A física quântica pode causar mutações no nosso ADN

Simulações de computador e métodos de mecânica quântica têm sido usados ​​para determinar o papel que o tunelamento de protões, um fenómeno puramente quântico, desempenha nas mutações espontâneas no ADN.

A biologia quântica é um campo emergente da ciência, estabelecido na década de 1920, que analisa se o mundo subatómico da mecânica quântica desempenha um papel nas células vivas. Já a mecânica quântica é um campo interdisciplinar por natureza, reunindo físicos nucleares, bioquímicos e biólogos moleculares.

Uma equipa de investigadores do Leverhulme Quantum Biology Doctoral Training Center, da Universidade de Surrey, no Reino Unido, usou simulações de computador de última geração e métodos de mecânica quântica para determinar o papel do tunelamento de protões, um fenómeno puramente quântico, nas mutações espontâneas do ADN. 

O tunelamento de protões envolve o desaparecimento espontâneo de um protão de um local e o reaparecimento do mesmo protão nas proximidades.

Os cientistas descobriram que os átomos de hidrogénio, que são muito leves, fornecem as ligações que mantêm as duas fitas da dupla hélice do ADN juntas e podem, sob certas condições, comportar-se como ondas espalhadas que podem existir em vários locais ao mesmo tempo, graças ao tunelamento de protões. Isto faz com que esses átomos sejam ocasionalmente encontrados na fita errada de ADN, levando a mutações.

Embora a vida dessas mutações seja curta, os cientistas revelaram que conseguem sobreviver ao mecanismo de replicação do ADN dentro das células e podem ter consequências para a saúde.

“Há muito tempo que existem várias suspeitas de que o mundo quântico – que é estranho, contraintuitivo e maravilhoso – desempenha um papel na vida como a conhecemos. Embora a ideia de que algo pode estar presente em dois lugares ao mesmo tempo possa ser absurda para muitos de nós, isso acontece a toda a hora no mundo quântico, e o nosso estudo confirma que o tunelamento quântico também acontece no ADN em temperatura ambiente, disse Marco Sacchi, da Royal Society University Research Fellowship da Universidade de Surrey, em comunicado.

Segundo Louie Slocombe, estudante de doutoramento no Leverhulme Quantum Biology Doctoral Training Centre, a equipa pretende, no futuro, “investigar como os tautómeros produzidos por tunelamento quântico se conseguem propagar e gerar mutações genéticas”.

Para já, “ainda há um longo e emocionante caminho pela frente para entender como os processos biológicos funcionam no nível subatómico”, rematou.

Este estudo foi publicado em janeiro na revista científica Physical Chemistry Chemical Physics.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

No funeral de Filipe, a família real não vai usar uniformes militares "para evitar envergonhar Harry"

No funeral do duque de Edimburgo os membros da família real não vão usar uniformes militares. A quebra na tradição é justificada como medida "para evitar envergonhar" o príncipe Harry. Segundo o The Sun, a decisão …

FBI diz que grupos radicais dos EUA têm fortes ligações com extrema-direita europeia

O diretor do FBI revela que os radicais norte-americanos são os que têm os laços internacionais mais vastos e que se têm deslocado para se encontrarem com outros ativistas. Os norte-americanos de extrema-direita e com motivações …

Nova espécie de pterossauro revela o polegar opositor mais antigo de sempre

Cientistas descobriram uma nova espécie de pterossauro que viveu durante o período Jurássico e que subia às árvores graças aos seus polegares opositores. Esta característica nunca tinha sido observada nestes animais. De acordo com a rede …

Devido ao sucesso da vacinação, Israel põe fim à obrigatoriedade de uso de máscara no exterior

As autoridades israelitas anunciaram hoje que a partir do próximo domingo acabará a obrigatoriedade de uso de máscara no exterior, medida no quadro do levantamento progressivo das restrições ligadas à pandemia de covid-19. Na primavera de …

A rainha Isabel de Castela ficou conhecida por cheirar mal (mas novos documentos põem fim aos mitos)

A famosa rainha Isabel I de Castela, em Espanha, era conhecida por lavar-se pouco e cheirar mal. Contudo, documentos recém-descobertos mostram que possuía uma quantidade enorme de perfumes de grande valor. Isabel I financiou a viagem …

Instagram testa opção que permite ocultar ou mostrar o número de likes

O Instagram vai começar a testar uma nova opção que dá aos seus utilizadores a possibilidade de esconder os likes recebidos nas publicações. Em 2019, a empresa começou por forçar esta mudança, aplicando-a a alguns utilizadores …

Atlético de Madrid: o que aconteceu a João Félix e companhia?

Equipa de Diego Simeone tinha vantagem confortável sobre os dois maiores rivais e, em pouco tempo, só ganhou metade dos pontos que poderia ter ganhado. Ainda lidera mas tem três adversários muito perto. Em Portugal, no …

EUA impõe novas sanções e expulsam dez diplomatas russos. Moscovo promete resposta “inevitável”

O Governo dos EUA anunciou hoje novas sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de 10 diplomatas russos, em resposta a recentes ataques cibernéticos e à interferência na eleição presidencial de 2020 atribuída a …

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e substituir baterias

Os investigadores descobriram uma maneira inovadora de explorar a capacidade das redes 5G, transformando-as numa “rede elétrica sem fios” de modo a alimentar dispositivos de Internet das Coisas (IoT) que precisam de baterias para funcionar. Os …

Itália vai enviar réplica de David de Michelangelo para o Dubai

No final de abril, Itália vai enviar uma réplica em tamanho real do famoso David de Michelangelo, feita com impressoras 3D, para a Exposição Universal do Dubai, que se irá realizar de 1 de outubro …