia ser usada para aumentar o número de estados produzidos, ou para aumentar a capacidade de informação de um canal de comunicação.

Brevemente, a sua internet e televisão chegará lá a casa em fibra… quântica.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. E assim se deu origem aos sistemas de armazenamento infinitos que mais tarde vieram a permitir o “download” instantâneo da mente humana num suporte físico… infelizmente, atrasados durante séculos devido a interesses da industria tecnológica na altura.

    In Museu de Engenharia Quântica 2415

RESPONDER

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …

Ventura anuncia recandidatura ao Chega e só sai do parlamento quando “metade daquela esquerda" sair

André Ventura anunciou esta noite a recandidatura à liderança do Chega, numa cerimónia em Leiria em que disse que só vai sair do parlamento “quando metade daquela esquerda sair”. “Estamos a fazer uma revolução democrática e …